Brasil Medo ronda as áreas de risco

10:15  11 janeiro  2021
10:15  11 janeiro  2021 Fonte:   em.com.br

“Pandemia revela machismo de presidentes. Bolsonaro e Obrador expõem vidas para dizer que não têm medo”

  “Pandemia revela machismo de presidentes. Bolsonaro e Obrador expõem vidas para dizer que não têm medo” Lorena Barberia, que coordena rede de pesquisadores que monitoram dados da covid-19 no Brasil, aponta falta de transparência e afirma que Estados baseiam suas ações em informações incompletas que deixam restrições vulneráveis a pressões políticas. “Governadores estão em uma saia-justa”Passados 10 meses do primeiro caso do novo coronavírus no Brasil, o país ainda enfrenta a pandemia no escuro.

AREAS ESTUDIO 14 RONDA ANP by baseadad. avanço tecnológico ainda não alcançaram maturidade suficiente para reduzir o alto risco exploratório. Não obstante a menor densidade de dados e conhecimento geológico nestas.

Set in Ronda town centre, 350 metres from Ronda Train Station, Apartment Ronda offers modern apartments with free WiFi. It is a great base if you want to explore Ronda , as the tourist attractions are not far away by foot. There are plenty of free parking spaces in the nearby streets.

Ao menos 10,8 mil pessoas em Belo Horizonte enfrentarão este período chuvoso sob risco de perder a vida, o teto ou o patrimônio. O grupo habita as mais de 2,7 mil residências situadas em áreas de perigo geológico e pontos sujeitos a alagamento na capital, mapeados pela Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel) e pela Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), órgãos ligados à prefeitura.

Vila Bernadete, no Barreiro: sete pessoas morreram, nove casas foram destruídas e 50 famílias foram removidas do local durante as chuvas do último verão © Jair Amaral/em/d.a press Vila Bernadete, no Barreiro: sete pessoas morreram, nove casas foram destruídas e 50 famílias foram removidas do local durante as chuvas do último verão

Em muitas dessas localidades, os moradores temem novas tragédias, vivem em constante estado de alerta e se queixam de descaso do poder público, já que ainda convivem com os rastros de destruição em janeiro de 2020.

Trump garante que não será destituído e pede calma

  Trump garante que não será destituído e pede calma Faltando oito dias para o fim de seu mandato, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, garantiu nesta terça-feira (12) que não será destituído e pediu calma em sua primeira aparição pública desde a invasão do Capitólio por seus apoiadores, que deixou cinco mortos e chocou o país. "A 25ª Emenda representa risco zero para mim", disse Trump no Álamo, no Texas, aludindo à pressão dos democratas sobre o vice-presidente Mike Pence para que o removam do poder com o apoio do gabinete presidencial por inaptidão.

04/01/2011 - Sete casas estão sendo monitoradas pela Defesa Civil. Elas correm risco de desabar se erosão (de 180 metros de comprimento) se estender pela

Offering 3 terraces with stunning views of the Puente Nuevo Bridge and the Tajo River, Casa Duende del Tajo is located in Ronda . Fantastic location overlooking the Puente Nuevo with a large terrace to take in the view Large lounge area with plenty of seating Reasonable kitchen with a washing machine

Nas áreas de risco geológico – ou seja, ameaçadas por escorregamentos de terra, erosão, solapamento de margens e fenômenos afins – a Urbel estima haver ao menos 1.100 residências classificadas como de alto risco, localizadas em 218 vilas, favelas e conjuntos habitacionais. O número estimado de moradores afetados é de, no mínimo, 3 mil.

A diretora de Áreas de Risco e Assistência Técnica na Urbel, Isabel Volponi, explica que os dados são parciais, já que o diagnóstico da situação de risco geológico da capital, realizado com periodicidade média de dois anos pela prefeitura, ainda está em fase de atualização.

