Brasil Carlos Lupi: 'Se investigar família Bolsonaro, não sobra pedra sobre pedra'

21:47  30 junho  2020
21:47  30 junho  2020 Fonte:   correiobraziliense.com.br

Machu Picchu reduzirá capacidade a 2.244 visitantes ao dia ao reabrir após a pandemia

  Machu Picchu reduzirá capacidade a 2.244 visitantes ao dia ao reabrir após a pandemia A cidadela inca de Machu Picchu, a joia do turismo peruano, receberá diariamente um máximo de 2.244 pessoas, metade dos turistas que entravam na alta temporada antes da pandemia, ao reabrir em data ainda não definida, informou o governo nesta terça-feira (7). Foi estabelecida "a capacidade de entrada em Machu Picchu a 2.244 visitantes por dia", afirma a normativa publicada no Diário Oficial, que inclui recomendações da Unesco ao Peru. O limiteFoi estabelecida "a capacidade de entrada em Machu Picchu a 2.244 visitantes por dia", afirma a normativa publicada no Diário Oficial, que inclui recomendações da Unesco ao Peru.

  Carlos Lupi: 'Se investigar família Bolsonaro, não sobra pedra sobre pedra' © Ana Rayssa/CB/D.A Press Para Carlos Lupi, presidente nacional do Partido Democrático Trabalhista (PDT), se a família Bolsonaro for investigada com profundidade, "não fica pedra sobre pedra". Em entrevista ao CB.Poder — uma parceria do Correio Braziliense e da TV Brasília —, nesta terça-feira (30/6), ele comentou as possíveis ligações da família do presidente da República com milícias do Rio de Janeiro, e as alianças entre partidos de oposição para articular um pedido de impeachment.

"As alianças com a milícia são financeiras e eleitorais. Os milicianos ganham dinheiro com gás, gatonet, conseguem votos. Na nossa opinião, se mexer com profundidade na família Bolsonaro, não fica pedra sobre pedra. No caso de Flávio Bolsonaro, já é um processo que vem de antes da eleição. Esse Queiroz é muito conhecido no Rio por causa da milícia. E ele escolheu que lugar para se esconder? A casa do advogado da família Bolsonaro", disse o ex-ministro.

Minerador da Tanzânia se torna milionário após descobrir duas peças gigantes de tanzanita

  Minerador da Tanzânia se torna milionário após descobrir duas peças gigantes de tanzanita Um minerador independente na Tanzânia tornou-se milionário após vender ao governo duas das maiores peças de tanzanita, uma pedra preciosa. Saniniu Kuryan Laizer, de 52 anos, descobriu as duas pedras, que pesam 9,27 e 5,1 kg, nas montanhas de Mererani (norte), em uma área que o presidente da Tanzânia, John Magufuli, cercou com um muro em 2018 para controlar a produção e combater as exportações ilegais de tanzanita. O minerador as vendeu aoSaniniu Kuryan Laizer, de 52 anos, descobriu as duas pedras, que pesam 9,27 e 5,1 kg, nas montanhas de Mererani (norte), em uma área que o presidente da Tanzânia, John Magufuli, cercou com um muro em 2018 para controlar a produção e combater as exportações ilegais de tanzanita.

Lupi também falou sobre as afirmações de Jair Bolsonaro (sem partido), que afirma que as investigações envolvendo o nome de sua família são para prejudicá-lo eleitoralmente. Para o presidente do PDT, se o presidente não cometeu irregularidades, não deveria estar preocupado. "Fui ministro de Estado. Tive vários processos, mas estou aqui. Quem não deve, não teme. Se ele não deve, para que temer? Para que esse medo? Acho que essa investigação tem que ir fundo", defendeu o político.

