Brasil São Paulo atinge menor taxa de ocupação em UTI desde o início da pandemia

21:36  18 setembro  2020
21:36  18 setembro  2020 Fonte:   estadao.com.br

Contágio volta a subir e Brasil perde controle

  Contágio volta a subir e Brasil perde controle Com taxa de transmissão do vírus de uma pessoa por infectado, país retoma classificação de nações consideradas incapazes de conter avanço da doençaAté agosto, o Brasil chegou a ficar por 16 semanas consecutivas com Rt acima de 1, e foi classificado como o país da América Latina com mais longa permanência nos altos patamares de transmissão do novo coronavírus. O status do contágio continua na classificação de lento a estagnado.

O Estado de São Paulo atingiu nesta semana o menor índice de ocupação em leitos de UTI desde que a pandemia do novo coronavírus começou, com apenas 49,1% das vagas preenchidas. Na capital, a taxa ficou em 48,5%. "Estamos com uma melhora histórica no Plano São Paulo, na taxa de ocupação em leitos de terapia intensiva. É o menor e melhor índice que tivemos desde o início da pandemia", afirmou o secretário de Saúde do Estado, Jean Gorinchteyn.

Durante a coletiva de imprensa desta sexta-feira, 18, o governador João Doria (PSDB) também anunciou que todas as áreas do Estado continuam na fase amarela do Plano São Paulo e não houve nenhuma regressão. Também houve queda no número de aproximadamente 3% mas internações pela covid-19, em relação com a semana epidemiológica anterior.

Covas, Boulos, Russomanno e França dividem a liderança em corrida eleitoral embolada de São Paulo

  Covas, Boulos, Russomanno e França dividem a liderança em corrida eleitoral embolada de São Paulo Pesquisa Atlas Político aponta que Russomanno desponta como herdeiro do voto bolsonarista, enquanto Boulos absorve a maior parte do eleitorado que escolheu Haddad em 2018Em seguida no levantamento aparece Marta Suplicy (Solidariedade), com 4,2%. No entanto, a ex-prefeita anunciou na quarta-feira desta semana que não irá disputar a eleição, preferindo o apoio a Covas. Joice Hasselmann (PSL), Jilmar Tatto (PT) e Andrea Matarazzo (PSD) têm 2,1%. Arthur do Val (Patriota) tem 1,9%, Filipe Sabará (Novo), 1,1%, e Orlando Silva (PC do B), 0,8%.

Ao longo da coletiva, Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, frisou que quatro regiões obtiveram uma redução ainda maior nas internações, registrando queda de 20 a 30% em relação às semanas anteriores. São elas: Baixada Santista, Piracicaba, Registro e Taubaté.

O prefeito Bruno Covas (PSDB) também anunciou que, no final de agosto, tanto os índices de contaminação por 100 mil habitantes como a comparação por semana epidemiológica já são equivalentes aos números do início de abril. Apenas nas últimas 24 horas, o Estado registrou 206 óbitos pelo novo coronavírus e 7.711 novas infecções. Ao todo, já são 33.678 mortes e 924.532 pessoas contaminadas pela doença em São Paulo.

‘Amazônia corre risco real sob Bolsonaro’, diz ex-diretor do Inpe .
Diz que governo inventa inimigos. Tenta desviar foco das queimadasApós a alta recorde na 1ª quinzena de setembro das queimadas na maior floresta tropical e na maior área inundável do mundo, o Pantanal, o vice-presidente Hamilton Mourão disse que os dados não seriam reais e que “alguém no Inpe é contra o governo”.

usr: 1
Isto é interessante!