Brasil Polícia prende sequestrador e impede 'golpe do sapatinho' em Minas

00:45  02 outubro  2020
00:45  02 outubro  2020 Fonte:   em.com.br

Polícia prende mais quatro envolvidos em falso sequestro em Luz

  Polícia prende mais quatro envolvidos em falso sequestro em Luz Detidos tinham funções bem específicas dentro da organização e uma delas seria o vínculo da quadrilha com a região metropolitanaOliveira explicou que cada um dos presos teve participação definida no crime. “Tem pessoas que participaram diretamente, entrando no banco para pegar dinheiro; as que fizeram suporte na cidade tanto de estadia quanto de veículo; aquelas que foram responsáveis por arregimentar outras que pudessem colaborar com a empreitada criminosa; e uma pessoa que é o vínculo da região metropolitana com o interior”, detalha.

Polícia Civil prendeu homem suspeito de sequestrar um gerente de banco e a família para forçar pagamento de resgate (foto: Divulgação/ Polícia Um crime do “ sapatinho ” - rapto de um gerente de banco e da sua família para forçar o pagamento do resgate pela instituição financeira -, ocorrido em

A polícia prendeu nesta quinta-feira (21/07/2010) um homem suspeito de integrar uma quadrilha que pratica sequestros relampagos na região de Campinas.

Em trabalho conjunto, as políciais civis de Minas Gerais e Espírito Santo prenderam um homem, de 34 anos, e conseguiram impedir um sequestro conhecido como "golpe do sapatinho" – em que um gerente de banco é raptado e só é liberado depois do pagamento de boa soma em dinheiro.

Polícia Civil mineira trabalhou em conjunto com a do Espírito Santo © PCMG/Divulgação Polícia Civil mineira trabalhou em conjunto com a do Espírito Santo

O próximo golpe estava planejado para uma cidade do Vale do Aço e, graças ao trabalho do Serviço de Inteligência da Polícia Civil mineira, conseguiu-se chegar ao cabeça do grupo. Assim, foi evitado não só o próximo golpe como também um segundo, que estava sendo planejado.

Empate contra a Chape impede o Náutico de colar no G-4 da Série B

  Empate contra a Chape impede o Náutico de colar no G-4 da Série B Igualdade nos minutos finais não deixou o Timbu dar um salto na classificação do torneio nacionalO resultado dentro de casa deixou o Náutico na nona colocação, com 14 pontos, três pontos a menos que a Chape, primeiro time do G4.

Uma das maiores quadrilhas de sequestradores de São Paulo foi desbaratada pela polícia . O sequestro de um casal que voltava da praia foi a última ação

A polícia prendeu o último integrante que faltava de uma quadrilha de sequestradores . Silmar, de 39 anos, participou em 2005 do sequestro da filha do reitor de uma universidade de Alfenas, em Minas Gerais. Outros três sequestradores e um informante do bando já tinham sido presos.

As investigações tiveram inicio em 7 de junho, quando os criminosos sequestraram o gerente de banco da cidade capixaba de Ibiraçu, segundo o delegado Ramon Sandoli, da Delegacia Especializada Antissequestro, do Departamento Estadual de Operações Especiais (Deoesp).

A Polícia Civil do Espírito Santos descobriu a existência de envolvidos de Minas Gerais. A partir daí, teve início a parceria entre as duas polícias.

As primeiras apurações possibilitaram a identificação do homem, que teria participado do golpe em Ibiraçu. O suspeito foi localizado e preso em Ipatinga. No momento da prisão, estava com dois comparsas.

“Conseguimos informações de que eles iriam, na tarde de quarta-feira (30), fazer mais um rapto de gerente de banco em uma cidade do Vale do Aço. Conseguimos abordá-lo no carro com mais dois envolvidos, que estavam indo para a cidade para dar início a esse sequestro. Eles não reagiram devido à ação eficaz e técnica das Polícias Civis em conjunto”, explicou o delegado Sandoli.

Os primeiros levantamentos sobre a vida pregressa do suspeito mostraram dois mandados de prisão em aberto, sendo um em Minas, por crime contra o patrimônio com violência à pessoa e por recaptura, e um no Espírito Santo, pelo 'golpe do sapatinho' em Ibiraçu.

Minas celebra 100 anos da visita real que marcou relações ainda promissoras com a Bélgica .
Ato no Palácio da Liberdade dá início às comemorações da data, que põe em foco oportunidades de estreitamento de laços econômicos com o paísNa manhã de hoje (2), às 11h30, haverá um ato simbólico no Palácio da Liberdade, na Região Centro-Sul da cidade, com hasteamento das bandeiras da Bélgica, do Brasil e de Minas, na presença do governador Romeu Zema e do embaixador da Bélgica no Brasil, Patrick Herman.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 1
Isto é interessante!