Brasil Mais de 1 milhão de pessoas se candidatam para ser voluntárias em testes da vacina contra covid-19

21:46  28 julho  2020
21:46  28 julho  2020 Fonte:   estadao.com.br

Primeiro teste em humanos de vacina contra Covid-19 da AstraZeneca é promissor

  Primeiro teste em humanos de vacina contra Covid-19 da AstraZeneca é promissor Primeiro teste em humanos de vacina contra Covid-19 da AstraZeneca é promissorA vacina, chamada AZD1222 e que está sendo desenvolvida pela farmacêutica em parceria com cientistas da Universidade de Oxford, no Reino Unido, não apresentou nenhum efeito colateral grave e provocou respostas imunes com anticorpos e células T, de acordo com os resultados dos testes publicados na revista médica The Lancet.

Mais de 1 milhão de pessoas se candidataram para ser voluntárias nos testes da Coronavac, vacina chinesa que vem sendo testada no País desde a semana passada e que é fruto de uma parceria do Instituto Butantã e a empresa Sinovac Biotech. A informação foi dada pelo secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn.

A vacina começou a ser testada na terça-feira passada em voluntários no Hospital da Clínicas. E a partir desta quinta e sexta-feira, dias 30 e 31, a vacina passará a ser testada em outros quatro centros: Instituto Emílio Ribas, Hospital das Clínicas da Faculdade de Ribeirão Preto da USP, Universidade Municipal de São Caetano do Sul e Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Fármacos da Universidade Federal de Minas Gerais.

Candidata a vacina para Covid-19 da chinesa CanSino mostra resposta imunológica em teste

  Candidata a vacina para Covid-19 da chinesa CanSino mostra resposta imunológica em teste Candidata a vacina para Covid-19 da chinesa CanSino mostra resposta imunológica em testeA candidata a vacina da CanSino, chamada de Ad5-nCOV, é uma das várias que mostraram-se promissoras em testes em humanos e que estão caminhando para o estágio final de testes, ao lado de potenciais vacinas da Moderna Inc, BioNTech e Inovio Pharmaceuticals Inc.

O governador de São Paulo, João Doria, durante aplicação da primeira dose de teste da Coronavac, vacina contra covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech © Governo de São Paulo/Divulgação O governador de São Paulo, João Doria, durante aplicação da primeira dose de teste da Coronavac, vacina contra covid-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech

Ao todo, nove mil voluntários, somente profissionais de saúde, vão receber a vacina em 11 centros de pesquisa. Na capital paulista, participam do estudo também o Instituto de Infectologia Emílio Ribas e o Hospital Israelita Albert Einstein. Ainda no Estado de São Paulo, foram selecionadas a Universidade Municipal de São Caetano do Sul, o Hospital das Clínicas da Unicamp (Campinas), a Faculdade de Medicina de Rio Preto e o Centro de Saúde Escola da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto. O estudo também será conduzido em centros em Belo Horizonte (UFMG), Rio de Janeiro (Fiocruz) Brasília (UNB), Curitiba (UFPr) e Porto Alegre (PUC-RS).

Doria diz que testes com vacina chinesa contra Covid-19 devem levar 90 dias

  Doria diz que testes com vacina chinesa contra Covid-19 devem levar 90 dias Doria diz que testes com vacina chinesa contra Covid-19 devem levar 90 diasSÃO PAULO (Reuters) - Os testes clínicos de Fase 3 no Brasil com a potencial vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela chinesa SinoVac Biotech começarão na terça-feira no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP) e deverão estar concluídos em 90 dias, disse nesta segunda-feira o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

Para participar do estudo, o candidato não pode ter contraído o novo coronavírus, nem ter participado de outros estudos. Mulheres não podem estar grávidas ou estarem planejando uma gravidez nos próximos três meses. Outra restrição é não ter doenças que precisem de medicações que alterem a resposta imune. Entre os recrutados, metade recebe duas doses do imunizante num intervalo de 14 dias e a outra metade recebe duas doses de placebo.

O governo estima que o estudo deverá ser concluído até setembro. Se os testes forem bem-sucedidos, a vacina pode começar a ser produzida no início de 2021.

A primeira dose foi aplicada em 890 funcionários do Hospital das Clínicas na terça-feira, 21. Eles receberão uma segunda dose num prazo de 14 dias e serão acompanhados por médicos.

De acordo com o governo estadual, o Instituto Butantã está adaptando uma fábrica para a produção da vacina. A capacidade de produção é de até 100 milhões de doses. O acordo com o laboratório chinês prevê que, se a vacina for efetiva, o Brasil receberá ainda 60 milhões de doses fabricada na China para distribuição.

Vacina da Moderna protege contra a Covid-19 em estudo com macacos .
Vacina da Moderna protege contra a Covid-19 em estudo com macacos(Reuters) - A Moderna Inc anunciou nesta terça-feira que a sua vacina experimental para a Covid-19 induziu uma resposta imunológica robusta e protegeu contra a infecção em um estudo realizado com macacos.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!