Brasil Minas tem recorde de mortes por COVID-19 pelo segundo dia seguido

10:26  06 agosto  2020
10:26  06 agosto  2020 Fonte:   em.com.br

Infectados passam da marca de mil em 18 grandes cidades de Minas

  Infectados passam da marca de mil em 18 grandes cidades de Minas Desse grupo, liderado por Belo Horizonte, fazem parte Itabira,Teófilo Otoni, Patos de Minas, Santana do Paraíso, Nova Lima e Montes ClarosDisseminação

Pelo segundo dia seguido , Minas Gerais bateu mais um recorde de mortes causadas pela Covid - 19 em 24 horas, com 152 novos registros desde a véspera. Segundo o boletim epidemiológico desta quarta-feira (5), o estado já teve 139.661 pacientes diagnosticados com a doença

EUA registram recorde no número de mortes causadas pela Covid - 19 . Os Estados Unidos registraram 1.169 mortes por Covid - 19 nas últimas 24 horas, segundo contagem de referência realizada nesta quinta-feira (2) pela Universidade Johns Hopkins.

''Teremos algumas mudanças ao longo da semana, até que o sistema fique equilibrado'' - Carlos Eduardo Amaral, secretário de Estado de Saúde  © REDE MINAS/REPRODUÇÃO ''Teremos algumas mudanças ao longo da semana, até que o sistema fique equilibrado'' - Carlos Eduardo Amaral, secretário de Estado de Saúde Minas Gerais registrou, pelo segundo dia consecutivo, recorde no número de mortes pelo novo coronavírus. Foram 152 óbitos em 24 horas. Na terça-feira, eram 149. O total no estado chega a 33.195, segundo o boletim epidemiológico divulgado ontem. Ao todo, 139.661 pessoas se infectaram pela doença, 108.364 se recuperaram e 28.102 casos estão em acompanhamento. O secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, atribuiu o recorde à mudança de metodologia de notificação dos óbitos. Segundo ele, o  número alto não indica o pico da curva da doença em Minas, mas demonstra a defasagem entre a data em que ocorreu a morte e o registro oficial junto à Secretaria de Saúde. O atraso podia chegar a 10 dias. "Nesta semana, estamos fazendo a sincronização com o Sivep Gripe. Teremos algumas mudanças ao longo da semana, até que o sistema fique equilibrado", afirmou.

Brasil registra 614 novas mortes por Covid-19 e atinge total de 87.618 óbitos

  Brasil registra 614 novas mortes por Covid-19 e atinge total de 87.618 óbitos SAUDE-HEALTH-CORONAVIRUS-27JUL:Brasil registra 614 novas mortes por Covid-19 e atinge total de 87.618 óbitosSÃO PAULO (Reuters) - O Brasil registrou nesta segunda-feira 23.284 novos casos de coronavírus, o que eleva a contagem total de infecções no país a 2.442.375, e mais 614 mortes em decorrência da Covid-19, atingindo um total de 87.618, informou o Ministério da Saúde.

Minas Gerais ultrapassa três mil mortes por Covid - 19 . Minas Gerais bateu mais um recorde de mortes em 24 horas, com 149 novos registros desde a véspera. Com isso, o estado ultrapassou a marca de 3 mil pessoas mortas pela Covid - 19 , apenas 15 dias depois de chegar aos 2 mil óbitos.

1 de 6 16 de junho - Vista do Cemitério da Vila Formosa, na Zona Leste de São Paulo, em meio à pandemia do coronavírus ( Covid - 19 ) — Foto: Marcello Zambrana/Agif - Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo.

Carlos Eduardo Amaral afirmou que a mudança deixará as estatísticas mais precisas, porque estava ocorrendo duplicidade no registro de pelo menos 50 óbitos. O secretário afirmou que Minas pode não ter pico da doença, mas atravessar um platô, quando se mantém o número de casos e mortes em determinado patamar por um período mais longo.

O secretário disse também que o estado passará por um planalto, em referência ao número de casos e mortes considerado elevado. Esse comportamento da curva teve início em meados de julho, mas não é possível prever até quando seguirá. No entanto, o secretário acredita que essa tendência deve seguir até meados deste mês. Depois desse prazo, caso sejam mantidas as medidas de isolamento social, os números podem cair.

Brasil registra novo recorde diário de mortes por Covid e passa de 90 mil óbitos

  Brasil registra novo recorde diário de mortes por Covid e passa de 90 mil óbitos SAUDE-CORONA-29JUL:Brasil registra novo recorde diário de mortes por Covid e passa de 90 mil óbitosRIO DE JANEIRO (Reuters) - O Brasil atingiu nesta quarta-feira novo recorde de mortes registradas em 24 horas por Covid-19, com mais 1.595 óbitos, elevando o total de vítimas fatais da doença no país a 90.134, e também registrou um novo recorde de casos confirmados, com mais 70.074 notificações, totalizando 2.553.265, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

Pelo segundo dia consecutivo, o Brasil bateu recorde de mortes decorrentes da Covid - 19 registradas em 24 horas. Foi quase uma vítima fatal por minuto e um

O número de mortes na Itália por causa do Covid - 19 , a doença causada pelo coronavírus aumentou em 919, disse a agência de proteção civil nesta É o recorde para um único dia . Antes, havia sido o 21 de março, quando 793 pessoas haviam morrido. No entanto, 50 delas são referentes à mortes de

