CompraSUVs, elétricos e híbridos: uma seleção de carros até R$ 210 mil

14:16  23 agosto  2019
14:16  23 agosto  2019 Fonte:   motorshow.com.br

Fusca, Chevette, Opala, 147; veja quais são os carros mais queridos pelos brasileiros

Fusca, Chevette, Opala, 147; veja quais são os carros mais queridos pelos brasileiros Fusca, Chevette, Opala, 147; veja quais são os carros mais queridos pelos brasileiros - Foto: allenthepostman via VisualHunt / CC BY-SA Se tem um ponto que os carros se assemelham ao futebol é na paixão. Existem modelos que são tão amados por seus proprietários, ou entusiastas, que contam com verdadeiras torcidas organizadas. Não é raro encontrar fã clubes de veículos espalhados pelo País, e que acabam realizando encontros entre donos dos exemplares. Nesta galeria especial do Garagem360 é possível ver alguns automóveis que se encaixam nesse perfil. Confira a seguir.

Variante SUV do elétrico Bolt terá visual inspirado na Blazer, e futura picape poderá rodar 640 quilômetro com uma carga da bateria, diz montadora. Modelo conta com o sistema Pilot Assist com tecnologias de segurança. Há 1 mês Carros Elétricos e Híbridos .

Apresentamos o Volvo Recharge, nossa nova linha avançada de carros totalmente elétricos e plug-in hybrids, começando com o XC40 Recharge. Assim, revelamos

SUVs, elétricos e híbridos: uma seleção de carros até R$ 210 mil

A GASOLINA / FLEX

Jeep Compass

R$ 149.990 (Limited)

SUVs, elétricos e híbridos: uma seleção de carros até R$ 210 mil

Abrindo mão da tração 4×4 e do motor a diesel, você pode levar o mesmo Jeep do comparativo (confira aqui), com pacote de equipamentos igual, por R$ 30 mil a menos. O torque cai quase pela metade e o peso não diminui muito, então o desempenho fica bem aquém. Embora o consumo seja alto, o etanol é bem mais amigável que o diesel com o meio-ambiente (e a gasolina também). E o mais importante: para pagar a diferença de preço para o com motor a diesel, seriam necessários uns 15 anos de abastecimento. Então vale considerar.

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 2.0 16V flex, 159/166 cv, 19,9/20,5 kgfm

Vídeo: os 10 carros elétricos mais esperados

Vídeo: os 10 carros elétricos mais esperados Há desde propostas populares, como Honda E e Volkswagen ID.3, até esportivos como Porsche Taycan Os carros elétricos começam a se tornar realidade no Brasil. Por aqui já temos como o compacto BMW i3, o SUV elétrico Jaguar I-PACE e até mesmo um modelo de porte compacto, o Renault Zoe. Em breve também desembarcarão o Nissan Leaf, o carro elétrico mais vendido do mundo, e o interessante Chevrolet Bolt. Your browser does not support this video require(["binding"], function (binding) { binding("wcVideoPlayer", "#video_player_18e119cc-6727-461b-b9d0-f884a3f962aa").

Carros Elétricos no Brasil será de 180 mil unidades por ano até 2030 carros elétricos e híbridos Link Oficial Curso Carro Elétricos

Carros elétricos e híbridos . Um dos critérios mais importantes na hora de comprar um veículo é o consumo de combustível. Está pensando em adquirir um SUV ? O G1 listou os utilitários esportivos mais econômicos, a partir dos dados do Inmetro.

Câmbio: AT6, tração dianteira

Comprimento: 4,416 m

Entre-eixos: 2,636 m

Porta-malas: 410 litros

Consumo (km/l, g/e): 6,1/8,8 (cidade) e 7,5/10,8 (estrada)

Gasto: R$ 7.875 (g) e R$ 7.028 (e)

VW Tiguan Allspace 350 TSI

R$ 187.990 (R-Line)

SUVs, elétricos e híbridos: uma seleção de carros até R$ 210 mil © Fornecido por Três Editorial Ltda

É o SUV mais vendido de seu porte, porém considerando emplacamentos do 250 TSI, com 150 cv e torque de 25,5 kgfm, a partir de R$ 129.990. Ao preço do Equinox, tem a versão R-Line 350 TSI com um quatro cilindros com 220 cv e os mesmos 35,7 kgfm do Compass acoplado ao câmbio de dupla embreagem. É o maior modelo do segmento, podendo levar motorista e seis passageiros – mas tem consumo ainda pior que o do Chevrolet. A tração é do tipo integral permanente, mas não é feita exatamente para um uso off-road.

