Brasil Senador Arolde de Oliveira, que morreu de covid, minimizou isolamento social

11:10  22 outubro  2020
11:10  22 outubro  2020 Fonte:   poder360.com.br

Interesses políticos e descaso social alimentaram Revolta da Vacina em 1904

  Interesses políticos e descaso social alimentaram Revolta da Vacina em 1904 Vacinação forçada foi discutida no Congresso. Minoria tentou derrubar projeto. Sanção provocou insatisfação popularDocumentos históricos guardados no Arquivo do Senado mostram que interesses políticos não declarados se aproveitaram da questão de saúde pública e fustigaram os cariocas a partir com tudo para o quebra-quebra.

O senador Arolde de Oliveira (PSD), um dos apoiadores de Jair Bolsonaro, morreu nesta quarta (20), vítima Arolde criticou o isolamento social durante a pandemia e defendia o uso da cloroquina para tratar Falecido vítima de Covid e como consequência a falência dos órgãos A família agradece o

Polêmica Paraíba - Jornalismo Plural e Ponto Final Acompanhe as últimas notícias de todo o estado da Paraíba, do Brasil e do mundo, Política, Esportes

O senador Arolde de Oliveira morreu em 21 de outubro por complicações com a covid-19 © Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil O senador Arolde de Oliveira morreu em 21 de outubro por complicações com a covid-19

O senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ), que morreu nessa 4ª feira (21.out.2020) por complicações com a covid-19, se mostrava um contumaz crítico do isolamento social.

Aliado de Jair Bolsonaro, ele aplaudia sempre que o presidente se manifestava em pronunciamentos e redes sociais, mesmo que as falas fossem contrárias ao que defendiam autoridades médicas.

Em 19 de abril, por exemplo, ele escreveu: “Os números do vírus chinês no mundo e no Brasil demonstram a inutilidade do isolamento social. Autoridades, alarmistas por conveniência, destruíram o setor produtivo e criaram milhões de desempregos. O Presidente @jairbolsonaro, isolado pelo STF, estava certo desde o início.”

Barroso determina afastamento de senador da cueca por 90 dias

  Barroso determina afastamento de senador da cueca por 90 dias Chico Rodrigues foi alvo da PF. Era vice-líder do governo no Senado. Senado vai definir se ele deixa o cargoEis a íntegra da decisão (238 KB).

A Secretaria Municipal de Saúde de Palhano, orienta sobre os cuidados que devemos ter, além do isolamento social , no que se refere ao Covid -19.

Presidente volta a chamar covid -19 de "gripezinha" e pede fim de medidas restritivas aplicadas por Em seu terceiro pronunciamento em menos de 20 dias, o presidente Jair Bolsonaro minimizou Um homem de 61 anos, que havia feito compras no mercado de frutos do mar de Wuhan, morreu de

  Senador Arolde de Oliveira, que morreu de covid, minimizou isolamento social © Fornecido por Poder360

Em mais 1 exemplo de alinhamento com Bolsonaro no discurso contrário ao isolamento social, o senador endossou a ideia de que o desenvolvimento da covid-19 no Brasil não seria como na Europa. O presidente acusou a mídia de alarmismo ao relatar casos de países europeus, como Itália e Espanha, que contabilizaram grande número de mortos por covid-19.

Não sejamos idiotas”, escreveu Arolde de Oliveira. “Na Itália o clima está frio, população idosa, elevado número de fumantes. Não é nosso caso. O Brasil não pode parar.

  Senador Arolde de Oliveira, que morreu de covid, minimizou isolamento social

Em 11 agosto, dia em que o Brasil tinha 103.026 mortes por covid-19 e 3.109.630 de infectados pelo novo coronavírus, Arolde questionou o que chamou de “efeito covidão“.

  Senador Arolde de Oliveira, que morreu de covid, minimizou isolamento social

Assim como Bolsonaro, o senador também defendeu o uso da cloroquina, medicamento que não tem qualquer comprovação científica de eficácia contra a covid-19.

Veja fotos da revista nas roupas do senador que escondeu dinheiro da cueca

  Veja fotos da revista nas roupas do senador que escondeu dinheiro da cueca Imagens constam de relatório da PF. Fotografias mostram nota de R$ 200As fotografias foram reveladas na 5ª feira (16.out.2020). Elas constam de relatório da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado da PF.

