Brasil Diplomacia e conhecimento

09:50  18 outubro  2020
09:50  18 outubro  2020 Fonte:   estadao.com.br

Biden entregou ao Brasil provas de torturas e mortes na ditadura, que Bolsonaro nega

  Biden entregou ao Brasil provas de torturas e mortes na ditadura, que Bolsonaro nega Em 2014, o então vice-presidente veio ao Brasil e entregou pessoalmente os documentos que contava sobre o período militar. Sua posição sobre a história brasileira diverge da de Bolsonaro.O meio ambiente, no entanto, está longe de ser o único tema de discordância entre Biden e Bolsonaro. O ex-vice-presidente americano está no centro de uma das empreitadas pelas quais o atual presidente brasileiro mais demonstrou desprezo e resistência: a apuração, pela Comissão Nacional da Verdade (CNV), de crimes e violações cometidos por agentes públicos durante a ditadura militar, entre 1964 e 1985.

Conhecimento (do latim cognoscere, "ato de conhecer"), como a própria origem da palavra indica, é o ato ou efeito de conhecer. Como por exemplo: conhecimento das leis; conhecimento de um fato; conhecimento de um documento

A Diplomacia é um instrumento da política externa, para o estabelecimento e desenvolvimento dos contatos pacíficos entre os governos de diferentes Estados, pelo emprego de intermediários, mutuamente reconhecidos pelas respectivas partes.

Robert Zoellick, ex-presidente do Banco Mundial, acaba de publicar o livro America in the World. Nele, com conhecimento e experiência diplomática, examina o papel da política externa na construção do poderio dos Estados Unidos no mundo. Um capítulo é dedicado a Vannevar Bush, por ele qualificado como o “inventor do futuro”.

Bush dirigiu o Escritório de Pesquisa e Desenvolvimento nos governos Roosevelt e Truman. Escreveu Science: The Endless Frontier, excepcional documento de 1945, que inspirou a criação da Fapesp. A Vannevar Bush se deve a concepção do sistema americano de ciência e tecnologia após a 2.ª Guerra Mundial, levando em conta a interdependência da ciência básica e aplicada e da complementariedade entre os distintos papéis do governo, de uma comunidade científica e universitária livre e independente, da indústria e dos empresários privados.

Azerbaijão e Armênia denunciam violações do cessar-fogo em Nagorno-Karabakh

  Azerbaijão e Armênia denunciam violações do cessar-fogo em Nagorno-Karabakh Armênia e Azerbaijão se acusaram, neste sábado (10), de violações do cessar-fogo que supostamente entrou em vigor ao meio-dia (5h00 de Brasília), negociado com Moscou após quase duas semanas de intensos combates pela região separatista de Nagorno-Karabakh. Após uma manhã de combates, a calma reinou brevemente quando o cessar-fogo entrou em vigor, antes de os dois lados se acusarem novamente de ataques. "A Armênia viola abertamente o cessar-fogo, tenta atacar na direção de Fizuli-Jebrail e Agdam-Terter" em Nagorno-Karabakh, declarou o ministério da Defesa do Azerbaijão.

A diplomacia comercial pode ser definida como a utilização simultânea de ferramentas diplomáticas. O conhecimento de peculiaridades locais revela-se de grande valia nesse contexto

e conhecimentos . Nesta medida, a diplomacia económica pode ser uma fonte de. Maria SOUSA GALITO 15. importante o nível de conhecimento e de simpatia dos diplomatas, e a capacidade

A implementação das concepções de Bush criou um modelo de inovação que eclipsou o sistema soviético, estatal. Esse é um dos dados do sucesso americano na dinâmica da bipolaridade Leste/Oeste. O desafio do presente é a competição entre o modelo de pesquisa e inovação dos EUA e o que vem sendo construído com apreciável sucesso pela China.

