Brasil Casa Civil dá aval para filha do ministro Braga Netto ocupar cargo comissionado na ANS

21:12  20 julho  2020
21:12  20 julho  2020 Fonte:   estadao.com.br

Pressão ambiental

  Pressão ambiental Bolsonaro chegou ao poder prometendo descomplicar o licenciamento ambientalO Ministério da Economia minimiza os seguidos e crescentes alertas para o risco de a política ambiental do presidente Jair Bolsonaro se transformar numa ameaça real à retomada mais rápida da economia brasileira depois da pandemia da covid-19.

A Casa Civil, comandada pelo general Braga Neto, deu autorização para a Agência Nacional de Saúde (ANS) contratar a filha do ministro, Isabela Oassé de Moraes Ancora Braga Netto, para uma vaga de gerente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), com salário de R$ 13.074 por mês. O cargo é de livre nomeação. Ou seja, não é preciso fazer concurso público para exercê-lo.

Com sede no Rio de Janeiro, a agência regula o mercado de planos de saúde. Se confirmada a nomeação, a filha de Braga Netto ocupará o cargo de Gustavo de Barros Macieira, servidor de carreira da agência e especialista em direito do Estado e da regulação pela Fundação Getulio Vargas (FGV), que ainda ocupa o posto.

Gilmar Mendes aponta que 'Exército está se associando a genocídio' no MS

  Gilmar Mendes aponta que 'Exército está se associando a genocídio' no MS Ministro fez críticas à ocupação militar na pasta da Saúde"Não podemos mais tolerar essa situação que se passa no Ministério da Saúde. Não é aceitável que se tenha esse vazio. Pode até se dizer: a estratégia é tirar o protagonismo do governo federal, é atribuir a responsabilidade a estados e municípios. Se for essa a intenção é preciso se fazer alguma coisa. Isso é péssimo para a imagem das Forças Armadas. É preciso dizer isso de maneira muito clara: o Exército está se associando a esse genocídio, não é razoável. É preciso pôr fim a isso", pontuou. A informação é do portal Uol.

A vaga disputada por Isabela é para comandar a Gerência de Análise Setorial e Contratualização com Prestadores. O posto trata da relação entre ANS, planos de saúde e prestadores de serviços, como hospitais. A filha do ministro é formada em comunicação social. O nome de Isabela foi analisado pela Casa Civil porque nomeações para cargos comissionados do alto escalão exigem aval da pasta.

O general Walter Braga Netto, ministro-chefe da Casa Civil © Andre Dusek/Estadão O general Walter Braga Netto, ministro-chefe da Casa Civil

A informação sobre a possível nomeação foi antecipada pela revista Veja. O diretor Rodrigo Aguiar, responsável pela gerência, confirmou ao Estadão que o nome da filha do ministro recebeu o ok da Casa Civil e informou que ainda não sabe quando a contratação será feita porque a análise do seu currículo ainda não foi concluída pela ANS. "Trata-se de cargo de livre nomeação e exoneração, para o qual profissionais de variados perfis são considerados, visando o melhor atingimento dos fins da função", disse.

Questionado sobre quem indicou a filha do ministro para a vaga e se ela tem experiência na área, o diretor disse que não poderia comentar o assunto. Procuradas, a ANS e a Casa Civil não se manifestaram até a publicação deste texto.

Governo prepara consulta ao TCU sobre pagar investimento fora do teto de gastos .
Decisão atende a uma pressão do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que quer impulsionar obras públicas sob a justificativa de estimular a retomada da economia após o impacto da covid-19, mas esbarra nas regras fiscais. O TCU já tem sido ouvido informalmente sobre o tema. Caso tenha o aval da corte de contas, o governo poderia na prática usar a calamidade para bancar investimentos do chamado Plano Pró-Brasil driblando o teto de gastos, hoje colocado pela própria equipe econômica como âncora da sustentabilidade fiscal do País.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!