Brasil Após suspensão, governo autoriza reajuste de até 5,21% nos preços dos medicamentos

06:01  02 junho  2020
06:01  02 junho  2020 Fonte:   estadao.com.br

Na semana pós-vídeo, Câmara discute MPs sobre economia na crise da covid-19

  Na semana pós-vídeo, Câmara discute MPs sobre economia na crise da covid-19 Na semana pós-vídeo, Câmara discute MPs sobre economia na crise da covid-19Na 3ª feira (26.mai.

A medida acontece todo o ano no começo do mês de abril. O consumidor já sente no bolso o reajuste de até seis e meio por cento. 35 ЗАПРЕЩЁННЫХ товаров с ALIEXPRESS - Продолжительность: 21 :24 Китайская Посылка Recommended for you.

43: 21 . Prefeitura de Aracati divulga boletim epidemiológico e anuncia medidas como pagamento de contas. ex aliado de Paulo Duarte agora é pré candidato a Vereador no partido do Prefeito Zé Maria Lucena - Продолжительность: 11:36 Tv Jaguar 18 просмотров.

Geralmente, o reajuste dos preços dos remédios é definido em março de cada ano, passando a valer a partir de 1º de abril. © Mariana Machado/Estadão Geralmente, o reajuste dos preços dos remédios é definido em março de cada ano, passando a valer a partir de 1º de abril.

BRASÍLIA - Depois de suspender por dois meses, o governo federal autorizou nesta segunda-feira, 1º, reajuste de até 5,21% nos preços de medicamentos para 2020. O aval para o aumento foi publicado nesta noite em edição extraordinária do Diário Oficial da União (DOU) em decisão da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) e as empresas já podem aplicá-lo. "As empresas produtoras de medicamentos poderão ajustar os preços de seus medicamentos em 31 de maio de 2020, nos termos desta resolução", diz o ato.

Manchester United quer a contratação de joia do Monaco

  Manchester United quer a contratação de joia do Monaco Pietro Pellegri tem apenas 19 anos, mas é monitorado pelos Red Devils desde os 16O Monaco pagou 30 milhões de euros por Pellegri em 2018 (cerca de R$ 96 milhões na cotação da época). O atacante era visto como uma das maiores promessas do futebol italiano.

A partir desta semana, mais de 13 mil remédios ficarão mais caros no Brasil. O reajuste de 6% foi autorizado pela presidente Dilma Rousseff logo após

Nesse vídeo falo sobre a suspensão do reajuste de medicamentos por 60 dias por conta do coronavírus e a forma que é feito o cálculo para os reajustes anuais dos preços dos medicamentos . VÍDEO SOBRE A LEI COMENTADA DO CORONAVÍRUS.

O reajuste dos preços dos remédios é definido pela CMED em março de cada ano, passando a valer a partir de 1º de abril. Neste ano, no entanto, governo e indústria farmacêutica fizeram um acordo para adiar a correção por 60 dias dentro do conjunto de ações para atenuar os efeitos econômicos do novo coronavírus no País. A suspensão do reajuste foi formalizada pela Medida Provisória 933/2020, editada no fim de março e que aguarda votação no Congresso. A Câmara deve votar a MP ainda esta semana.

Pela resolução da CMED publicada no Diário Oficial, o reajuste máximo permitido para este ano será aplicado em três faixas, de 5,21%, 4,22% e 3,23%, a depender do tipo de medicamento.

O teto do aumento autorizado para 2020 é superior ao do ano passado, que foi de 4,33%, e ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 11 de março de 2020, que acumulou 4,01% no período entre março de 2019 e fevereiro de 2020. Veja aqui a íntegra da resolução da CMED.

Mkhitaryan afirma desejo de permanecer na Roma .
Meio-campista está emprestado pelo Arsenal ao clube italiano até o fim da temporada- Gostaria de ficar por muitos anos, mas a Roma deve concordar com o Arsenal. A filosofia do treinador vai bem comigo. Estou muito feliz por jogar esse tipo de jogo, que permite me divertir - disse o armênio em entrevista ao jornalista Grant Wahl.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 9
Isto é interessante!