Capitais como Curitiba e Belo Horizonte tiveram um aumento de casos de covid -19 após o relaxamento das medidas de isolamento social . Por isso, a retomada

O isolamento social ainda é a melhor arma contra a Covid -19. Mas e quem vive em aglomerados e precisa dividir casas pequenas com muitas pessoas? O risco

  Senador Arolde de Oliveira, que morreu de covid, minimizou isolamento social © Fornecido por Poder360   Senador Arolde de Oliveira, que morreu de covid, minimizou isolamento social © Fornecido por Poder360

Em 16 de março, pouco antes de ser decretado o estado de calamidade pública no Brasil (em 20 de março), o senador escreveu que “o medo e a ignorância são as maiores vulnerabilidades usadas para manipulação das pessoas”.

  Senador Arolde de Oliveira, que morreu de covid, minimizou isolamento social

Dias depois, em 22 de março e já com o estado de calamidade pública em vigor, escreveu: “Conclamo os patriotas, comprometidos coma nação, a continuarem apoiando sem restrições o Presidente @jairbolsonaro que é sensato em evitar o pânico. O caos só interessa aos inimigos do Brasil (esquerdopatas e aliados que devastaram o País) corja de irresponsáveis.”

  Senador Arolde de Oliveira, que morreu de covid, minimizou isolamento social

No mesmo dia, 22 de março, colocou-se ao lado de Bolsonaro na tensão com governadores. O presidente criticou a ação dos governadores no combate à covid-19 e chamou João Doria (PSDB-SP) de “lunático” por ter decretado quarentena do Estado de São Paulo.

Fórum dos Leitores

  Fórum dos Leitores Cartas de leitores selecionadas pelo jornal O Estado de S. PauloMesmice

O governador Camilo Santana e o prefeito Roberto Cláudio fizeram um pronunciamento conjunto para comunicar a população a prorrogação do decreto estadual de

A atriz Ísis de Oliveira , de 69 anos, denunciou o companheiro por agressão física na última quarta-feira (22), após discussão motivada pela quebra da quarent No mundo todo, o isolamento social trouxe um aumento no número de casos de violência doméstica.

Arolde escreveu que Bolsonaro deveria “garantir a operação dos corredores de abastecimento, e para isso tornar sem efeito alguns Atos de Governadores que extrapolaram suas atribuições”.

  Senador Arolde de Oliveira, que morreu de covid, minimizou isolamento social

Segundo o senador, os governadores estariam usando a pandemia como “fonte de recursos para salvar governos Estaduais em calamidades financeiras anteriores à crise“. “Contratos emergenciais sem licitação, roubalheira certa. Mensalão, petrolão e, agora? Será um coronão?“, escreveu, remetendo a pergunta ao senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente.

  Senador Arolde de Oliveira, que morreu de covid, minimizou isolamento social

Assim como Bolsonaro e o presidente norte-americano Donald Trump, o senador se referia ao novo coronavírus como “vírus chinês”.

Em junho, classificou a doença como “peste chinesa”. A postagem foi feita para defender o governo Bolsonaro das críticas recebidas pela mudança na forma de publicar os dados relativos à doença. O novo site do Ministério da Saúde passou a omitir informações consolidadas sobre casos e mortes pela covid-19. O STF (Supremo Tribunal Federal) ordenou que o governo retomasse a divulgação dos dados integrais.

Arolde chamou os críticos de “hienas” e disse que o “objetivo da revisão é dar mais autenticidade e transparência às informações”.

  Senador Arolde de Oliveira, que morreu de covid, minimizou isolamento social

O senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ) tinha 83 anos e estava internado na UTI de 1 hospital no Rio de Janeiro. O Senado decretou luto oficial de 3 dias.

O 1º suplente de Arolde de Oliveira é Carlos Portinho (PSD-RJ). Atualmente, ele é candidato a vereador, no Rio de Janeiro. Caso não assuma o cargo de Arolde, a vaga deve ficar com Renata Guerra (PSD-RJ).

Fórum dos Leitores .
Cartas de leitores selecionadas pelo jornal O Estado de S. Paulo.Contra o povo

usr: 1
Isto é interessante!