Curiosidades ANÁLISE: O que a venda da fábrica da McLaren significa para o futuro da equipe na F1

15:11  19 setembro  2020
15:11  19 setembro  2020 Fonte:   msn.com

Conheça os quatro tipos de carros híbridos (e saiba por que o do novo Honda Fit é o “mais elétrico”)

  Conheça os quatro tipos de carros híbridos (e saiba por que o do novo Honda Fit é o “mais elétrico”) Conheça os quatro tipos de carros híbridos (e saiba por que o do novo Honda Fit é o “mais elétrico”)Primeiro dos tipos de carros híbridos, o primeiro grau de eletrificação dos motores a combustão é chamado de híbrido leve ou mild hybrid, é bastante simples: no lugar do tradicional alternador, há um motor-gerador capaz de recuperar energia (que é armazenada em uma pequena bateria) e reutilizá-la nas partidas de modo rápido e silencioso, ajudando o motor a combustão, que ainda continua sendo o principal ator da propulsão.

O mais importante para os fãs da McLaren na F 1 é que a equipe de GPs foi praticamente isolada de qualquer reestruturação do Grupo McLaren - então isso significa que seu progresso no grid não é afetado. Com a McLaren ocupando o terceiro lugar no campeonato de construtores e otimista com

A Williams está à venda na Fórmula 1 . Mas o que foi que deu errado? Como a tradicional equipe de Frank Williams, que nos últimos anos foi chefiada por sua

The McLaren Technology Center © McLaren The McLaren Technology Center

Entenda o processo de venda da fábrica da McLaren e como isso pode ajudar a equipe financeiramente no futuro

Quando foi descoberto recentemente que a McLaren estava colocando sua icônica fábrica de Fórmula 1 à venda, isso gerou alguma preocupação sobre se a equipe enfrentaria novos dramas de dinheiro ou não.

Afinal, o impacto da crise financeira causada pela pandemia do coronavírus atingiu duramente as operações automotivas e automobilísticas do grupo McLaren - levando-o a planejar 1.200 demissões e precisando de um empréstimo de £150 milhões de libras (cerca de R$1 bilhão) com o Banco Nacional do Bahrein.

Como preparar seu veículo para rodar no pós-quarentena

  Como preparar seu veículo para rodar no pós-quarentena Veículos que passaram vários meses estacionados devido ao isolamento social precisam de cuidados especiais antes do retorno às ruas. O ideal é fazer uma breve revisão de alguns […]Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

No último fim de semana, após o GP da Hungria de Fórmula 1 , o piloto britânico Lando Norris foi flagrado ajudando os mecânicos da McLaren na desmontagem do box da equipe em Budapeste. Engenheiro que trabalhou na F 1 por muitos anos e colaborador do Motorsport.com, o brasileiro

Isso significa que apenas uma parte do problema apresenta uma resposta objetiva para o indivíduo. Outros pontos podem ficar obscuros, aumentando os riscos da escolha a ser tomada. Agora, você já compreende a influência que a tomada de decisão apresenta na sua vida pessoal ou em seu negócio.

Leia também:

F1: Massa vê Ferrari 'de volta' só em 2022 e concorda com dispensa de VettelF1: AlphaTauri passará a usar o túnel de vento da Red Bull em 2021; equipe espera mudança significativaF1: Ricciardo acredita que Renault está melhorando em pistas de alto downforce após Mugello

Embora essas medidas não fossem ideais, elas significavam que, pelo menos, uma vez que a operação de carros de turismo reiniciasse e as corridas começassem, a McLaren seria capaz de colocar quaisquer incertezas financeiras de lado.

Portanto, quando a notícia de que uma placa de 'À venda' estava sendo colocada no Centro de Tecnologia da McLaren, foi fácil concluir que talvez a situação econômica da equipe não fosse tão otimista quanto parecia antes, pois havia claramente uma necessidade levantar as £200 milhões de libras (R$1,4 bilhão) que espera obter com a venda.

Após acidente fatal, Chevrolet chama Celta e Classic para recall

  Após acidente fatal, Chevrolet chama Celta e Classic para recall A Chevrolet convocou os modelos Celta e Classic, fabricados entre 2013 e 2016, para recall. As unidades foram equipadas com os airbags defeituosos da Takata, que projetam fragmentos […]Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Piloto brasileiro de 21 anos conversou com exclusividade com o Motorsport.com Brasil e falou da sua temporada na F 2, do seu trabalho como piloto reserva da McLaren e a busca por um assento na Fórmula 1 em 2020. F 1 2021: o que esperar do novo conceito?

