Brasil Hashtag #MedBikini expõe o machismo e também a caretice de parte da medicina

02:10  29 julho  2020
02:10  29 julho  2020 Fonte:   hypeness.com.br

Campanha para Neymar usar moicano na Champions bomba nas redes sociais

  Campanha para Neymar usar moicano na Champions bomba nas redes sociais Hashtag chegou aos assuntos mais falados do Brasil na noite deste domingo e até 'parças' de Neymar interagiram com o pedido dos torcedoresIdealizador da campanha, Vitor Augusto, da página Memes Futebolísticos, conta que estava pesquisando sobre os estilos de cabelo usados por Neymar ao longo da carreira, quando teve a ideia da hashtag:

Tags são palavras-chave (relevantes) ou termos associados a uma informação, tópico ou discussão que se deseja indexar de forma explícita no aplicativo Twitter, e também adicionado ao Facebook, Google+, Youtube e Instagram.

Esse vídeo expõe uma das mais antigas e tradicionais medicinas do mundo. O vídeo também discorre sobre os principais métodos terapêuticas da medicina chinesa que incluem a acupuntura, a fitoterapia, Tui ná, a moxabustão, a dietoterapia, a auriculoterapia e o Tai Chi Chuan.

Você já ouviu falar da hashtag #MedBikini? A movimentação de mais de 1 milhão de mulheres da área da medicina é um protesto contra o machismo dentro da comunidade acadêmica e da área médica. Tudo começou após a publicação de um artigo chamado ‘Prevalência de conteúdo inapropriado nas redes sociais de jovens cirurgiões vasculares’, uma publicação da, pasmem, Universidade de Boston, que decidia analisar se determinados conteúdos eram apropriados ou não para serem postados nas redes sociais de médicos no geral.

Organismo da UA defende medicina tradicional africana no combate à Covid-19

  Organismo da UA defende medicina tradicional africana no combate à Covid-19 O diretor do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana defende a utilização de medicina tradicional africana no combate à Covid-19, mas com os devidos padrões técnicos e de eficácia. © Getty Images/AFP/Rijasolo Estudantes de Madagáscar bebem da garrafa A utilização de medicina tradicional africana no combate à Covid-19 ganhou um novo incentivo. O diretor do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (Africa CDC), John Nkengasong, defendeu esta quinta-feira (23.07) a utilização deste tipo de medicina no combate ao novo coronavírus.

Fala galera do canal MEDCINEE!! Aqui vai um monólogo do nosso colega Bruno Ramos. Esse texto já foi postado por ele no projeto medicina , e acredito que expõe bem a visão dele sobre o vestibular de medcina de uma forma muito realista!! Bruno Ramos também é professor de Biologia e Química.

Aqueles “pequenos” machismos da vida de qualquer mulher que quebre algum estereótipo de Tem também aquele sem noção que pula as minas na roda, outros que passam o beck falando “sabe O tratamento às usuárias por parte da polícia acumula inúmeros relatos de revistas indevidas e assédio

– Trote de medicina machista, misógino e pornográfico causa revolta na internet

  Hashtag #MedBikini expõe o machismo e também a caretice de parte da medicina © Yuri Ferreira

O estudo tem metodologia questionável já de seu primeiro ponto: o que é um conteúdo “inapropriado” (em inglês, “unprofessional” ou “sem profissionalismo”)? Para a equipe de homens que comandaram a pesquisa, vale tudo: opiniões políticas, fotos bebendo, comentários religiosos, abordar temas como aborto e controle de armas. Porém, os itens que mais surpreenderam a comunidade médica foram “fotos de fantasias sensuais de Halloween” e… fotos de biquíni.

Pior ainda: o estudo, que analisou o perfil de redes sociais de mais de 400 cirurgiões médicos, não teve autorização dos estudados para chegar nessa conclusão absolutamente moralista. Ou seja, além da pesquisa ser duramente criticado por suas considerações pífias, os dados utilizados na pesquisa foram obtidas de maneira claramente anti-ética.

