Brasil Governo quer 'selo' contra fake News

23:43  01 agosto  2020
23:43  01 agosto  2020 Fonte:   correiobraziliense.com.br

Madonna compartilha vídeo de médica que defende a cloroquina e ganha selo fake news

  Madonna compartilha vídeo de médica que defende a cloroquina e ganha selo fake news A cantora Madonna compartilhou um vídeo em que a médica Stella Immanuel afirma que a cura para o novo coronavírus "se chama hidroxicloroquina".Diversos estudos, inclusive um brasileiro, afirmam que o medicamento não tem eficácia alguma contra o vírus.

Em maio, o TCU suspendeu publicidades do Banco do Brasil e recomendou ao governo que elabore normas para garantir a idoneidade de sites © AFP / DENIS CHARLET Em maio, o TCU suspendeu publicidades do Banco do Brasil e recomendou ao governo que elabore normas para garantir a idoneidade de sites



Sob o cerco do Supremo Tribunal Federal (STF), do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Congresso, o governo Jair Bolsonaro montou uma força-tarefa para definir regras que impeçam ministérios e estatais de veicular publicidade em sites que divulgam fake news. A ideia é criar uma espécie de "selo de qualidade" para indicar aos órgãos públicos que aquele veículo não propaga inverdades.

Twitter bloqueia contas de investigados no inquérito das fake news

  Twitter bloqueia contas de investigados no inquérito das fake news No fim de semana, reportagem do Correio denunciou que dois meses após decisão de Alexandre de Moraes, perfis dos suspeitos de ataques e fake news contra o Supremo continuavam ativasNos perfis do blogueiro Allan dos Santos e da ativista Sara Giromini, aparecem mensagens informando que as contas foram bloqueadas por motivos legais, por decisão da Justiça do Brasil. No último domingo (19/7), reportagem do Correio apontou que os perfis dos investigados continuavam ativos, mesmo após decisão de Moraes, que tem como objetivo parar a suposta prática criminosa de ataques contra as instituições.

Em maio, o TCU suspendeu publicidades do Banco do Brasil e recomendou ao governo que elabore normas para garantir a idoneidade de sites, a exemplo do que já acontece com empresas que têm interesse em negociar com o poder público. O vereador do Rio Carlos Bolsonaro (Republicanos), filho do presidente Jair Bolsonaro, criticou publicamente a medida do TCU.

No mês passado, um relatório produzido pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Fake News revelou que o governo federal investiu dinheiro público para veicular 2 milhões de anúncios publicitários em canais que apresentam "conteúdo inadequado". A lista de sites que receberam publicidade oficial inclui páginas que difundem fake news, que promovem jogos de azar e até sites pornográficos. Também continha uma série de canais de apoiadores de Bolsonaro.

“Oro para Deus quebrar as mãos de ministros”, escreve Roberto Jefferson antes de ter conta retida

  “Oro para Deus quebrar as mãos de ministros”, escreve Roberto Jefferson antes de ter conta retida “Oro para Deus quebrar as mãos de ministros”, escreve Roberto Jefferson antes de ter conta retida“Oro todos os dias para que Deus quebre as mãos de Barroso, Fachin e Alexandre de Moraes. Deus me permita assistir sua derrota e execração aos olhos do povo brasileiro”, escreveu.

A força-tarefa do governo, no entanto, só foi criada depois que o TCU publicou um acórdão condicionando a veiculação de publicidade oficial a um manual de boas práticas. O grupo é composto por sete funcionários e foi oficializado no dia 13 de julho, por meio de uma portaria assinada pelo ministro Wagner Rosário, da Controladoria-Geral da União (CGU).

Segundo a portaria, a função destes servidores é realizar estudos para "mitigar riscos para a integridade decorrentes da utilização de mídias digitais para veiculação de campanhas publicitárias financiadas com recursos de órgãos e entidades da administração federal direta e indireta".

