Brasil Presidente interina da Bolívia desiste de candidatura à Presidência

13:46  18 setembro  2020
13:46  18 setembro  2020 Fonte:   poder360.com.br

Defensoria do Povo acusa o governo boliviano de crimes contra a humanidade

  Defensoria do Povo acusa o governo boliviano de crimes contra a humanidade A Defensoria do Povo da Bolívia denunciou nesta quinta-feira (17) que o governo transitório de Jeanine Áñez foi responsável por violações de direitos humanos e crimes contra a humanidade durante os conflitos sociais do final de 2019. “Na Bolívia houve uma violação dos direitos humanos entre outubro e novembro de 2019. Pra começar, destacamos que o governo de transição cometeu crimes contra a humanidade durante o conflito pós-eleitoral”, disse a defensora Nadia Cruz em entrevista coletiva.

A presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, desistiu de candidatura à Presidência © WikimediaCommons - 20.jan.2020 A presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, desistiu de candidatura à Presidência

A presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, desistiu de participar da eleição presidencial do país, marcada para 18 de outubro. Ela comunicou a decisão nessa 5ª feira (17.set.2020), por meio de 1 vídeo publicado em seu perfil no Twitter.

Áñez disse que retirou sua candidatura “pelo bem maior” da Bolívia. Afirmou que quer evitar que os votos contra o candidato do ex-presidente Evo Morales, Luis Arce, não se dividam. Pesquisa da fundação Jubileo mostra Arce na liderança, com 29,2% das intenções de voto.

Fortaleza oficializa empréstimo de Edson Cariús para a Arábia Saudita

  Fortaleza oficializa empréstimo de Edson Cariús para a Arábia Saudita Sem revelar o nome do time, o atacante vai deixar o Leão do Pici a partir de outubroSem revelar o nome do time, o jogador que chegou ao clube nesta temporada é muito querido pela diretoria e comissão técnica, principalmente pelo técnico Rogério Ceni, que indicou a sua contratação.

Em 2º lugar, está o ex-presidente centrista Carlos Mesa (19%) e, em 3º, Luis Fernando Camacho (10,4%). A presidente interina figura em 4º lugar, com 7% das intenções de voto.

Deixo de lado minha candidatura à presidência da Bolívia para cuidar da democracia”, falou Áñez. Segundo ela, “se não houver união, [Evo] Morales voltará”. “Se não nos unirmos, a democracia perde e a ditadura ganha”, afirmou.

Áñez assumiu interinamente o cargo em 12 de novembro de 2019, depois da renúncia de Evo por pressão das Forças Armadas. A Bolívia enfrentou semanas de tensão e violência quando vieram à tona denúncias de irregularidades na eleição de outubro de 2019, que permitiu que Evo continuasse no poder. Atualmente, o ex-presidente vive na Argentina.

Eis o vídeo divulgado por Jeanine Áñez:

PTB desiste da candidatura de Cristiane Brasil, que está presa .
PTB desiste da candidatura de Cristiane Brasil, que está presaRIO – Presa desde o dia 11 deste mês, Cristiane Brasil não será mais candidata à Prefeitura do Rio pelo PTB. A decisão foi tomada após a Justiça do Rio manter, neste domingo, sua prisão preventiva – ela está detida por suspeitas de fraudes na área de Assistência Social do Rio.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!