Bush antecipou a velocidade com que a cultura científica da pesquisa expande vertiginosamente as fronteiras do conhecimento e vem trazendo mudanças significativas em todas as esferas e dimensões, alterando as condições da vida em escala planetária e impactando a dinâmica da ordem mundial. Henry Kissinger observou que a era digital colonizou o espaço físico e permitiu a ubiquidade do funcionamento das redes que operam na instantaneidade dos tempos. Isso vem induzindo grandes transformações, até na maneira de conduzir a política externa e de atuar no campo diplomático.

Azerbaijão acusa Armênia de violar cessar-fogo e matar pelo menos sete pessoas com bombardeios

  Azerbaijão acusa Armênia de violar cessar-fogo e matar pelo menos sete pessoas com bombardeios Stepanakert, capital regional de Nagorno-Karabakh sob o controle de separatistas armênios, foi alvo de bombardeios que deixaram sete mortos durante a noite, segundo fontes oficiais do Azerbaijão, apesar do cessar-fogo negociado em Moscou. Além disso, neste domingo (11), sete pessoas foram mortas e 33 feridas em bombardeios na cidade azerbaijana de Gandja, indicou a diplomacia azerbaijana. A trégua é muito frágil, sublinha o nosso enviado especial da RFI a Stepanakert, Régis Genté. Entre 10 e 15 projéteis atingiram a capital de Nagorno-Karabakh durante a noite, no sábado à noite e neste domingo por volta das 2 da manhã, numa clara violação do cessar-fogo.

Pesquisa e Conhecimento Conhecimento Científico. LucianoDalla .Giacomassa. Загрузка METODOLOGIA DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO - COM PEDRO DEMO - Продолжительность

Se você possui interesse em seguir a diplomacia , ou simplesmente tem curiosidade de conhecer um pouco mais sobre essa profissão e os conhecimentos que diplomatas precisam desenvolver, confira

Ciência e conhecimento são dados de base do cenário mundial do século 21, o que confere realce especial à afirmação de Bacon “conhecimento é poder”, nela se incluindo o poder da sociedade de dar rumos aos seus caminhos.

Desde o Renascimento a ciência é uma atividade internacional que se alimenta do intercâmbio de ideias e descobertas. Daí as atividades internacionais das academias científicas, incluída a brasileira, no exercício de uma diplomacia da ciência.

As formas como a ciência se insere na pauta internacional e interna levaram a Royal Society inglesa a elaborar novas formulações que vão além da tradicional diplomacia da ciência. Daí o destaque dado à ciência na diplomacia e nas políticas públicas em geral e da ciência em prol da diplomacia. Essas vertentes são ingredientes de grande relevo para um juízo diplomático apropriado para identificar as necessidades internas do País e avaliar possibilidades de melhor inserção internacional.

Navio da Turquia volta ao Mediterrâneo e gera nova crise com a Grécia

  Navio da Turquia volta ao Mediterrâneo e gera nova crise com a Grécia A Turquia enviou novamente nesta segunda-feira (12) um navio de exploração ao Mediterrâneo oriental, o que pode gerar uma nova crise com a Grécia. Atenas denunciou uma "ameaça direta à paz". O navio de prospecção "Oruc Reis" deixou o porto turco pela manhã, segundo imagens divulgadas pela mídia turca, e vai realizar atividades de exploração até o dia 22 de outubro, informou a Marinha do país em uma mensagem enviada pelo sistema marítimo de alerta NAVTEX. "Vamos continuar procurando (gás), investigando e defendendo nossos direitos", afirmou nesta segunda no Twitter o ministro da Energia turco, Fatih Dönmez.

