CompraVeículos elétricos fabricados no Brasil começam a ganhar as ruas

11:20  31 julho  2019
11:20  31 julho  2019 Fonte:   estadao.com.br

JAC lança quatro veículos elétricos no Brasil

JAC lança quatro veículos elétricos no Brasil JAC lança quatro veículos elétricos no Brasil

Já conhecidos em outros países, os carros elétricos começam a ganhar espaço nas ruas do país. Uma das barreiras ainda é o preço, mas Nesta terça-feira (10) começou a primeira feira internacional de veículos elétricos no Brasil e foram apresentados modelos elétricos que estarão no mercado

Neste video vamos apresentar sobre a noticia de que se iniciará no Brasil a fabricação do carro elétrico com venda a preços de carros populares

Atentas à migração global do carro à combustão para o elétrico, startups brasileiras querem ser protagonistas da produção local desse tipo de veículo, enquanto as grandes montadoras ainda estudam a viabilidade de nacionalização e começam a trazer modelos importados para testes de aceitação dos consumidores.

Alguns projetos nessa linha já surgiram e sucumbiram, mas pelo menos três empresas começam a colocar seus modelos nas ruas. São minicarros, quadriciclos e triciclos voltados principalmente ao transporte compartilhado, em princípio para atender nichos do mercado.

Veículos elétricos fabricados no Brasil começam a ganhar as ruas © Felipe Rau/Estadão Gaia, de Ivan Gorski, tem autonomia para rodar 200 km

A Gaia, com linha de montagem compartilhada em Cotia (SP) e Manaus (AM); a Mobilis, de Palhoça (SC); e a eiON, de Pinhais (PR) não têm pretensão de serem montadoras, mas sim empresas de tecnologia com agilidade para desenvolver produtos sustentáveis, simples, acessíveis e com alto nível tecnológico.

Toyota irá investir US$ 2 bilhões no desenvolvimento de veículos elétricos na Indonésia

Toyota irá investir US$ 2 bilhões no desenvolvimento de veículos elétricos na Indonésia Um dos motivos da escolha do país é por conta de um plano de desenvolvimento de veículos elétricos elaborado pelo governo da Indonésia

(Vrum-22/09/13)Eletricidade é o caminho do futuro. Todo mundo já entrou nessa dança com pelo menos um modelo, mas a Renault deu um passo maior e apresentou

Como se fabrica um ônibus 100% elétrico da BYD - Продолжительность: 37:46 Rádio Ônibus 134 918 Primeiro ônibus 100% elétrico chega a Brasilia - Продолжительность: 1:22 BYD Brasil 14 619 Veículos elétricos - Продолжительность: 5:07 ProgramaPeNaEstrada 9 385 просмотров.

O triciclo Gaia, que deve chegar ao mercado no fim do ano, é um intermediário entre moto e minicarro. Tem chip de internet integrado e aplicativo próprio de compartilhamento. A chave é digital, acionada por senha no smartphone. Pode ser carregado em tomada comum, sem depender de infraestrutura própria.

Segundo Ivan Gorski, fundador da Gaia Eletric Motors, com uma carga de 8 horas o veículo tem autonomia para rodar 200 km. “O custo médio para essa quilometragem é de R$ 8, cerca de 20 vezes mais eficiente que a gasolina.” Até agora, mais de 100 pessoas pagaram R$ 300 para ter preferência na lista de pré-venda. Neste ano, ele pretende entregar de 20 a 30 unidades.

O público alvo de Gorski, no entanto, são empresas que queiram usar o veículo para prestação de serviços e entregas, ou uso compartilhado em cidades de pequeno porte, nas quais serviços como Uber e Cabify não chegaram. “Há foco na mobilidade em grandes capitais, mas estamos pensando em cidades satélites.” O Gaia leva duas pessoas e custa R$ 80 mil, valor que daria para comprar, por exemplo, um Jeep Renegade com motor flex. O retorno do investimento, diz o Gorski, é rápido pela economia com combustível e manutenção. Segundo ele, 60% dos itens do Gaia são importados, entre os quais o conjunto da bateria e o motor elétrico.