Os critérios ainda serão debatidos, mas deverão ter como base as recomendações do TCU. No último dia 10 de julho, a corte de contas proibiu o governo de anunciar em sites que exerçam atividades ilegais e também em mídias cujo conteúdo não se relacione com o objetivo das campanhas.

É FALSO que OMS recomendou vacina da China e descartou a dos EUA

  É FALSO que OMS recomendou vacina da China e descartou a dos EUA A OMS não deu aval a nenhuma das imunizações hoje em testes contra o novo coronavírus.Como saber se a notícia é real ou um boato?

Exceção

Na decisão que suspendeu os anúncios do Banco do Brasil, por exemplo, o TCU abriu exceção para peças veiculadas em portais, sites, blogs e redes sociais de empresas concessionárias de serviços de radiodifusão e também àqueles vinculados a jornais e revistas que existam há mais de 10 anos.

"Não basta que o Estado brasileiro contrate campanhas publicitárias, é preciso que a comunicação social dos entes estatais esteja comprometida com valores de verdade, integridade, coerência, ética e defesa da cidadania", afirmou o ministro do TCU Bruno Dantas na ocasião.

A decisão de Dantas ocorreu após o Banco do Brasil financiar o site Jornal da Cidade Online, que produz conteúdos favoráveis ao governo Bolsonaro e que já teve ao menos oito publicações desmentidas pelo Estadão Verifica, núcleo de fact-checking do Estadão.

O banco chegou a suspender os anúncios após alerta do perfil Sleeping Giants, versão brasileira de um movimento que começou nos Estados Unidos para alertar empresas quando sua publicidade é veiculada em sites que divulgam desinformação ou conteúdos racistas. Contudo, após o vereador Carlos Bolsonaro(Republicanos-RJ), filho do presidente, criticar o veto aos anúncios na página, o banco público voltou atrás e retomou a publicidade no Jornal da Cidade Online, interrompida novamente dias depois por ordem do TCU. O embate com a corte de contas, inclusive, foi um dos motivos que levou Rubens Novaes a anunciar, nesta semana, que deixará o comando do Banco do Brasil.

Trump quer ‘matar’ TikTok, diz criador do app

  Trump quer ‘matar’ TikTok, diz criador do app A decisão de Donald Trump de forçar uma venda do TikTok é uma desculpa para ‘matar’ o app, segundo o fundador da ByteDance, o chinês Zhang Yiming. Ele fundou a ByteDance The post Trump quer ‘matar’ TikTok, diz criador do app appeared first on TechBreak - Tudo sobre Tecnologia.

Após as decisões do TCU, o ministro Alexandre do Moraes, do Supremo, cobrou explicações do governo e de três bancos públicos sobre investimentos feitos em bancos públicos. Moraes é relator do inquérito das fake news, que investiga o financiamento deste tipo de conteúdo.

Critérios

A força-tarefa da CGU também deve discutir critérios mais rígidos para a utilização do Google AdSense, sistema do Google que faz a distribuição dos anúncios com base apenas em critérios técnicos, como audiência e alcance dos sites.

Em junho, após a CPI apontar que o governo estava financiando com dinheiro público sites inadequados, a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência (Secom) atribuiu à ferramenta a responsabilidade por escolher onde os anúncios seriam publicados. Na ferramenta da empresa de internet, no entanto, é possível adicionar filtros que bloqueiam a veiculação em determinados veículos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Veja mais no MSN Brasil:

Lava-Jato Rio pede que STF reconsidere compartilhamento de dados com PGR (Correio Braziliense)

Lula acredita que Bolsonaro 'inventou' ter Covid-19 (AFP)

Em live, blogueiro Allan dos Santos diz que deixou o Brasil .
Alvo no inquérito das fake news, Santos afirmou que saiu do País para denunciar ministros do Supremo que estariam articulando golpe contra Bolsonaro"A única maneira de eu poder dar essa informação era de fora do país. Hoje eu estou fora do país, seguro, e estou aqui trazendo essa notícia para vocês", disse Allan dos Santos.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!