Compra: Veículos elétricos fabricados no Brasil começam a ganhar as ruas - PressFrom - Brasil

CompraVeículos elétricos fabricados no Brasil começam a ganhar as ruas

11:20  31 julho  2019
11:20  31 julho  2019 Fonte:   estadao.com.br

JAC lança quatro veículos elétricos no Brasil

JAC lança quatro veículos elétricos no Brasil JAC lança quatro veículos elétricos no Brasil

Carlos diz que Brasil não terá transformação rápida 'por vias democráticas' - 3 em 1 - 10/09/2019 - Продолжительность: 1:00:54 Jovem Pan - 3 em 1 13 220 просмотров. Новинка!

O "Acelerados" é o maior canal de carros do YouTube no Brasil . "Sempre pensei por que nunca existiu um programa nos moldes do Top Gear no Brasil . As maiores mídias especializadas do Brasil fazem trabalhos excepcionais, mas são voltadas para quem compra automóvel.

Atentas à migração global do carro à combustão para o elétrico, startups brasileiras querem ser protagonistas da produção local desse tipo de veículo, enquanto as grandes montadoras ainda estudam a viabilidade de nacionalização e começam a trazer modelos importados para testes de aceitação dos consumidores.

Alguns projetos nessa linha já surgiram e sucumbiram, mas pelo menos três empresas começam a colocar seus modelos nas ruas. São minicarros, quadriciclos e triciclos voltados principalmente ao transporte compartilhado, em princípio para atender nichos do mercado.

Veículos elétricos fabricados no Brasil começam a ganhar as ruas © Felipe Rau/Estadão Gaia, de Ivan Gorski, tem autonomia para rodar 200 km

A Gaia, com linha de montagem compartilhada em Cotia (SP) e Manaus (AM); a Mobilis, de Palhoça (SC); e a eiON, de Pinhais (PR) não têm pretensão de serem montadoras, mas sim empresas de tecnologia com agilidade para desenvolver produtos sustentáveis, simples, acessíveis e com alto nível tecnológico.

Jaguar Land Rover fabricará veículos elétricos no Reino Unido

Jaguar Land Rover fabricará veículos elétricos no Reino Unido A montadora britânica de carros de luxo Jaguar Land Rover anunciou nesta sexta-feira que fabricará veículos elétricos no Reino Unido, em um contexto de incertezas a respeito do Brexit. Recentemente, a Jaguar Land Rover anunciou que pretendia suprimir 4.500 postos de trabalho para economizar 2,5 bilhões de libras e poupar no setor de carros elétricos. A montadora pretende oferecer motores elétricos em para todos os seus modelos a partir de 2020.

Gatos e Família em Português Brasil - O Gato Encontra o Elefante do Arco-íris Mais desenhos para crianças com gatos: Não é a Receita Certa

Carros elétricos e híbridos. Motos. Turismo e Viagem. Primeira Página. Descubra o Brasil . Regiões. "Medidas como o deslocamento de empregados administrativos para auxiliar na operação, remanejamento de veículos e a realização de mutirões estão sendo adotadas", disse a empresa.

O triciclo Gaia, que deve chegar ao mercado no fim do ano, é um intermediário entre moto e minicarro. Tem chip de internet integrado e aplicativo próprio de compartilhamento. A chave é digital, acionada por senha no smartphone. Pode ser carregado em tomada comum, sem depender de infraestrutura própria.

Segundo Ivan Gorski, fundador da Gaia Eletric Motors, com uma carga de 8 horas o veículo tem autonomia para rodar 200 km. “O custo médio para essa quilometragem é de R$ 8, cerca de 20 vezes mais eficiente que a gasolina.” Até agora, mais de 100 pessoas pagaram R$ 300 para ter preferência na lista de pré-venda. Neste ano, ele pretende entregar de 20 a 30 unidades.