BYD e Toyota desenvolverão em conjunto sedãs e SUVs 100% elétricos

BYD e Toyota desenvolverão em conjunto sedãs e SUVs 100% elétricos Projeto prevê o lançamento de novos modelos já em 2020 Os elevados custos de desenvolvimento e produção de carros elétricos estão abrindo portas para novas parcerias e associações. Após Ford e Volkswagen, agora é a vez da gigante chinesa BYD e Toyota anunciarem um acordo para o desenvolvimento conjunto de veículos elétricos a bateria (BEVs).

E os veículos começam a andar sozinhos, e na subida. Uma rua que desafia a gravidade. Conheças algumas ruas curiosas espalhadas pelo Brasil ! Conheça o queijo fabricado no Brasil que ganhou prêmio internacional - Продолжительность: 9:26 Domingo Espetacular 2 209 290 просмотров.

Veículos elétricos ganham espaço nas ruas congestionadas da Costa Rica, país que se orgulha de ser um paraíso ecológico e que impulsiona uma agenda recente

Gorski trabalhou no UOL, Yahoo! e LinkedIn. A Gaia, criada oficialmente em 2018, tem oito sócios, passou por duas rodadas de investimentos e hoje é avaliada em R$ 10 milhões.

Li, de Santa Catarina, quer rodar em áreas restritas

Quando o assunto sobre carros elétricos começou a se popularizar, há quatro anos, o engenheiro mecânico Mahatma Marostica, que por muitos anos trabalhou no setor automotivo, viu oportunidade de empresas de pequeno porte se inserirem nesse mercado mais rapidamente do que a “indústria clássica”, que costuma levar mais tempo para se posicionar. Talvez por isso, diz ele, a Tesla tenha crescido tão rápido.

Com três sócios, ele criou a Mobilis e desenvolveu em 2018 um carro experimental para uso de vizinhança – locais delimitados como condomínios, universidades, resorts, indústrias, parques e campos de golfe. Trata-se do Li (o nome vem de lítio, principal matéria-prima para a bateria).

Berlim testa ônibus elétricos sem motorista

Berlim testa ônibus elétricos sem motorista Sem volante nem passagem paga, pequenos veículos cobrirão inicialmente um trecho de 600 metros. Operadora de transportes berlinense os anuncia como complemento aos ônibus convencionais: motoristas seguem necessários. © picture-alliance/Bildagentur-online/Schöning Primeiros teste dos veículos autônomos foram realizados em terrenos isolados, como Hospital Charité Ônibus de condução automática começaram a circular em Berlim nesta sexta-feira (16/08).

Paulo e Rosana são 'pais' de um campeão internacional. O Tulha é um dos queijos que ganhou medalha de ouro no Word Cheese Awards, que aconteceu no último

Renault Kwid vira carro elétrico "popular" e chega ao Brasil até 2022. Veículos Elétricos Link Oficial Curso Carro Elétricos

Foram vendidas 10 unidades do modelo por R$ 60 mil cada, das quais oito foram entregues no início deste ano. Por circular só em áreas privadas, a versão dispensa itens como airbags e freios ABS. O modelo carrega duas pessoas, pode ser personalizado e sua velocidade máxima é de 40 km/hora. O carregamento é feito em qualquer tomada, em 6 horas como padrão e 3 horas como opcional. Há ainda opção para carga em 1,5 hora.

Nesta fase, foram investidos R$ 2,4 milhões com capital próprio e de investidores anjo. “Estamos prestes a captar uma rodade de investimentos de R$ 6 milhões para a versão de rua, o Li DR. A homologação para início de produção deve sair em 2020”, diz Marostica. No processo de pré-venda do modelo de rua, que atenderá as normas de segurança, houve 600 inscrições.

