CompraDi Grassi alega que não ganhou vantagem em manobra sobre Maurício: “Absurdo completo”

20:55  25 agosto  2019
20:55  25 agosto  2019 Fonte:   msn.com

Lucas di Grassi, o brasileiro da década no esporte a motor

Lucas di Grassi, o brasileiro da década no esporte a motor Paulistano pode ser bicampeão da Fórmula E neste fim de semana e coroar a década com mais um título para o país em campeonatos mundiais Neste fim de semana Lucas di Grassi luta pelo bicampeonato da Fórmula E e pode se consolidar como o maior brasileiro das pistas na última década. Para ser campeão, o paulistano depende de  uma combinação de resultados no eprix de Nova Iorque. No entanto, di Grassi está acostumado a viradas, pois conquistou seu primeiro título dessa maneira em 2017.

No mesmo ano, a rainha Elizabeth II, chefe da monarquia britânica, teve um gasto equivalente a R$ 196,3 milhões, segundo relatório da Casa Real. Ou seja, Dilma Rousseff custa mais para os brasileiros do que a família real para os britânicos – o que, evidentemente, é um absurdo completo , um

Di Grassi alega que não ganhou vantagem em manobra sobre Maurício: “Absurdo completo” © Duda Bairros Lucas di Grassi em Interlagos

Piloto que realizou polêmica manobra pela liderança da Corrida do Milhão disse que drive through foi injusto e que poderia ter cedido posição de volta se precisasse

A Corrida do Milhão de 2019 da Stock Car realizada em Interlagos teve um final polêmico. Após a janela de paradas, Ricardo Maurício apareceu à frente de Lucas di Grassi, que teve que fazer um pit stop mais longo.

Restando dez minutos para o fim, o piloto que corre em tempo integral na Fórmula E realizou a ultrapassagem sobre Ricardinho, mas utilizando parte da entrada de pits, o que é proibido, segundo o regulamento esportivo.

Audi pode adotar ordens de equipe para garantir título de Di Grassi na F-E

Audi pode adotar ordens de equipe para garantir título de Di Grassi na F-E Mesmo com companheiro tendo chances matemáticas de conquista, time alemão poderá usar artifício A Audi poderá usar ordens da equipe para garantir o título de pilotos da Fórmula E a favor de Lucas di Grassi, apesar de seu companheiro de equipe, Daniel Abt, também estar na disputa, matematicamente. Os dois pilotos da Audi estão no grupo de oito candidatos que podem vencer o campeonato no final de semana em Nova York, mas estão consideravelmente atrás do líder, Jean-Eric Vergne.

Leia também:

Maurício aproveita punição a Di Grassi e vence Corrida do Milhão pela segunda vez

Pouco tempo depois, foi anunciado que o carro #1 teria que fazer um drive through. Di Grassi permaneceu na pista e foi desclassificado.

Nervoso após a corrida, di Grassi comentou a manobra sobre seu companheiro de equipe.

“Foi uma manobra um pouco peculiar”, disse. “Fui passar o Ricardinho por dentro, ele me fechou um pouco para proteger, fui por dentro e depois, tomada a decisão de ficar por dentro, cortei um pedaço da pista, mas na minha cabeça, eu não ganhei vantagem alguma por ter feito aquilo.”

“Eu estava na frente dele no momento que usei aquela parte da pista. Você só pode ser punido, se você sai com as quatro rodas e ganha vantagem. Os comissários tinham o dever de informar que havia esse ganho e o que eu poderia ter feito era devolver a punição.”

Jeep Compass fica mais completo e caro na linha 2020

Jeep Compass fica mais completo e caro na linha 2020 Com novos equipamentos de série em todas as versões, SUV compacto sofrerá um reajuste de até R$ 8 mil nos preços

“Só que nem isso foi comunicado, foi um drive through direto. Eu nunca vi isso na minha vida. Ou eles reportam para a equipe dizendo ‘olha, o Lucas ganhou vantagem’ e eu devolveria a posição. Eu tinha mais três pushes to pass, terminei com eles na mão.”

Quanto à permanência na pista, di Grassi afirmou que encarou a atitude como um protesto.

“Isso aí já foi uma decisão minha porque foi um ato de discordância muito alto desses comissários aqui da Stock Car.”

Di Grassi também discordou do método de comunicação entre a direção de prova e as equipes.

“O que a CBA disse para mim agora é que eles não têm instrumento para se comunicar com a equipe.”

“Uma punição direta assim, faz a categoria perder a credibilidade, atrapalha quem está assistindo e todo o trabalho feito pela equipe.”

“Ainda bem que um outro piloto da equipe ganhou, pelo menos isso é bom para o time, porém esta decisão eu acho um absurdo completo.”

O Motorsport.com Brasil apurou que a direção de prova apenas comunica a punição a quem acompanha a corrida, equipes e meios de comunicação, mas não há uma linha direta com cada time da categoria durante a prova.

Leia Mais

Cacá Bueno e Sylvio de Barros são destaques na Porsche .
Uma das principais duplas do Porsche Endurance Series, Cacá Bueno e Sylvio de Barros mais uma vez foram destaques nesta temporada. O pentacampeão da Stock Car e o tricampeão da Porsche Cup fecharam os 300 km de Goiânia na segunda colocação da categoria GT3, fechando ainda em sétimo lugar na classificação geral. A dupla tinha tudo para disputar o primeiro lugar na categoria GT3 até o final e subir também no pódio da geral, mas uma punição incomum atrapalhou os planos de Cacá e Sylvio, que possuem apoio de iCarros.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!