Atualmente, segundo Carlos Lupi, há articulação de cinco partidos por um pedido de impeachment, mas ele afirma que outras siglas devem aderir ao movimento. "Vem mais gente. Começamos a unir os partidos em cima de um projeto de impeachment, porque consideramos que o Bolsonaro já cometeu todos os crimes de responsabilidade para tal. Tem o PDT, PSB, Rede, PV, Cidadania, agora está entrando PT e, provavelmente, deve entrar o PSol também. Queremos todos aqueles que querem preservar a democracia", afirmou.

Ex-campeão mundial de boxe Roberto Durán se recupera de Covid-19

  Ex-campeão mundial de boxe Roberto Durán se recupera de Covid-19 Ex-campeão mundial de boxe Roberto Durán se recupera de Covid-19"Foi uma luta de campeonato mundial, que eu consegui vencer em equipe, com apoio, cuidado e dedicação de uma equipe médica", escreveu Durán no Instagram, ao lado de um vídeo no qual funcionários de uniforme e máscaras agitavam bandeiras panamenhas.

Perguntado sobre o aparente isolamento político de Lula, de quem foi ministro, Lupi revelou gostar do petista e acreditar que os anos de seu governo foram benéficos para o país em políticas sociais. Porém, as ambições do PT, segundo ele, passaram a ser outras, que não têm exatamente a ver com o bem da população. "Eu gosto do Lula e acho que ele foi um grande presidente. Boas políticas sociais, empregos, foi um momento bom do Brasil. O problema do PT foi que o poder passou a ser mais importante. Aí alguns companheiros se descaracterizaram. A política de continuar no poder custe o que custar foi mais importante”, pontuou.

Ele ainda afirmou que não acredita que o período da pandemia seja uma boa hora para falar sobre eleições. Mas disse que, se depender dele, o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, atual vice-presidente do partido, será o nome para disputar a Presidência da República. Lupi também disse que é natural que, mesmo com alianças, os partidos tenham preferência por candidatos que compõem a sigla. Mas criticou a postura do PT.

Atacante vibra com chance de jogar no Brasil, mas clubes se mostram com "pé atrás" a respeito do argentino

  Atacante vibra com chance de jogar no Brasil, mas clubes se mostram com Com apenas 19 anos de idade, o atacante argentino Tomás Verón Lupi teria sido oferecido a Athletico-PR e Santos. No entanto, a possibilidade de contar com o jogador do Quilmes não empolgou muito os clubes brasileiros. Gente cervecera, vieron que trascendió que a Verón Lupi lo quieren A. Paranaense y Santos? Bueno, lamento decirles que al Santos la FIFA le prohibió incorporar (ni compras ni préstamos para primera ni inferiores; pero si puede vender)#Quilmes #Santos #Paranaense #MercadoDePases— Lic.

"Cada um quer disputar o primeiro turno e depois se alia com quem tem ideias mais próximas. Mas, na nossa aliança, procuramos uma candidatura única. Só que com PT não tem nem conversa, eles querem o candidato deles. (...) Quero ver algum ser humano convencer o PT a aceitar outro candidato. É a cultura deles, direito deles, mas não concordo. Eles tiveram a chance deles, não dá para ficar a cadeira deles o tempo todo. Esse é o problema do PT, eles se acham os donos da verdade", disparou.

Assista à íntegra da entrevista:

Publicação do Facebook relacionada

Compartilhado do Facebook

Ouça a entrevista em formato podcast:

*Estagiário sob a supervisão de Fernando Jordão

Brasileiro do Wolfsburg comemora classificação para a Europa League .
O atacante Victor Sá contribuiu marcando um gol na partida e comentou sobre a vitóriaAutor de um dos gols do Wolfsburg na vitória, o atacante Victor Sá, comemorou a classificação. “Uma vitória muito importante para classificação da Europa League. Agora, graças a Deus a gente fixou a classificação para a Europa League, de uma forma ou de outra já estamos na Europa League. Agora o último jogo é para nos mantermos na zona de classificação direta para fase de grupos”, disse o brasileiro.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!