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 2.0 turbo, 16V, 220 cv, 35,7 kgfm

Jeep Renegade e Compass lideram entre os SUVs mais vendidos do semestre; veja a lista completa

Jeep Renegade e Compass lideram entre os SUVs mais vendidos do semestre; veja a lista completa O Jeep Renegade foi o SUV mais vendido no Brasil durante o primeiro semestre de 2019. Segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), o modelo atingiu a marca de 33.048 unidades vendidas. O Jeep Compass ficou em segundo (28.033 unidades), seguido do Nissan Kicks (25.826 unidades). Na galeria, veja a lista completa. 1/60 SLIDES © Foto: Divulgação 1. Jeep Renegade – 33.048 unidades - Foto: Divulgação 2/60 SLIDES © Foto: Divulgação 1. Jeep Renegade – 33.048 unidades - Foto: Divulgação 3/60 SLIDES © Foto: Divulgação Jeep Compass – 28.

Carros elétricos . Honda contra-ataca Toyota e anuncia três híbridos para Brasil. A Honda deve, acreditamos, apostar mesmo em modelos médios e médio-grandes importados. Também faz sentido surfar a onda de SUVs como modelos preferidos do comprador brasileiro.

Carros híbridos e elétricos tem realmente um consumo consideravelmente menor do que seus parentes movidos apenas a gasolina. Fazendo um comparativo de valores entre um modelo elétrico e um carro a gasolina, vamos comparar os custos da eletricidade por km e da gasolina.

Câmbio: automatizado, dupla embreagem, sete marchas, tração integral

Comprimento: 4,701 m

Entre-eixos: 2,790 m

Porta-malas: 686 litros

Consumo (km/l): 8,3 (cidade) e 9,6 (estrada)

Gasto: R$ 8.553

Peugeot 3008

R$ 166.990 (Griffe Pack)

SUVs, elétricos e híbridos: uma seleção de carros até R$ 210 mil © Fornecido por Três Editorial Ltda

A potência não é tudo isso, e falta força se comparado aos rivais mais caros, mas a posição de dirigir inovadora, com volante menor e painel que se vê por cima, e o acerto de suspensões e direção fazem dele um dos modelos mais divertidos ao volante da categoria. O design também agrada, e Compra do Ano 2019 da MOTOR SHOW. Parte de R$ 140 mil na versão Allure. Pelo valor acima, vem super-equipado, inclusive com sistemas semi-autônomos. O serviço pós-venda da marca melhorou muito nos últimos tempos.

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 1.6 turbo, 16V, 165 cv, 24,5 kgfm

Câmbio: AT 6 marchas, tração dianteira

Comprimento: 4,447 m

Entre-eixos: 2,675 m

Corolla, Civic, Mustang e Polo: veja a evolução dos carros ao longo dos anos

Corolla, Civic, Mustang e Polo: veja a evolução dos carros ao longo dos anos Existem diversos carros que estão em produção há diversas décadas. Porém, com o avanço tecnológico, as mudanças de gerações de alguns veículos fez com que os modelos modernos pouco - ou nada - lembrem os originais. Confira nesta galeria especial do Garagem360 alguns exemplos e compare a evolução dos carros ao longo dos anos.

Se a ideia de um SUV pequeno ou médio porte novo com motor downsizing lhe dá nojo, hoje nós vamos falar de alguns SUVS premium de médio e grande porte que navegando com cuidado, dá para encarar.

Seus SUVs fazem sucesso de público e crítica, especialmente o compacto CX-3. Já o conversível MX-5 Miata ainda é um dos carros preferidos dos Popularizada no Brasil pelo SUV subcompacto Terios, a Daihatsu teve atuação curta no Brasil. A marca, hoje pertencente à Toyota, ensaia um retorno ao

Porta-malas: 521 litros

Consumo (km/l): 9,8 (cidade) e 12,1 (estrada)

Gasto: R$ 7.054

Hyundai Tucson

R$ 156.900 (Limited)

SUVs, elétricos e híbridos: uma seleção de carros até R$ 210 mil © Fornecido por Três Editorial Ltda

Essa é a terceira geração de um dos modelos de maior sucesso de nosso mercado – embora hoje as vendas não estejam em seu melhor momento. O motor 1.6 tem potência e torque similares aos do Peugeot 3008, porém com um acerto mais voltado para o consumo e uma marcha a mais no câmbio automático, então o SUV coreano montado em Goiás é o mais econômico dos modelos a gasolina ou flex listados aqui. A tração apenas dianteira ajuda nesse ponto. O acabamento não impressiona, mas a marca tem clientes bastante satisfeitos com serviços pós-venda.

