Brasil Vereadores do Rio aprovam testagem de covid-19 em escolas

13:31  06 agosto  2020
13:31  06 agosto  2020 Fonte:   noticiasaominuto.com.br

Paraná assina parceria com chinesa Sinopharm para testar vacina contra covid-19

  Paraná assina parceria com chinesa Sinopharm para testar vacina contra covid-19 Paraná assina parceria com chinesa Sinopharm para testar vacina contra covid-19O termo de confidencialidade com a empresa estatal chinesa Sinopharm foi assinado hoje. Isso permitirá a realização da terceira fase de testes da vacina no Paraná. A expectativa é que o processo possa começar ainda no mês de agosto.

Vereadores do Rio de Janeiro aprovaram projeto de lei estabelecendo a testagem regular para covid - 19 em alunos e profissionais de educação. Também ficou estabelecido que haverá aferição diária de temperatura em todos nas escolas do município.

A declaração de Situação de Calamidade coincidiu com a aprovação de uma estratégia de levantamento de medidas de confinamento (Plano de Desconfinamento) no âmbito do combate à pandemia da doença COVID - 19 , de forma Folheto da OIM sobre COVID - 19 , em mais de 30 idiomas.

O projeto foi aprovado, em segunda discussão, e deverá ser implementado, se for sancionado pelo prefeito, Marcelo Crivella © Reuters O projeto foi aprovado, em segunda discussão, e deverá ser implementado, se for sancionado pelo prefeito, Marcelo Crivella

Vereadores do Rio de Janeiro aprovaram projeto de lei estabelecendo a testagem regular para covid-19 em alunos e profissionais de educação. Também ficou estabelecido que haverá aferição diária de temperatura em todos nas escolas do município.

De autoria do vereador Célio Lupparelli, o projeto foi aprovado nesta terça-feira (4), em segunda discussão, e deverá ser implementado, se for sancionado pelo prefeito, Marcelo Crivella, na volta às aulas, que ainda não tem data definida, nem nas escolas públicas, nem nas particulares.

OMS prevê que pandemia do novo coronavírus será 'muito longa'

  OMS prevê que pandemia do novo coronavírus será 'muito longa' A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou, neste sábado (1), que a pandemia do novo coronavírus será provavelmente "muito longa", seis meses depois de declarar a emergência internacional. O comitê de emergência da OMS, que se reúne pela quarta vez desde a sexta-feira, "destacou que espera que a duração da pandemia de COVID-19 será certamente muito longa", informou a organização em um comunicado. A OMS também alertou para "o perigo de que seO comitê de emergência da OMS, que se reúne pela quarta vez desde a sexta-feira, "destacou que espera que a duração da pandemia de COVID-19 será certamente muito longa", informou a organização em um comunicado.

Após quase cinco meses de ausência, as Sereias da Vila estão de volta! Na tarde desta terça-feira (04), o elenco do Santos FC se reapresentou na Vila

Governo aprovou a declaração do estado de calamidade pública, com Covid - 19 : Angolanos tentam atravessar cerca sanitária de Luanda. O jornalista e analista Manuel Fernandes é da mesma opinião: "Nós não estamos em condições de o fazer, na medida em que nas escolas do nosso país, as salas

No Rio, embora a prefeitura tenha autorizado a volta às aulas, de forma voluntária, para turmas de 4º, 5º, 8º e 9º anos, desde o último dia 3, a questão permanece indefinida. Professores decretaram greve contra o retorno, argumentando que ainda não há condições de segurança sanitária, pois o município continua com altos índices de covid-19.

Da mesma forma, o governador do Rio, Wilson Witzel, publicou decreto proibindo a volta às aulas em todo o estado, enquanto não houver diminuição na pandemia, o que confronta com a diretriz da prefeitura.

Procurada, a prefeitura respondeu que o projeto ainda não foi enviado ao prefeito Crivella, que decidirá sobre sua sanção, após análise da matéria.

Com informações da Agência Brasil

Itália tem maior número de novos casos de Covid desde 28/5 .
(ANSA) - A Itália registrou nesta sexta-feira (14) mais 574 novos casos do coronavírus Sars-CoV-2, maior número desde 28 de maio, quando haviam sido contabilizados 593 contágios em um dia. Com isso, segundo boletim do Ministério da Saúde, o total de pessoas já infectadas pelo vírus no país chegou a 252.809. O balanço desta sexta também registra três mortes em 24 horas, três a menos que na última quinta (13). A pandemia já fez 35.234 vítimas no país. Em termos absolutos, o maior aumento nos casos se deu no Vêneto, com 127. Além disso, o Piemonte, com 15 novos contágios, comunicou que o número pode estar subestimado devido a um "problema técnico nos sistemas regionais".

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!