As jovens brasileiras que sonham em correr na F1 pela Ferrari

  As jovens brasileiras que sonham em correr na F1 pela Ferrari Duas pilotas estão na final de uma iniciativa elaborada pela FIAA final do projeto, que é promovido pela Federação Internacional do Automobilismo (FIA), com apoio da escuderia italiana, será realizada no circuito de Paul Ricard, na França, em outubro. As competidoras têm entre 12 e 16 anos de idade, e a vencedora terá a oportunidade de ingressar na Fórmula 4, uma das categorias de acesso para a Fórmula 1.

Oferece um critério de classificação das obras de arte bastante rigoroso, o que nos permite, aparentemente, distinguir com alguma facilidade Em relação ao segundo aspecto, esta teoria deixa também muito a desejar. O que referi acerca do ponto anterior acaba também por desconsiderar o

A medicina tradicional chinesa (MTC), também conhecida como medicina chinesa (em chinês 中醫, zhōngyī xué, ou 中藥學, zhōngyaò xué), é a denominação usualmente dada ao conjunto de práticas de medicina tradicional em uso na China, desenvolvidas no curso de sua história .

– Estudante de medicina faz depoimento poderoso denunciando o machismo em apostila de cursinho

Eles tiraram isso da cabeça, baseados em opinião pessoal. E, de cara, o grande problema desse estudo é a criação de critérios completamente fora do racional, algo inadmissível nas publicações científicas”, diz o médico mineiro Bruno de Lima Naves, presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), ao blog da Lúcia Helena, no Viva bem da UOL.

“O curioso é que esses critérios, errados e cheios de moralismos, não excluem a sunga, mas os homens parecem não ter lido ou não deram bola. As mulheres, sim”, completa Lima Naves.

O paper já foi retratado, ou seja, tirado do ar, pelo Journal of Vascular Surgery, mas a movimentação das mulheres médicas ainda continua levantando posts que debatem o machismo dentro do mundo da medicina.

No Brasil, apenas 35% das mulheres são médicas. Em 2018, um estudo do Instituto DataFolha que conversou com 826 médicos de São Paulo para eleger os melhores médicas do Brasil. Nenhum deles conseguiu apontar uma única mulher para participar do seleto grupo dos melhores profissionais de saúde.

Negócio da China: incríveis réplicas de atrações mundiais que o país tem!

  Negócio da China: incríveis réplicas de atrações mundiais que o país tem! A China tem ficado conhecida pela 'síndrome da imitação'. O motivo? O país adora ter réplicas de monumentos mundialmente famosos, que teriam um objetivo além de atrair apenas a curiosidade de turistas. Recriando os símbolos de poder de outras nações, muitos estudiosos, como o arqueólogo Jack Carlson, defendem a ideia de que a China estaria afirmando seu poder em escala global, trazendo o mundo e todo o seu significado cultural dentro de seus limites territoriais. Será? Teorias à parte, veja as impressionantes 'cópias' chinesas de atrações turísticas tão icônicas!

A história da medicina atual ou cosmopolita é a história das grandes contribuições de todos os povos a esta arte e prática universal que constitui a medicina . Confunde-se portanto com a história da civilização ocidental.

Medicina tradicional é o conjunto de práticas em saúde desenvolvidas antes do que se classifica como medicina moderna (ou convencional) e que ainda hoje são praticadas por diversas culturas em todo o mundo.

A hashtag teve milhares de publicações em português e compartilhamos algumas manifestações das médicas brasileiras contra o machismo na medicina:

Monumentos históricos se cobrem com as cores da bandeira libanesa .
Diversos países prestaram homenagem às vítimas das explosões. Várias cidades ao redor do mundo se uniram para homenagear o Líbano depois das duas explosões sucessivas terem destruído grande parte da capital, Beirute, ontem à tarde e feito um elevado número de vítimas. Mais de uma centena de mortos foi já confirmada pelas autoridades, bem como milhares de feridos. As explosões teriam tido origem num incêndio que se alastrou para um armazém que guardavam mais de 2.750 toneladas de nitrato de amõnio, um material altamente explosivo.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 2
Isto é interessante!