O Li será equipado com um tag, chip para abrir e fechar portas, que permite rastreamento e agendamento de uso pelo celular. Entre as vantagens sobre um carro popular a gasolina ele cita economia de 80% com combustível (hoje equivalente a R$ 12 mil ao ano), 70% de redução com manutenções, 95% de redução de ruídos e 100% nas emissões de poluentes.

Nova linha de veículos elétricos da Ford: veja o que rolou no Salão de Frankfurt

Nova linha de veículos elétricos da Ford: veja o que rolou no Salão de Frankfurt A nova linha de veículos elétricos da Ford foi apresentada ontem no Salão de Frankfurt, na Alemanha. Os modelos representam a maior linha de veículos elétricos já lançada pela marca no mercado europeu. As novidades incluem o híbrido Puma EcoBoost, os híbridos plug-in Explorer e Tourneo Custom – que podem ser recarregados na tomada – e o Kuga, primeiro modelo da Ford a oferecer as opções de híbrido leve, total e plug-in. 1/113 SLIDES © Foto: Divulgação Nesta galeria, confira alguns dos principais carros elétricos e híbridos do mundo.

O veículo , o primeiro do tipo inteiramente produzido no Brasil , foi apresentado nesta sexta-feira (14) pela Prefeitura de São Paulo. Em complemento às baterias, o veículo conta com motores elétricos embutidos nas rodas, além de sistemas auxiliares O que eu como passageiro vou ganhar com isso?

E, ainda que não vejamos muitas dessas alternativas na ruas do Brasil , nosso país também se prepara para o futuro. Graças à parceria entre Renault e Itaipú Binacional, já podemos dizer o Brasil produz carros elétricos . Trinta e duas unidades do Twizy começaram a ser montadas no complexo

A ideia, diz ele, é ter também um modelo para quatro passageiros e opções de autonomia de 100 km a 160 km. Os preços, em princípio, devem ir de R$ 70 mil a R$ 75 mil. No momento, ele diz que o modelo de negócio, que poderá ser de locação por assinatura. Em custo, 70% dos equipamentos são nacionais. A célula e o carregador da bateria, importados da China, representam os outros 30%.

“Estamos sempre em busca de mais fornecedores locais”, diz Marostica. Ele e outros fabricantes discutem a criação da Associação dos Fabricantes de Veículos Elétricos Nacionais, com objetivos como a customização de componentes e compras conjuntas para baratear preços.

Buggy Verde quer emplacar no Nordeste

Desde o mês passado fazendo parte da Incubadora do Sistema Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), a eiON, criada pelo engenheiro eletricista Milton Francisco dos Santos Jr. há menos de dois anos, tem como foco inicial vender seu Buggy Verde, apresentado em outubro, para cooperativas de bugueiros do Nordeste para passeios turísticos.

O nome da empresa é resultado da junção das iniciais das palavras elétrico, inteligente e online. Por enquanto, a bateria do veículo para dois passageiros é adquirida de uma empresa de Curitiba que importa as células e monta o equipamento. Como o custo é alto e a escala ainda é pequena, o preço indicativo do Buggy Verde é de R$ 119 mil. Santos estuda a produção local das baterias e busca investidores para o projeto. A intenção é oferecer diferentes opções de autonomia – de 50 km a 300 km.

Leia Mais

Britânica Lunaz transforma carros clássicos em elétricos .
Processo não é barato: cada conversão terá um custo mínimo de cerca de R$ 1,4 milhão no Reino UnidoA empresa trabalha atualmente na modificação de um Jaguar XK120 de 1953, de um Rolls-Royce Phantom V de 1961 e de um Rolls-Royce Silver Cloud de 1956. Em um processo artesanal, cada um deles foi desmontado e passou por um processo de escaneamento em 3D antes de passar por um processo de restauração.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 1
Isto é interessante!