Brasil Maia acusa presidente do BC de vazar conversa particular e diz que ele não está à altura do cargo

16:01  29 outubro  2020
16:01  29 outubro  2020 Fonte:   estadao.com.br

Fórum dos Leitores

  Fórum dos Leitores Cartas de leitores selecionadas pelo jornal O Estado de S. PauloMesmice

BRASÍLIA e SÃO PAULO - Depois de criticar o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acusou o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, de ter vazado informações sobre conversa que os dois tiveram na quarta-feira, 28.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto © Najara Araujo/Câmara dos Deputados e Dida Sampaio/Estadão O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto

A conversa aconteceu no dia de decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que manteve em 2% a taxa Selic.

Logo cedo nesta quinta-feira, 29, Maia postou na sua conta do Twitter que Campos Neto não está “à altura de um presidente de Banco de um país sério” ao "vazar" para a imprensa conversa particular que tiveram.

Uma conversa sobre inclusão e diversidade nos esports

  Uma conversa sobre inclusão e diversidade nos esports Uma conversa sobre inclusão e diversidade nos esportsDesde então, personalidades de esportes eletrônicos recorreram às redes sociais para falar sobre incidentes de racismo e expressar seu apoio ao movimento Black Lives Matter.

As críticas públicas de Maia a Campos Neto se somam à irritação do presidente da Câmara com a falta de empenho do governo para desobstruir a pauta de votação da agenda econômica, principalmente, com o impasse na Comissão Mista de Orçamento (CMO), responsável por analisar temas orçamentários.

O alerta feito por Maia em entrevista na terça-feira, 27, afetou os indicadores de mercado financeiro, o que gerou ainda maior preocupação com o pouco tempo para as votações até o fim do ano da proposta de emenda à Constituição (PEC) emergencial, da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e do Orçamento de 2021. A interlocutores, Maia manifestou incômodo com a situação.

Conforme mostrou o Estadão/Broadcast, na quarta presidente do Banco Central havia procurado o presidente da Câmara para tratar da crise política que ameaça o andamento das reformas no Congresso.

Rodrigo Maia critica Salles e diz que ele destrói o Meio Ambiente e o governo

  Rodrigo Maia critica Salles e diz que ele destrói o Meio Ambiente e o governo Fez publicação em rede social

Maia já tinha defendido ao Estadão que governo e lideranças dos partidos fechassem com a máxima urgência um cronograma para votação de medidas de corte de gastos para garantir a adoção do Renda Cidadã, o programa em avaliação para substituir o Bolsa Família, e dar tranquilidade fiscal ao País nos próximos dois anos. Para o presidente da Câmara, não há mais tempo a perder porque, segundo ele, a crise “está muito mais perto, o prazo é curto e não se tomou a decisão até agora do que fazer”.

Na crise pela pandemia de covid-19, Campos Netto tem atuado nos bastidores em contatos com parlamentares e está em campo para aprovação do projeto de autonomia do BC do Senado, com votação prevista para o próximo dia 3. Outro projeto sobre o mesmo assunto, no entanto, tramita na Câmara.

Fórum dos Leitores .
Cartas de leitores selecionadas pelo jornal O Estado de S. PauloDesprestígio em alta

usr: 0
Isto é interessante!