Compra Só contra roubo: seguro para motoristas de aplicativo promete cobrar 80% menos

06:15  02 outubro  2019
06:15  02 outubro  2019 Fonte:   gazetadopovo.com.br

Uber testa controle de qualidade veículos do app em São Paulo; entenda

Uber testa controle de qualidade veículos do app em São Paulo; entenda Ideia da empresa é, por meio de uma vistoria virtual, ter um panorama completo sobre o veículo que estpá sendo utilizado em sua plataforma. A expectativa é que o usuário tenha total conhecimento sobre o estado do carro em que ele vai ter a carona

Uber e 99 têm, juntos, mais de um milhão de motoristas associados © Henry Milleo / Gazeta do Povo Uber e 99 têm, juntos, mais de um milhão de motoristas associados

A carteira de seguro de automóveis encolheu 0,7% no primeiro semestre deste ano, segundo dados da Confederação das Seguradoras (CNseg). Para reagir neste mercado retraído, mas bastante competitivo, as seguradoras criam apólices alternativas, voltadas para nichos.

Foi seguindo esta estratégia que a Suhai Seguradora lançou um seguro exclusivo para condutores de aplicativos que garante ser até 80% mais barato que a média do mercado ao cobrir apenas furto e roubo. No Brasil, há mais de meio milhão de motoristas de Uber e quase a mesma quantidade da 99.

Uber Comfort: opção de zero conversa e carro climatizado chega em novembro

  Uber Comfort: opção de zero conversa e carro climatizado chega em novembro Mais conforto e menos conversa. O Uber Comfort vai ser um pouco mais caro que o Uber X, e mais barato que o Uber Black. O lançamento acontece dia 21 de novembro, e já tinha sido lançado em agosto nos Estados Unidos e no Canadá o Uber Comfort, para agradar os passageiros que preferem o silêncio. Nessa versão da viagem particular, o motorista fica calado, e os passageiros podem ajustar a temperatura do ar condicionado como bem entenderem. Nesta segunda (7), a empresa anunciou que o Brasil também vai contar com o Uber Comfort: ele chega em 21 de novembro, para substituir o Uber Select. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

De acordo com Robson Tricarico, diretor comercial da empresa, o valor do produto é mais baixo porque não inclui cobertura por colisão. Há apenas opção para perda total por batida. Ou seja, a apólice da Suhai é limitada para se adequar ao bolso dos motoristas de aplicativo, principalmente os que possuem carros mais velhos. “Identificamos que a maioria das pessoas sem seguro quer contratar apenas a opção de furto e roubo porque uma colisão pode ser evitada com prudência”, argumenta.

Maior exposição ao risco

Entre os fatores determinantes no valor do seguro estão perfil do usuário, região em que ele mora e informações do veículo, como data de fabricação e marca, explica Tricarico. Outro fator importante, especificamente para profissionais de aplicativos, é a alta exposição do carro ao risco — uma vez que o profissional de aplicativos dirige por diversas regiões da cidade ao lado de pessoas totalmente desconhecidas. “Com isso, seguradoras tradicionais cobram até 25% a mais por um seguro completo ou até negam o serviço ao cliente”, afirma o diretor.

Radar em BH marca velocidade incompatível e deixa motoristas confusos

  Radar em BH marca velocidade incompatível e deixa motoristas confusos O aparelho está instalado na BR-356, na Região Centro-Sul da capital mineira. Alguns condutores chegaram a frear bruscamente, o que aumento o risco de acidentesUm defeito no mostrador de um radar, na BR-356, na curva do Ponteio, na pista sentido Nova Lima / Belo Horizonte, por pouco não provocou acidentes. O equipamento estava mostrando velocidade incompatível ao dos veículos que passavam por ele. Alguns motoristas passavam a 60 km/h, como é previsto na lei, mas no mostrador aparece 90 km/h.

Para otimizar os custos para os motoristas de apps, a Suhai que atua há 25 anos também no ramo de segurança, diz utilizar tecnologia e inteligência para mapear a região onde o veículo foi roubado e, sempre que possível, resgatá-lo. A seguradora também coloca rastreadores em alguns modelos de carros. “Temos um ticket médio de R$ 1.200, enquanto as concorrentes têm, em média, R$ 3 mil”, calcula Tricarico.

Apesar do crescimento negativo do setor de seguro automobilístico no primeiro semestre (-0,7%), o setor como um todo cresceu 8,4% e arrecadou R$ 125,4 bilhões no período (sem DPVAT e Saúde Suplementar), o maior crescimento desde 2015, liderado pelos planos de previdência privada - segundo a CNSeg.

Leia também: Serviços como Uber são desafios para aeroportos

Turbi aposta em aluguel de carro 'por hora' e sem limite de combustível .
Com locação controlada por aplicativo, empresa permite que usuário escolha e devolva carro sem falar com ninguém, pagando apenas por pacotes de horas, não por diárias“Somos uma locadora digital: hoje, o usuário faz o cadastro e reserva o carro no app. Depois, vai até o local designado e abre o carro com o próprio app, sem precisar falar com ninguém”, diz Diego Lira, cofundador e presidente executivo da Turbi. Para isso, a empresa tem uma plataforma de segurança entre os carros e seu aplicativo – já a chave fica mesmo dentro do veículo, em um sistema que permite que o aluguel seja feito 24 horas por dia, 7 dias por semana.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 0
Isto é interessante!