Na nova metodologia adotada pelo governo de Minas, as prefeituras fazem a notificação das mortes pela COVID-19 diretamente no Sistema de Informação de Vigilância da Gripe (Sivep Gripe), uma plataforma do Sistema Único de Saúde (SUS). Anteriormente, o hospital comunicava à prefeitura, que, por sua vez, repassava o dado à SES. No entanto, algumas mortes levavam até 10 dias para entrar no balanço oficial. O secretário afirmou que há indicadores que demonstram queda sobre a transmissão da doença no estado. Sem especificar quais são os indicadores, ele disse que é preciso acompanhar mais alguns dias para confirmar se se trata de uma tendência. Carlos Amaral também pediu bom senso à população para evitar viagens. "Neste momento, é importante que as pessoas procurem o bom senso. Se puderem evitar se expor, evitem", afirmou o secretário.

BRASIL SE APROXIMA DE 100 MIL MORTOS

O Brasil registrou 57.152 novos casos de COVID-19 e 1.437 mortes pela doença de terça-feira para ontem e se aproxima dos 3 milhões de infectados e 100 mil óbitos, segundo o Ministério da Saúde. Foram infectados 2.859.073 pessoas e 97.256 morreram. Se, por um lado, não há previsão para que o país se veja livre do vírus, com taxas de transmissão com nível descontrolado, a boa notícia é que mais de 2 milhões de brasileiros que contraíram o vírus e tiveram o diagnóstico confirmado estão curados da doença.

Com 72 mil novos casos de covid-19, Brasil bate recorde diário

  Com 72 mil novos casos de covid-19, Brasil bate recorde diário País soma agora mais de 2,5 milhões de infecções por coronavírus, segundo balanço do Conselho Nacional de Secretários de Saúde. Mais 1.664 pessoas morreram em decorrência da doença, elevando total para 90.134. © DW/G. Basso Número diário de infecções é o maior registrado no país desde o início da pandemia há cinco meses O Brasil bateu um novo recorde diário de casos confirmados de covid-19 nesta quarta-feira (30/07), ao registrar 72.377 infecções em apenas 24 horas, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Minas registrou o maior número de mortes em um único dia desde o registro dos primeiros casos em março. De acordo com o boletim epidemiológico, divulgado pela Secretário de Estado de Saúde, nesta terça (4), foram registradas 149 mortes nas últimas 24 horas.

Covid - 19 : São Paulo tem recorde de mortes em 24 horas pelo 2º dia seguido . A queda drástica no número de novos casos de um dia para outro - de 8,8 mil na terça para 1,2 mil na quarta - ocorre devido a um erro no sistema eletrônico do SUS (Sistema Único de Saúde), que recebe e tabula os

A porcentagem de recuperados está em 70,7%, atualmente. Nas últimas semanas houve um aumento nesses índices e os técnicos atribuem essa melhora aos esforços dos profissionais da saúde, aliados ao aumento do número de testagens, detectando casos menos graves e ainda nos primeiros estágios da contaminação. No entanto, a situação da doença no Brasil está longe de ser controlada. Próximo de atingir a marca de 100 mil mortes pela doença, o país tem 20 estados e o Distrito Federal com mais de mil óbitos pelo novo coronavírus. Somente seis ficaram de fora da lista e têm menos de mil vítimas da COVID-19: Rondônia (918), Amapá (588), Acre (547), Roraima (532), Mato Grosso do Sul (442) e Tocantins (415).

Quem lidera o ranking é São Paulo, com 24.109 óbitos pelo novo coronavírus. O Rio de Janeiro é o segundo com mais fatalidades, com 13.855 vítimas da doença. Os dois são os únicos estados que têm mais de 10 mil mortes. Em seguida, estão Ceará (7.867), Pernambuco (6.758), Pará (5.818), Bahia (3.736), Amazonas (3.317), Minas Gerais (3.195), Maranhão (3.103), Espírito Santo (2.646), Paraná (2.164), Rio Grande do Sul (2.163),  Mato Grosso (1.945), Rio Grande do Norte (1.933), Paraíba (1.922), Goiás (1.830), Alagoas (1.633), Distrito Federal (1.572), Sergipe (1.525), Piauí (1.417) e Santa Catarina (1.306).

Quase todos os municípios do país já registraram casos e só 67 cidades ainda não têm nem um caso confirmado dentro dos próprios limites. Já quando se avaliam as cidades que já confirmaram mortes, esse número é menor. “Temos 3.627 cidades com óbitos, sendo que 1.523 identificaram um óbito na última semana. A grande maioria tem registros de um a 10 óbitos”, declarou o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Correia.

América Latina se aproxima de 5 milhões de casos de Covid-19 .
América Latina se aproxima de 5 milhões de casos de Covid-19BUENOS AIRES/ASSUNÇÃO/BOGOTÁ (Reuters) - A Argentina passou de 200 mil casos de Covid-19, neste domingo, e a Colômbia chegou a um novo recorde diário, com marcas sombrias levando a América Latina, região mais afetada pela pandemia no mundo, na direção de um total de 5 milhões de casos da doença causada pelo novo coronavírus.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!