“Diversas ocupações recentes, por exemplo, ainda não foram contabilizadas nesse levantamento. Ele também exclui regiões que, até a chuva histórica do ano passado, eram consideradas seguras, mas tiveram as condições do solo alteradas e se tornaram áreas de risco. Ainda não conseguimos fechar um novo balanço por causa dos temporais de janeiro de 2020, que geraram muitas demandas emergenciais, como realocação de famílias, concessão de bolsa aluguel, entre outras do gênero. Nossos esforços, por enquanto, ainda estão concentrados nessas questões e na gestão do risco para este período chuvoso. Acredito que, ao longo de 2021, poderemos nos dedicar ao novo diagnóstico”, pondera a dirigente.

Chuva de semente: helicóptero ajuda a recuperar a natureza

  Chuva de semente: helicóptero ajuda a recuperar a natureza Técnica é recomendada para a recomposição de áreas devastadas por queimadas . Ele conta que no início do período chuvoso 2020/2021, atuou em uma da chuva de semente com o emprego de um helicóptero, visando a revitalização de uma área de 110 hectares  na Serra do Mel,  nos arredores de  Montes Claros, atingida por um incêndio florestal, em setembro.No combate do  incêndio na Serra do Mel, foi usado um avião Air Tractor para apagar as chamas em áreas de difícil acesso, reforçando o trabalho dos bombeiros e das equipes de brigadistas por terra.

Continuando con la ronda de preguntas, le llegó el turno a Vlad. Dijo que no había hablado con Olivia desde la hora del almuerzo pero que, hacia las cinco, comenzó a levantarse mucho viento, por lo que subió a preguntar a la «jefa» (así la llamó

Hotel Posada de Ronda . Carretera Algodonales- Ronda A 374 Km 26, 29400 Ronda , Spain – Good location - show map. After booking, all of the property’s details, including telephone and address, are provided in your booking confirmation and your account.

As áreas de risco geológico estão espalhadas pelas chamadas Zonas de Especial Interesse Social, catalogadas pela Urbel, cuja última atualização é de 17 de setembro do ano passado. A lista inclui 192 aglomerados e 26 conjuntos habitacionais. A região com a maior lista de pontos de atenção é a Oeste (37), seguida pelo Barreiro (30), Leste (23), Pampulha (22), Venda Nova (21), Centro-Sul (21), Nordeste (20), Noroeste (17) e Norte (18).

  Medo ronda as áreas de risco

Uma das novidades da lista é a Vila Bernadete, no Barreiro. Sete pessoas morreram, nove casas foram destruídas e 50 famílias foram removidas do local durante as chuvas do último verão, conforme dados da Defesa Civil. O bairro, até então, não era considerado como área de deslizamento pelo município.

Isabel Volponi esclarece que a localidade era classificada como de risco médio, situação que mudou após a ação de um grupo de moradores. “Naquela região que deslizou, as pessoas cortaram uma encosta para construir casas com fossas. Esse fator, associado à chuva forte, fez com que o risco ali evoluísse”, afirma a diretora.

Incerteza no setor financeiro do Reino Unido por futuro pós-Brexit

  Incerteza no setor financeiro do Reino Unido por futuro pós-Brexit O Brexit já é uma realidade, mas o futuro dos serviços financeiros britânicos fora da União Europeia é incerto, com negociações bilaterais difíceis e o risco de perda de atividade neste setor importante do Reino Unido. O acordo comercial pós-Brexit assinado no Natal entre Londres e Bruxelas "é apenas o começo, haverá meses" de discussões, disse à AFP Simon Gleeson, advogado do escritório Clifford Chance. O acordo comercial entre Bruxelas e Londres, de mais de 1.200 páginas, faz pouca alusão ao setor financeiro, que movimenta cerca de 150 bilhões de libras por ano (165 bilhões de euros, 204 bilhões de dólares), muito mais do que o simbólico setor da pesca.

Ronda Train Station is just 450 yards away and offers direct links to other Andalusian cities, including Granada and Cordoba. This is our guests' favourite part of Ronda , according to independent reviews.

Jerez to Ronda last week - it was a good three hours from there to Ronda , so from Cadiz it's more like 4 hours - a solid 3 hours 45 mins at best. Also watch out that unless you take the early, early bus and get to Ronda before anything really opens, you're talking only one bus there to get the last bus back.

