Brasil Datafolha aponta queda na diferença entre Covas e Boulos

01:45  27 novembro  2020
01:45  27 novembro  2020 Fonte:   istoe.com.br

Em 1º debate, Boulos associa Covas a Doria; tucano rebate: 'Eleição é sobre SP'

  Em 1º debate, Boulos associa Covas a Doria; tucano rebate: 'Eleição é sobre SP' Durante o primeiro encontro do segundo turno, atual prefeito evitou citar governador de SP e voltou a falar em 'radicalismo'Durante o encontro promovido pela CNN Brasil na noite desta segunda-feira, 16, Covas se restringiu a declarar que tem o apoio de Doria e que a ação conjunta entre Estado e Município tem beneficiado a população. Mas não voltou a citar o nome aliado, de quem foi vice em 2016. “A população quer comparar o currículo de cada um dos candidatos, a história, o que fizeram pela cidade”, defendeu o prefeito, que depois desviou o tema da pergunta.

A diferença entre o tucano e psolista, que era de 16 pontos em pesquisa da última pesquisa, divulgada há mais de uma semana, agora caiu pela metade, com os dados Boulos possui mais popularidade entre os mais jovem, enquanto Covas tem mais apelo com os eleitores mais velhos.

A última pesquisa Datafolha de intenções de votos mostra que a disputa vai ser apertada na cidade de São Paulo. Guilherme Boulos , que tem 46% dos votos

A poucos dias para a escolha do prefeito de São Paulo, o instituto Datafolha divulgou mais uma pesquisa. No levantamento, Bruno Covas (PSDB) possui 54% dos votos válidos enquanto Guilherme Boulos (PSOL) 46%.

A diferença entre o tucano e psolista que era de 16 pontos em pesquisa da última pesquisa, divulgada há mais de uma semana, agora caiu pela metade, com os dados divulgados nesta quinta-feira (26).

Apesar do avanço de Boulos, o levantamento divulgado na última segunda-feira (23) indica que a situação é estável. Para a amostra, o instituto em parceria com a TV Globo ouviu 1.512 eleitores, com uma margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Boulos estima em R$ 29 bi custo do seu programa de governo em quatro anos

  Boulos estima em R$ 29 bi custo do seu programa de governo em quatro anos Em sabatina do ‘Estadão’, candidato do PSOL diz que vai tirar recursos do caixa da Prefeitura e aumentar a cobrança da dívida ativa do município . Segundo o candidato, procuradores municipais estimam que é possível incrementar a arrecadação em mais R$ 10 bilhões a partir de cobranças de grandes empresas que devem à Prefeitura. Boulos diz que essa meta pode ser alcançada se mais procuradores forem contratados e os processos, digitalizados. Uma terceira fonte de recursos são fundos como o Fundeb e o Fundurb, do governo federal. “O custo dos programas de investimento, dividido pelos quatro anos, vai dar R$ 29 bilhões.

Entre os grandes grupos socioeconômicos, Boulos só ultrapassa Covas entre os mais jovens: tem 59% ante 41 Entre quem não foi votar, o Datafolha apontou motivos de saúde como principais para 21%, mas apenas 5% citaram Bruno Covas e Guilherme Boulos disputam 2 º turno em São Paulo.

Veja resultado de pesquisa para Prefeitura de SP que candidato apoiado por Bolsonaro tentou censurar.

Vale lembrar que o método utilizado na pesquisa exclui, como acontece na totalização da Justiça Eleitoral no dia da eleição, os votos nulos e brancos. Além disso, estão de fora os indecisos.

Outro ponto de destaque do estudo é de que, até o momento, 84% dos ouvidos dizem estar certos de seu voto e 15%, podem mudar. Desse grupo, 55% migrariam para anular ou votar em branco, 19% escolheriam Boulos e 17%, Covas.

Entre os que votam no PSOL, 87% se dizem certos e 13%, podem mudar –desses, 59% estariam propensos a anular ou votar em branco e 37% migrariam para Covas.

No grupo tucano, 83% dizem que confirmarão o apoio ao prefeito e 17%, que teriam outra opção: anular ou votar em branco (62%) ou apoiar Boulos (37%).

Boulos possui mais popularidade entre os mais jovem, enquanto Covas tem mais apelo com os eleitores mais velhos.

Quando a modalidade da pesquisa são as categorias o PSOL faz 65% a 35% dos válidos em comparação com Covas entre estudantes, mas eles são só 2% da amostra. Já o tucano bate Boulos por 67% a 33% entre aposentados, que são 13% do universo.

Um dos questionamento utilizado pelo Datafolha foi sobre a importância partidária e programática na hora de decidir seus votos.

Para 83%, são as propostas dos candidatos que valem mais, enquanto 8% apontam o partido do postulante. Para 4%, ambas as coisas são importantes e 6%, não souberam responder.

XP/Ipespe: Boulos cresce 9 pontos e consegue empate técnico com Covas .
Campanha de Guilherme Boulos tem surtido efeito e virado votos em São Paulo, enquanto que a de Bruno Covas se estagnou.Boulos tinha 32% e avançou para 41%, enquanto Covas continuou com 48% das intenções de voto na pesquisa XP/Ipespe. Como a margem de erro da pesquisa é de 3,5 pontos porcentuais para mais ou para menos, os dois candidatos estão tecnicamente empatados.

usr: 1
Isto é interessante!