Existem dez bandeiras na Fórmula 1 . A mais conhecida é a quadriculada, usada em todas as corridas para decretar o final da prova. Das outras nove, a maioria serve para evitar acidentes – aliás, foi para isso que as bandeiras apareceram. As primeiras foram a vermelha (pare) e a amarela (atenção)

No entanto, em vez de ser uma medida automática para obter algum dinheiro rápido, o plano da fábrica existe há algum tempo.

Na verdade, isso foi analisado por algum tempo pelo novo presidente executivo do Grupo McLaren, Paul Walsh, que ingressou na empresa sediada em Woking em março, exatamente quando a pandemia do coronavírus começou.

Uma das primeiras conclusões de Walsh foi que a McLaren era, na verdade, a exceção e não a regra, quando se tratava de suas instalações, já que não é muito comum que as empresas sejam realmente proprietárias dos edifícios em que operam. Para essas empresas, faz mais sentido liberar capital na construção e investi-lo em áreas de crescimento em vez de mantê-lo amarrado em tijolos e argamassa.

Zak Brown, Executive Director, McLaren © Motorsport.com Zak Brown, Executive Director, McLaren

Zak Brown, Executive Director, McLaren

Photo by: Andy Hone / Motorsport Images

Como disse o CEO da McLaren, Zak Brown: "Por que todo esse dinheiro está vinculado ao mercado imobiliário? Não somos uma empresa imobiliária. Somos uma equipe de corrida e uma empresa automotiva. E esse é o início da jornada para começar a limpar o balanço (na McLaren)”.

Volkswagen Passat sai de linha no Brasil; veja modelos que deram adeus recentemente

  Volkswagen Passat sai de linha no Brasil; veja modelos que deram adeus recentemente Importado da Europa desde a década de 1990, o Volkswagen Passat não será mais comercializado no Brasil. A última geração do modelo (sem a reestilização europeia), que começou […]Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Mas o que isso significa para o futuro da indústria? Presente no Brasil desde 1919, a GE fornece produtos, serviços e soluções inovadoras para ajudar o País a vencer seus desafios de infraestrutura e melhorar a vida das pessoas. Acreditamos que , se dá para imaginar, dá para fazer.

O McLaren MCL33 é o modelo de carro de corrida fabricado pela equipe McLaren para a disputa da temporada de Fórmula 1 de 2018, pilotado por Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne. O lançamento do carro ocorreu em 23 de fevereiro.

“Acho que a maioria das empresas neste mundo não possui realmente os imóveis dos quais são locatárias”.

"Temos muito dinheiro amarrado naquele prédio, como você pode imaginar, e esse não é um uso muito produtivo de fundos quando se pretende investir no seu negócio”.

"Então vamos, no final das contas, vendê-lo para alguém. Faremos então um arrendamento de prazo extremamente longo e assim usaremos esse dinheiro para investir em nosso negócio e nos ajudar a expandir nosso negócio. Portanto, é um exercício de reestruturação financeira bastante típica”.

O anúncio sobre a venda da fábrica veio agora devido ao tempo que Walsh levou para começar a ser capaz de executar planos adequados de longo prazo, em vez de lidar com crises mais imediatas que todas as empresas enfrentaram durante a pandemia.

Brown acrescentou: "Temos uma boa dívida e agora Paul está começando a definir uma direção e a tomar decisões para nos dar um balanço patrimonial mais forte, investir nas áreas certas para fazer nossas empresas crescerem e ser financeiramente uma empresa muito mais forte. Então, estamos muito entusiasmados porque Paul tem um histórico excelente”.

Mercedes-AMG lança linha mais apimentada para Classe A e CLA no Brasil

  Mercedes-AMG lança linha mais apimentada para Classe A e CLA no Brasil A Mercedes-Benz trouxe para o Brasil dois novos modelos assinados pela sua divisão de esportivos. Os modelos Mercedes-AMG A 45 S 4Matic +, derivado do Classe A hatch, []Quer ganhar um e-book exclusivo com dicas para cuidar melhor de seu veículo? Assine nossa newsletter neste link.