TRAGÉDIAS Marcados por décadas de tragédias decorrentes das chuvas, os aglomerados da Serra, na Região Centro-Sul, Taquaril, na Leste, seguem na relação das mais perigosas. Apesar de expressivo, o número de construções vulneráveis do levantamento atual é menor em relação ao estudo de 2016, quando a PBH encontrou 1501 casas em situação de alto risco.

INUNDAÇÕES A Sudecap contabiliza 98 áreas sujeitas a alagamento em  Belo Horizonte. A região mais castigada pelas enchentes é a de Venda Nova, com 20 pontos, incluindo a Avenida Vilarinho. Em seguida, vem a Pampulha, com 14 gargalos – em grande parte concentrados em torno dos córregos Mergulhão e Engenho Nogueira. No Barreiro e Norte, há 13 pontos. A lista segue com as regiões Oeste (11), Nordeste (10), Noroeste (7), Leste (7) e Centro-Sul (3).

Os locais estão mapeados nas chamadas cartas de inundações, documentos em que o traçado das ruas é sobreposto ao dos córregos que cortam a capital, permitindo melhor identificação de situações críticas.

O total de pessoas afetadas tanto pelas inundações, como pelos deslizamentos é de 10,8 mil pessoas, abrigadas em 2.715 domicílios. A PBH não soube precisar a população atingida exclusivamente pelos alagamentos e enxurradas, uma vez que algumas regiões oferecem risco duplo.

Pandemia arranha imagem de uma Europa organizada

  Pandemia arranha imagem de uma Europa organizada Apesar de boa reputação de diversos países do oeste e do norte europeu, realidade é outra quando se trata de controlar o coronavírus. © Getty Images/AFP/K. Triboillard Com capacidades no limite: uma unidade de terapia intensiva na capital belga, Bruxelas Alemanha Durante a primeira onda, a Alemanha era vista como líder mundial na contenção da pandemia. Há muito tempo, porém, que o país perdeu esse status. No final de setembro, quando a chanceler federal Angela Merkel avisou que poderia haver 19,2 mil novas infecções diárias no Natal.

“Ninguém dorme” Ao longo de 2020, a Defesa Civil informou ter realizado 5 mil vistorias em áreas de risco, nas quais providenciou a remoção preventiva de 800 famílias em toda a cidade. Desde 2017, início do primeiro mandato do prefeito Alexandre Kalil (PSD), a Urbel contabiliza 443 remoções definitivas de áreas críticas. O total está aquém da proposta feita em 2016 pelo então candidato à PBH. “Tem que retirar 2 mil famílias em zona de risco. Na prática, tem que correr na Defesa Civil e na Prefeitura para que essa catástrofe que se tornou rotina na vida do pessoal de BH passe a ser exceção”, disse o político na ocasião.

Morador da Vila Bernadete, no Barreiro, Edson Rosa, de 48 anos,  descreve seu cotidiano de catástrofes e cobra atenção da prefeitura à comunidade local. Ele mora na Rua Treze, ao lado de uma das nove residências que desabaram na Vila durante as chuvas de janeiro de 2020. O zelador conta que, na época, a Defesa Civil avaliou que seu imóvel, cercado de encostas íngremes, não corria risco de desabar. Mas ele não se sente seguro. “Aqui, ninguém dorme. Qualquer barulhinho, a gente acorda assustado. Começou a chover, a gente fica de sentinela e desce para a casa do meu irmão”, relata o trabalhador, que vive com a esposa e dois filhos em meio às ruínas provocadas pelos temporais do último verão.

Trio assalta motorista de aplicativo, mas acaba preso

  Trio assalta motorista de aplicativo, mas acaba preso Assaltantes usavam réplicas de arma e levaram dois celulares e o carro

Ele se queixa de que a PBH deixou os reparos dos estragos provocados pelas últimas enchentes na região pela metade. “Em um ano, eles só vieram aqui para tirar os entulhos das casas que caíram e chegaram a fazer uns furos para sondagem do terreno. Falaram que, depois disso, iam finalizar as obras. Mas, até hoje, nada. Está desse jeito aí que vocês estão vendo”, reclamou.Vizinho de Edson, o motorista de aplicativo Walace Marlom, de 28, diz que teve a residência condenada e, hoje, recebe bolsa aluguel no valor de R$ 500 da prefeitura. O jovem teme que a quantia, em breve, seja insuficiente para cobrir a locação, já que os aluguéis vêm sofrendo reajuste no lugarejo.