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 1.6 16V turbo, 170 cv, 27 kgfm

Câmbio: AT 7 marchas, tração dianteira

Comprimento: 4,447 m

Entre-eixos: 2,670 m

Porta-malas: 513 litros

Consumo (km/l): 10,5 (cidade) e 12,2 (estrada)

Gasto: R$ 6.749

Mitsubishi Outlander

R$ 189.990 (V6)

SUVs, elétricos e híbridos: uma seleção de carros até R$ 210 mil © Fornecido por Três Editorial Ltda

Aqui nesse SUV Mitsubishi, nada de downsizing: pelo valor dos modelos do comparativo, o japonês vem com um 3.0 V6 com 240 cv de potência, mas com menos torque que os turbinados. A tração é integral – embora não seja para off-road – e o porte é bastante generoso, então ele também tem assentos extras no porta-malas. O acabamento interno decepciona, mas a marca tem muita tradição no segmento. Curioso é que embora tenha mantido um motor maior, o consumo é melhor que o do Equinox – mas ainda bastante alto.

SUVs mais vendidos: Creta atinge recorde em julho

SUVs mais vendidos: Creta atinge recorde em julho SUVs mais vendidos: Creta atinge recorde em julho

Conheça todos os detalhes do novo Toyota RAV4 híbrido , que antecipa a ofensiva eletrificada da Toyota. Até o fim do ano, a montadora quer vender 9 mil carros híbridos no Brasil, incluindo a nova geração do Corolla, que chegará nos próximos meses.

Muitas pessoas nos pedem dicas de carros baratos e, é claro, os SUVs não poderiam ficar de fora desses pedidos. São carros com maior porte, mais seguros

Ficha técnica:

Motor: seis cilindros 3.0, 24V, 240 cv, 31 kgfm

Câmbio: AT 6 marchas, tração integral

Comprimento: 4,695 m

Entre-eixos: 2,670 m

Porta-malas: 715 litros

Consumo (km/l): 8,2 (cidade) e 10,3 (estrada)

Gasto: R$ 8.373

Honda CR-V

R$ 194.900

SUVs, elétricos e híbridos: uma seleção de carros até R$ 210 mil © Fornecido por Três Editorial Ltda

Junto com o Tucson, o CR-V fica entre os mais econômicos da categoria com motor a gasolina. Torque e potência também são apenas medianos, garantindo um desempenho adequado, mas que não empolga. O acabamento interno e o espaço estão entre os melhores do segmento, mas a Honda erra ao cobrar um preço acima da média, considerando o que oferece, e acaba atraindo apenas aqueles consumidores mais fiéis à marca e que acham que o HR-V é insuficiente. O valor fica mais fora da realidade agora que o arquirrival RAV4 chegou com tantas qualidades.

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 1.5 16V turbo, 190 cv, 24,5 kgfm

Câmbio: CVT 6 marchas simuladas, tração integral

Comprimento: 4,591 m

Entre-eixos: 1,855 m

Porta-malas: 522 litros

Consumo (km/l): 10,4 (cidade) e 11,9 (estrada)

Gasto: R$ 6.856

A DIESEL

Jeep Renegade 2.0

R$ 134.990 (Longitude)

SUVs, elétricos e híbridos: uma seleção de carros até R$ 210 mil © Fornecido por Três Editorial Ltda

Mais barato SUV a diesel no Brasil atualmente, o irmão menor do Compass usa exatamente a mesma mecânica e tem um desempenho muito similar ao dele – mas estranhamente, segundo os números do PBEV-Inmetro, seu consumo é pior. Para quem não tem família grande e nem precisa de porta-malas – são apenas 320 litros de capacidade – pode ser uma compra bem interessante. O valor acima é da versão Longitude; a Trailhawk, mais off-road e com maior altura do solo, parte de R$ 145.990. Qualquer uma delas vem com reduzida e seletor de terreno e enfrenta terra, areia e lama com tranquilidade.

Nova linha de veículos elétricos da Ford: veja o que rolou no Salão de Frankfurt

Nova linha de veículos elétricos da Ford: veja o que rolou no Salão de Frankfurt A nova linha de veículos elétricos da Ford foi apresentada ontem no Salão de Frankfurt, na Alemanha. Os modelos representam a maior linha de veículos elétricos já lançada pela marca no mercado europeu. As novidades incluem o híbrido Puma EcoBoost, os híbridos plug-in Explorer e Tourneo Custom – que podem ser recarregados na tomada – e o Kuga, primeiro modelo da Ford a oferecer as opções de híbrido leve, total e plug-in. 1/113 SLIDES © Foto: Divulgação Nesta galeria, confira alguns dos principais carros elétricos e híbridos do mundo.