Para corrigir os problemas inerentes à crise, os neoliberais pregavam a redução dos gastos públicos e a desregulamentação, de modo a permitir que as empresas com recursos suficientes Entre algumas medidas consideradas necessárias para os neoliberais, estão as privatizações de empresas estatais

Isso significa que a pesquisa quantitativa busca resultados objetivos e palpáveis Para esse tipo de pesquisa é necessário que o pesquisador tenha um convívio muito próximo ao grupo, de Pesquisa bibliográfica: buscar na literatura outros estudos que já tenham estudados casos semelhantes

Com o empréstimo do Bahrein resolvido meses atrás e o processo de venda da fábrica, as preocupações anteriores com o fluxo de caixa da McLaren foram amenizadas, e Brown sente que, assim que a venda da fábrica for concluída, a operação em Woking estará ainda em melhor forma.

Classic McLarens at the Technology Center © Motorsport.com Classic McLarens at the Technology Center

Classic McLarens at the Technology Center

Photo by: McLaren

"Estamos bem financeiramente do ponto de vista do fluxo de caixa", disse ele. "Obviamente, quando a COVID chegou e desligou nosso negócio de Fórmula 1, nosso negócio automotivo e, até certo ponto, nosso negócio de tecnologia, isso consumiu uma quantia imediata de dinheiro que precisávamos, e foi bem documentado”.

"Já fizemos isso. E temos muito espaço para tomar decisões de negócios sensatas. Acho que a recolocação da venda [da fábrica] é uma decisão muito boa porque, embora a aluguemos, será um arrendamento que pagaremos todos os anos”.

"Mas o crescimento que conseguiremos gerar de nosso negócio, pegando esses recursos e colocando-os no negócio, devemos ser capazes de multiplicar esse dinheiro que estamos recebendo - porque isso levará nossos negócios para o próximo nível”.

O mais importante para os fãs da McLaren na F1 é que a equipe de GPs foi praticamente isolada de qualquer reestruturação do Grupo McLaren - então isso significa que seu progresso no grid não é afetado.

Análise técnica: Como a F1 está reduzindo o downforce dos carros para 2021

  Análise técnica: Como a F1 está reduzindo o downforce dos carros para 2021 Após cortar em 10% a força descendente, a FIA planeja em mexer ainda mais no regulamento A FIA mexeu novamente no regulamento da Fórmula 1 de 2021 para reduzir ainda mais o downforce para o próximo ano, visando diminuir o fardo sobre os pneus da Pirelli, que sofrem com o crescimento da força.Mas a taxa de progresso das equipes na primeira metade da temporada fez com que a FIA se preocupasse com o plano original, de redução do downforce em 10%, acreditando que não foi longe o suficiente.

Com a McLaren ocupando o terceiro lugar no campeonato de construtores e otimista com as oportunidades que o futuro limite de orçamento da F1 e as novas regras podem trazer, certamente não há alarmes soando sobre para onde as coisas vão a partir daqui.

Brown acrescentou: "Temos um bom plano de negócios de cinco anos para esta próxima era da F1. Estou confortável que temos os recursos, as pessoas e o suporte para nos dar o que precisamos para voltar à frente”.

The McLaren Technology Center © Motorsport.com The McLaren Technology Center

The McLaren Technology Center

Photo by: McLaren

McLaren-Renault MCL35 © Fornecido por motorsport.com McLaren-Renault MCL35
McLaren MCL35 (Temporada 2020)
Motor: Renault
Combustível: Gulf Oil
Pneus: Pirelli

Pilotos:

4 - Lando Norris

55 - Carlos Sainz

Entenda como Max Verstappen pode sair da Red Bull antes do fim de seu contrato

PODCAST: Após 'comemorar' GP 1000, qual é o tamanho da crise da Ferrari?

Your browser does not support the audio element.

BMW: fábrica de Araquari chega aos 6 anos com 60 mil carros produzidos .
Planta catarinense é responsável pela produção dos modelos Série 3, X1, X3 e X4 Oficialmente inaugurada no dia 30 de setembro de 2014, a primeira fábrica de automóveis da BMW no Brasil completa nesta quarta-feira 6 anos em operação. Sediada na cidade de Araquari (SC), a unidade começou os trabalhos com a produção do sedã 328i Activeflex e atualmente é responsável pela montagem de vários outros modelos, como os SUVs X1, X3 e X4, além do próprio Série 3 (agora em nova geração). 1/10 SLIDES © Motor1.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!