O público alvo de Gorski, no entanto, são empresas que queiram usar o veículo para prestação de serviços e entregas, ou uso compartilhado em cidades de pequeno porte, nas quais serviços como Uber e Cabify não chegaram. “Há foco na mobilidade em grandes capitais, mas estamos pensando em cidades satélites.” O Gaia leva duas pessoas e custa R$ 80 mil, valor que daria para comprar, por exemplo, um Jeep Renegade com motor flex. O retorno do investimento, diz o Gorski, é rápido pela economia com combustível e manutenção. Segundo ele, 60% dos itens do Gaia são importados, entre os quais o conjunto da bateria e o motor elétrico.

Jaguar Land Rover fabricará veículos elétricos no Reino Unido

Jaguar Land Rover fabricará veículos elétricos no Reino Unido A montadora britânica de carros de luxo Jaguar Land Rover anunciou nesta sexta-feira que fabricará veículos elétricos no Reino Unido, em um contexto de incertezas a respeito do Brexit. A fábrica de Castle Bromwich (centro da Inglaterra) será adaptada para produzir os novos modelos, começando pelo novo Jaguar XJ eléctrico, informou a Jaguar Land Rover (JLR) em um comunicado. A unidade fabrica atualmente os modelos a gasolina e diesel do Jaguar XJ, que não serão mais produzidos.

“A gente só vai dar a bolsa se a gente tiver uma convicção muito grande que a gente consegue pagar. Como a gente ainda não tinha encontrado a solução, a gente pediu alguns poucos dias, embora alguns veículos não tenham sido leais [ ] Encontramos a solução, e estamos soltando 3.182 novas bolsas”

No episódio desta semana, Murilo Salviano conversa com Natália, estudante do Piauí que ganha uma bolsa de R$ 100, para saber o que mudou em sua vida após a reportagem do Fantástico. O ministro da Ciência e Tecnologia Marcos Pontes também falou sobre o futuro das bolsas do CNPQ.

Gorski trabalhou no UOL, Yahoo! e LinkedIn. A Gaia, criada oficialmente em 2018, tem oito sócios, passou por duas rodadas de investimentos e hoje é avaliada em R$ 10 milhões.

Li, de Santa Catarina, quer rodar em áreas restritas

Quando o assunto sobre carros elétricos começou a se popularizar, há quatro anos, o engenheiro mecânico Mahatma Marostica, que por muitos anos trabalhou no setor automotivo, viu oportunidade de empresas de pequeno porte se inserirem nesse mercado mais rapidamente do que a “indústria clássica”, que costuma levar mais tempo para se posicionar. Talvez por isso, diz ele, a Tesla tenha crescido tão rápido.

Com três sócios, ele criou a Mobilis e desenvolveu em 2018 um carro experimental para uso de vizinhança – locais delimitados como condomínios, universidades, resorts, indústrias, parques e campos de golfe. Trata-se do Li (o nome vem de lítio, principal matéria-prima para a bateria).

Ford e Volkswagen podem trabalhar juntas para criar carros elétricos

Ford e Volkswagen podem trabalhar juntas para criar carros elétricos São Paulo – Duas das maiores montadoras do planeta, Ford e Volkswagen estão perto de firmar um acordo para desenvolver carros elétricos. De acordo com a Reuters, as montadoras chegaram a um consenso sobre o assunto na última sexta-feira (5). Segundo fontes anônimas ouvidas pela agência de notícias americana, a montadora alemã vai compartilhar sua plataforma de veículos elétricos, chamada de MEB, com a Ford. Para entender melhor, MEB é uma plataforma modular usada como base na fabricação de carros elétricos. Além da Ford, empresas como Seat, Skoda e Audi também fazem uso da engenharia. Por ora, as duas empresas ainda mantêm sigilo sobre o negócio.

Brasil 1 x 7 Alemanha - melhores momentos (GLOBO HD 720p) Copa do Mundo Brasil 2014 - Продолжительность: 10:17 SoccerBrazil 7 459 378 просмотров. Brasil 0 x 1 Perú (HD) Melhores Momentos - Amistoso Internacional - 11/09/2019 - Продолжительность: 3:58 EsporteGol!

GANHEI +R.799,90 EM APENAS 1 DIA DE TRABALHO NA EMPRESA QUE LEVA NOME DE RONALDINHO GAUCHO 18K - Продолжительность: 23:11 Ganhando Dinheiro ONline G.D.O 6 745 просмотров.