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 2.0 turbo, 16V, 170 cv, 35,7 kgfm

Câmbio: AT 9 marchas, tração integral , com reduzida

Comprimento: 4,232 m

Entre-eixos: 2,570 m

Porta-malas: 273 litros

Consumo (km/l): 9,4 (cidade) e 11,5 (estrada)

Gasto: R$ 6.327

Mitsubishi Outlander

R$ 212.990 (HPE 2.2)

SUVs, elétricos e híbridos: uma seleção de carros até R$ 210 mil © Fornecido por Três Editorial Ltda

Se fôssemos selecionar o carro a diesel do comparativo do RAV4 híbrido (confira aqui) por porte, e não pelo preço como fizemos, seria o Outlander. Ele fica mais próximo em tamanho e espaço interno, mas o preço já passa de R$ 210 mil. E, apesar de ser maior e ter um pouquinho mais de torque que o Jeep, seu consumo de óleo diesel é ainda mais baixo que o do Compass na cidade (e eles empatam na estrada). Tem opção de sete lugares e tração integral, mas a economia do motor a diesel não compensa o valor extra, principalmente se comparado à novidade da Toyota.

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 2.2 turbo, 16V, 165 cv, 36,7 kgfm

Câmbio: AT 6 marchas, tração integral

Comprimento: 4,695 m

Entre-eixos: 2,670 m

Porta-malas: 715 litros

Consumo (km/l): 10,8 (cidade) e 13,7 (estrada)

Gasto: R$ 5.428

OUTROS HÍBRIDOS

Lexus UX

R$ 173.490 A R$ 249.990

SUVs, elétricos e híbridos: uma seleção de carros até R$ 210 mil © Fornecido por Três Editorial Ltda

Como a Lexus é a marca de luxo da Toyota, ele, que também é novidade, pode ser considerado o “primo-rico” do RAV4 e usa as mesmas plataforma e mecânica, porém com uma calibração distinta. Sem expressão no mercado, a marca vende o UX – considerado um hatch premium compacto para brigar com Mercedes-Benz GLA, BMW X1/X2 e Audi Q3 – com preços agressivos, que partem da mesma faixa dos do RAV4. Mas, embora as dimensões externas sejam similares, o espaço interno e o porta-malas do Lexus são menores – e seu consumo, estranhamente, é maior.

Toyota RAV4 lidera ao ranking dos SUVs mais vendidos no mundo; veja a lista completa

Toyota RAV4 lidera ao ranking dos SUVs mais vendidos no mundo; veja a lista completa O Toyota RAV4 foi o SUV mais vendido no mundo no primeiro semestre de 2019. No total, 441.581 unidades do modelo foram emplacadas, segundo a consultoria italiana Focus2Move. Honda CR-V (381.464 unidades) e Volkswagen Tiguan (370.694 unidades) ocupam a segunda e a terceira posição do ranking, respectivamente. LEIA MAIS: Novo

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 2.5, 16V, 155 cv, 21,4 kgfm + elétrico 142 cv e 27,5 kgfm = 194 cv combinados

Câmbio: CVT

Comprimento: 4,640 m

Entre-eixos: 2,660 m

Porta-malas: 475 litros

Consumo (km/l): 12,6 (cidade) e 11,2 (estrada)

Gasto: R$ 5.432

Toyota Prius

R$ 125.450

SUVs, elétricos e híbridos: uma seleção de carros até R$ 210 mil © Fornecido por Três Editorial Ltda

Ele não é um SUV, mas está aqui justamente para comprovar como os SUVs sempre gastam mais – pois precisam de mais motor, mais força, e aí o aumento no consumo é inevitável, seja qual for o combustível. Tudo bem que potência e torque são menores, mas com o Prius fizemos, na prática, até 23 km/l de média em São Paulo. O visual exageradamente futurista dessa quarta geração é para mostrar que se trata de um modelo diferente, mas não agradou a todos. Lançado em 1997, o modelo por muito tempo deu prejuízo à marca, mas hoje ele é o carro mais vendido do Japão – e um dos mais vendidos do mundo.

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 1.8, 16V, 98 cv, 14,2 kgfm Câmbio: CVT, tração diant.