Esta aula faz parte do nosso Curso de Revisão de Questões (CRQ), preparatório para o Concurso da Diplomacia (CACD). Saiba mais sobre o CRQ neste link: https

A diplomacia brasileira argumenta também ser importante rever o papel e as funções 38 Em 1924, quando a diplomacia brasileira lutava abertamente por um assento permanente no Conselho da Liga

Dois itens da pauta interna e internacional são reveladores de um negacionismo do papel da ciência e do conhecimento nas políticas públicas e na diplomacia do governo Bolsonaro. O primeiro diz respeito à sua postura no enfrentamento da crise da covid-19, que fez aflorarem novos riscos para a saúde do mundo. A gestão desses riscos requer conhecimento e cooperação internacionais. Demanda as pontes de um multilateralismo permeado pela ciência na diplomacia. Não está no horizonte de uma diplomacia de confronto, que rejeita o acervo de realizações da tradição da política externa brasileira e se alinha aos muros dos unilateralismos excludentes.

O segundo diz respeito ao meio ambiente, tema global, transversal, que permeia a vida internacional. Foi o conhecimento que identificou os riscos que põem em questão a integridade dos ecossistemas, que, no seu conjunto, sustentam a vida na Terra. Foi o aprofundamento do conhecimento que ampliou o escopo operativo da gestão de riscos nessa matéria.

O paradigma do desenvolvimento sustentável consagrado na Rio-92 assinala a presença internacional ativa do Brasil nesse campo e é um exemplo da ciência na diplomacia. O desenvolvimento sustentável é o caminho para lidar, com o apoio do conhecimento, com a interligação economia e meio ambiente.

Advogada de Robinho discute com comentaristas da Fox Sports

  Advogada de Robinho discute com comentaristas da Fox Sports Advogada de Robinho discute com comentaristas da Fox SportsO rei das pedaladas foi condenado a nove anos de prisão em primeira instância pela Justiça italiana. A sentença ainda cabe recurso e ainda pode evoluir para a terceira instância antes do veredito.

Essa aula faz parte do nosso curso preparatório para o Concurso da Diplomacia (CACD). Saiba mais neste link

Sabe o que é e qual a importância da Diplomacia Corporativa e da Paradiplomacia? Assista o vídeo. Inscreva-se, curta, comente e compartilhe!

O desabrido negacionismo do governo Bolsonaro, por atos e palavras, em relação ao tema do meio ambiente é uma denegação do prévio acervo de realizações das políticas públicas brasileiras e de suas instituições de conhecimento. Corrói a credibilidade internacional do Brasil. Põe em questão a nossa capacidade, como país, de lidar criativa e construtivamente, pelo conhecimento, com a riqueza da nossa natureza e com o nosso potencial de crescimento econômico.

Em síntese, como diz o provérbio, “pior cego é o que não quer ver e pior surdo, o que não quer ouvir”, manifestado neste governo por um duplo e interconectado negacionismo: a denegação da importância dos fatos que a ciência e o conhecimento revelam e a recusa do papel da ciência e do conhecimento como o caminho para o seu deslinde. É o que nos isola no mundo e compromete a nossa inserção internacional.

*

PROFESSOR EMÉRITO DA USP, EX-PRESIDENTE DA FAPESP (2007-2015), EX-MINISTRO DE RELAÇÕES EXTERIORES (1992 E 2001-2002), É MEMBRO DA ACADEMIA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS.

Armênia e Azerbaijão irão respeitar cessar-fogo a partir de segunda-feira .
Os Estados Unidos convenceram a Armênia e o Azerbaijão a respeitar um cessar-fogo no conflito de Nagorno Karabakh a partir desta segunda-feira, revelou neste domingo (25) a diplomacia americana. O vice-secretário de Estado, Stephen Biegun, se reuniu no sábado com os ministros das Relações Exteriores dos dois países inimigos e com os co-presidentes do Grupo de Minsk (França e Rússia), informou o departamento em comunicado. A nota explicou que oO vice-secretário de Estado, Stephen Biegun, se reuniu no sábado com os ministros das Relações Exteriores dos dois países inimigos e com os co-presidentes do Grupo de Minsk (França e Rússia), informou o departamento em comunicado.

usr: 4
Isto é interessante!