Foram vendidas 10 unidades do modelo por R$ 60 mil cada, das quais oito foram entregues no início deste ano. Por circular só em áreas privadas, a versão dispensa itens como airbags e freios ABS. O modelo carrega duas pessoas, pode ser personalizado e sua velocidade máxima é de 40 km/hora. O carregamento é feito em qualquer tomada, em 6 horas como padrão e 3 horas como opcional. Há ainda opção para carga em 1,5 hora.

Nesta fase, foram investidos R$ 2,4 milhões com capital próprio e de investidores anjo. “Estamos prestes a captar uma rodade de investimentos de R$ 6 milhões para a versão de rua, o Li DR. A homologação para início de produção deve sair em 2020”, diz Marostica. No processo de pré-venda do modelo de rua, que atenderá as normas de segurança, houve 600 inscrições.

O Li será equipado com um tag, chip para abrir e fechar portas, que permite rastreamento e agendamento de uso pelo celular. Entre as vantagens sobre um carro popular a gasolina ele cita economia de 80% com combustível (hoje equivalente a R$ 12 mil ao ano), 70% de redução com manutenções, 95% de redução de ruídos e 100% nas emissões de poluentes.

Toyota irá investir US$ 2 bilhões no desenvolvimento de veículos elétricos na Indonésia

Toyota irá investir US$ 2 bilhões no desenvolvimento de veículos elétricos na Indonésia Um dos motivos da escolha do país é por conta de um plano de desenvolvimento de veículos elétricos elaborado pelo governo da Indonésia

A criação de um tributo sobre movimentações financeiras, comparado à CPMF, era defendida por Cintra dentro da reforma tributária como alternativa à incidência de impostos sobre a folha de pagamentos – que atinge mais de 40% no Brasil .

Uma das marcas do ano de 2019 no Brasil são os cortes praticados pelo governo federal na área da Educação e Ciência. Tais medidas levaram centenas de milhares de manifestantes às ruas nos maiores protestos do ano até agora.

A ideia, diz ele, é ter também um modelo para quatro passageiros e opções de autonomia de 100 km a 160 km. Os preços, em princípio, devem ir de R$ 70 mil a R$ 75 mil. No momento, ele diz que o modelo de negócio, que poderá ser de locação por assinatura. Em custo, 70% dos equipamentos são nacionais. A célula e o carregador da bateria, importados da China, representam os outros 30%.

“Estamos sempre em busca de mais fornecedores locais”, diz Marostica. Ele e outros fabricantes discutem a criação da Associação dos Fabricantes de Veículos Elétricos Nacionais, com objetivos como a customização de componentes e compras conjuntas para baratear preços.

Buggy Verde quer emplacar no Nordeste

Desde o mês passado fazendo parte da Incubadora do Sistema Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), a eiON, criada pelo engenheiro eletricista Milton Francisco dos Santos Jr. há menos de dois anos, tem como foco inicial vender seu Buggy Verde, apresentado em outubro, para cooperativas de bugueiros do Nordeste para passeios turísticos.

O nome da empresa é resultado da junção das iniciais das palavras elétrico, inteligente e online. Por enquanto, a bateria do veículo para dois passageiros é adquirida de uma empresa de Curitiba que importa as células e monta o equipamento. Como o custo é alto e a escala ainda é pequena, o preço indicativo do Buggy Verde é de R$ 119 mil. Santos estuda a produção local das baterias e busca investidores para o projeto. A intenção é oferecer diferentes opções de autonomia – de 50 km a 300 km.

Toyota aposta em carros elétricos para os Jogos Olímpicos de Tóquio.
Os carros elétricos são a grande aposta da Toyota para apoiar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, em 2020. A montadora, que fornecerá 3.700 veículos e produtos de mobilidade para o evento, pretende atingir o nível mais baixo de emissões em comparação com outras frotas oficiais já usadas nas Olimpíadas. LEIA MAIS: Revisões do Nissan Leaf custam 30% a menos que as de um carro a combustão Testamos: Toyota Yaris XLS é uma das opções mais racionais do segmento Cerca de 90% da frota oficial será eletrificada.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 378
Isto é interessante!