Comp: 4,540 m

Entre-eixos: 2,700 m

Porta-malas: 412 l

Consumo: 18,9 (cid.) e 17 (est.)

Gasto: R$ 4.201

ELÉTRICOS

BMW i3

R$ 205.950

SUVs, elétricos e híbridos: uma seleção de carros até R$ 210 mil © Fornecido por Três Editorial Ltda

Os SUVs 100% elétricos que você pode ou poderá muito em breve comprar estão nas próximas páginas. Porém, eles custam mais que o dobro, bem além dos R$ 400 mil. Na faixa aqui, de 170/180 mil, você hoje pode comprar o ultra-ousado hatch BMW i3. Economiza um absurdo de combustível – esse BMW gastaria, com o mesmo uso das nossas demais contas, apenas pouco mais de mil reais anuais. A autonomia é só 225 km elétrico, mas na cidade não é problema (há opção de extensor a gasolina, mas com um motor de moto. O elétrico que move o hatch quando carregado tem os mesmos 170 cv do Jeep, porém com menos torque (mas sempre disponível). A experiência é totalmente diferente. Mas você já pode reservar também alguns outros modelos mais convencionais no visual e cabine (leia ao lado).

Avaliação: Nissan Leaf quer ser iPhone dos carros elétricos no Brasil

Avaliação: Nissan Leaf quer ser iPhone dos carros elétricos no Brasil Hatch elétrico custa R$ 195 mil, mas quer conquistar os adeptos da tecnologia Lembra como eram as coisas em 2008, quando o primeiro iPhone chegou ao Brasil? Em um mundo cheio de celulares pequenos e com poucas funções, o smartphone da Apple abria as portas para o futuro. E cobrava por isso: chegou com preços entre R$ 1.239 e R$ 2.599, valor muito alto para a época. Mesmo assim, teve muita gente que comprou para acompanhar a evolução da tecnologia móvel – e se gabar de ter algo único. Com o tempo, a tecnologia ficou mais barata e hoje todo mundo tem um smartphone, seja da Apple ou não.

Ficha técnica:

Motor: elétrico síncrono, 170 cv, 25,5 kgfm

Câmbio: relação fixa, uma marcha à frente e uma à ré, tração traseira

Comprimento: 4,011 m

Entre-eixos: 2,570 m

Porta-malas: 306 litros

Consumo: 7,7 km/kWh (média cidade/estrada)

Gasto: R$ 1.169 (a R$ 0,50/kWh)

O que vem por aí

SUVs, elétricos e híbridos: uma seleção de carros até R$ 210 mil SUVs, elétricos e híbridos: uma seleção de carros até R$ 210 mil

Na último edição do Salão de São Paulo, ainda em novembro do ano passado, os primeiros carros elétricos das marcas generalistas foram exibidos no Brasil, e alguns deles já entraram em pré-venda. Modelos como o Nissan Leaf e o Chevrolet Bolt, ao lado, ficam na mesma faixa de preços dos três SUVs médios comparados nesta edição, mas oferecem espaço interno e porta-malas de hatch compacto popular. Para serem usados na cidade, trazem no porte menor até uma vantagem – outra é estarem livres do rodízio de veículos da capital paulista. Ainda estão chegando no Brasil o Renault Zoe e alguns elétricos da chinesa JAC. Agora, falando de SUVs, os elétricos ainda são bem mais caros. Resta saber quando compensará para as montadoras investir na eletrificação dessse segmento.

*usamos o mesmo perfil do comparativo: 1.500 km/mês, 55% cidade e 45% estrada, com os preços de combustíveis a R$ 3,60 (diesel) e R$ 4,20 (gasolina) e R$ 0,50 (kWh)

Leia Mais

Avaliação: Nissan Leaf quer ser iPhone dos carros elétricos no Brasil.
Hatch elétrico custa R$ 195 mil, mas quer conquistar os adeptos da tecnologia Lembra como eram as coisas em 2008, quando o primeiro iPhone chegou ao Brasil? Em um mundo cheio de celulares pequenos e com poucas funções, o smartphone da Apple abria as portas para o futuro. E cobrava por isso: chegou com preços entre R$ 1.239 e R$ 2.599, valor muito alto para a época. Mesmo assim, teve muita gente que comprou para acompanhar a evolução da tecnologia móvel – e se gabar de ter algo único. Com o tempo, a tecnologia ficou mais barata e hoje todo mundo tem um smartphone, seja da Apple ou não.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 3
Isto é interessante!