Moda Vestindo o tempo – 70 anos de moda italiana

16:31  12 novembro  2019
16:31  12 novembro  2019 Fonte:   guiadasemana.com.br

A cobiçada alta costura italiana

  A cobiçada alta costura italiana A cobiçada alta costura italianaNão é por acaso que a Itália é um dos berços das maiores marcas de luxo do mundo. Uma soma de fatos históricos fez com que o “Made in Italy” ocupasse espaços privilegiados nos tapete vermelho. A influência francesa foi o pontapé inicial para o amadurecimento dessa produção a partir da década de 1950. O ano 1951 é considerado o marco do início da moda contemporânea italiana, quando o marquês Giovanni Battista Giorgini, que vendia objetos de decoração e turismo para lojas norte-americanas, promoveu um desfile em sua casa, em Florença, especialmente para esses compradores.

Terça-feira, 12 de novembro de 2019 Vestindo o tempo – 70 anos de moda italiana | Sky Brasil Lifestyle As 45 peças selecionadas pertencem aos colecionadores

A exposição ' Vestindo o Tempo - 70 Anos de Moda Italiana ' é uma mostra que reúne peças lançadas a partir de 1951, ano que marca o nascimento da moda

  Vestindo o tempo – 70 anos de moda italiana © Fotos: Divulgação (via assessoria de imprensa - Pool de Comunicação)

De 12 de novembro de 2019 a 2 de fevereiro de 2020, o Instituto Tomie Ohtake recebe a exposição Vestindo o Tempo – 70 Anos de Moda Italiana, que percorre as rotas que levaram a produção da Itália a ganhar identidade e notoriedade internacional. As 45 peças selecionadas pertencem aos colecionadores Enrico Quinto e Paolo Tinarelli, detentores de um arquivo com seis mil itens, entre vestimentas e acessórios, atualmente fonte de inspiração para numerosas casas de moda.

A mostra, dividida em três núcleos, aborda estilistas, criações e eventos que colaboraram para a projeção da moda italiana desde os anos 1950 até os dias atuais. No pós-Segunda Guerra Mundial, Christian Dior buscava resgatar a feminilidade perdida nos anos bélicos e assim definiu o chamado de New Look, estética que determinou o gosto da moda do final dos anos 1940 e de quase toda a década seguinte. É esse período que a primeira parte desta exposição focaliza ao mostrar a produção de Emilio Schuberth, Sorelle Fontana, Roberto Capucci e Emilio Pucci.

70 anos de moda na Itália em exposição em São Paulo – e é gratuito!

  70 anos de moda na Itália em exposição em São Paulo – e é gratuito! 70 anos de moda na Itália em exposição em São Paulo – e é gratuito!O período cobre o que se chama do nascimento da moda italiana a partir dos anos 1950, quando o marquês Giovanni Battista Giorgini fez um desfile em Florença para compradores americanos. A partir daí, surgiu o “made in Italy“, branding que associou o “país da bota” (pelo formato geográfico) à qualidade de seus artigos de couro e posteriormente à moda em si.

Olá pessoal, o vídeo de hoje é sobre uma exposição de moda com roupas lindíssimas que conta um pouquinho da história do desenvolvimento da industria da moda

A moda dos anos 70 foi proferida pela iconografia psicodélica da droga, da música e da cultura que irradiava nos jovens desde São Francisco. A ordem do dia era gastar pouco e isso influenciava toda a estética da moda com xales antigos, uniformes vintage e peças de lojas de caridade ganhavam

Na segunda parte, a mostra abarca as décadas de 1970 e 1980, agregando aos trabalhos desses estilistas outros que atualizaram a moda italiana ao associá-la ao design e à produção industrializada, o prêt-à-porter – pronto para vestir: Valentino, marca Fendi, Giorgio Armani, Gianfranco Ferré, Franco Moschino, Gianni Versace, Mila Schön, Elio Fiorucci, Missoni, entre outros. Para o curador, esses nomes, especialmente os voltados à moda jovem, receberam influências da moda inglesa, um tanto transgressora, jovial e pop nos anos 1960.

A terceira parte da exposição traz obras do final do século XX até os dias atuais, quando ganham relevância as antigas e tradicionais casas de marroquinaria (comércio de couro) que já existiam antes mesmo de 1951, como Prada (de 1913) e Gucci (de 1921). Segundo Braga, é também nesse momento que a moda italiana se reconhece naquilo que sempre lhe foi historicamente peculiar, ou seja, nas suas intensidades.

A exposição, ao percorrer esses últimos 70 anos da moda italiana, evidencia seu caráter genuíno e a fidelidade na formatação da identidade fashion do país.

Mãe, Marília Mendonça capricha em look e destaca: 'Sobrevivi aos primeiros 40' .
Um mês após o nascimento do filho, Marília Mendonça tem curtido a nova fase cheia de experiências e descobertas. Mãe de primeira viagem, a cantora mostrou que não deixou de lado as produções cheias de personalidade: ela usou um vestido com fenda, deixando a perna à mostra, e rasteirinha. 'Sobrevivi aos primeiros 40', disse a sertaneja, referindo-se ao puerpério

Vídeos temáticos:

usr: 3
Isto é interessante!