A falta de recursos para arcar com a moradia, aliás, foi o que trouxe a servidora Maria Antônia, de 51, de volta à sua antiga casa na Vila Bernadete, que fica bem próxima aos imóveis que ruíram. “Fiquei com medo e me mudei. Quando foi lá para outubro/novembro, voltei, pois vi que a prefeitura estava fazendo obras por aqui, e eu estava pagando aluguel do meu bolso. Só que eles começaram e pararam. Agora, estou com medo de novo. Quando chove, a gente fica de olho”, diz a funcionária pública.

Procurada pelo Estado de Minas, a Urbel informou que todas as famílias afetadas pelas chuvas na Vila Bernadete e que tiveram que deixar as residências foram prontamente atendidas e assistidas pelos programas Bolsa Moradia e Auxílio Pecuniário.

O órgão também afirmou que realizou a limpeza do local, com remoção dos entulhos e escombros. Além disso, teria implantado na região drenagem pluvial paliativa e provisória para evitar o escoamento da água ao longo da encosta atingida pelas chuvas e, assim, mitigar a degradação dos terrenos. Outra providência informada foi a instalação de um anteparo na base do aclive para reter os sedimentos, evitando que os eles escoem e comprometam a via.

Menino de 7 anos é rendido e baleado durante confronto no Rio

  Menino de 7 anos é rendido e baleado durante confronto no Rio PM afirmou que a região passa por uma disputa entre quadrilhas de criminosos rivais desde a semana passada e que o policiamento foi reforçado . Baleada. Uma mulher de 18 anos morreu atingida por uma bala perdida na favela Cebolô, no bairro Arsenal, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, na manhã de segunda-feira, 11. Segundo a PM, Andressa Barbosa Vianna voltava de um baile funk, a pé, enquanto policiais do 7º Batalhão (São Gonçalo) faziam ronda pela região. Criminosos passaram de moto e atiraram contra os policiais. Um dos disparos teria atingido Andressa.

A PBH argumentou, por fim, que a intervenção de estabilização da encosta ao longo da Vila Bernadete demanda por obras de grande porte e de alta complexidade. ”Os projetos e estudos já realizados indicam a instauração de uma área verde com replantio para evitar a reocupação da área, que se mostrou bastante instável. Essa definição deve sair num prazo entre 60 e 90 dias, para que, ao final do período chuvoso, seja possível iniciar as ações necessárias”, diz a nota enviada à reportagem.

Questionado sobre as ações planejadas para garantir a segurança dos moradores de áreas de instabilidade neste período chuvoso, o município citou a realização de 80 obras de pequeno e médio porte de mitigação de risco geológico em toda a cidade de abril de 2020 até o momento. Outra providência mencionada foi a intensificação da emissão de alertas e do trabalho de conscientização dos moradores de pontos de risco geológico e de inundação.

Semana começa com pancadas de chuva

Larissa Ricci

As chuvas continuam! A Defesa Civil de Belo Horizonte emitiu um novo alerta para a possibilidade de chuva (30 a 50 mm) com raios e rajadas de vento em torno de 50 km/h. O alerta é válido até 8h de hoje. A previsão é céu nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas para esta segunda-feira. As temperaturas devem permanecer estáveis com a máxima de 28ºC e a mínima 19°C.  A tendência é que a possibilidade de chuvas diminua até terça-feira, mas que volte a intensificar na quarta-feira.

A cidade de Belo Horizonte registrou em oito dias do mês janeiro de 2021 um acumulado de precipitação de 194,2 mm, a média climatológica para janeiro é de 329,1 mm, portanto, já choveu 59% do esperado para o mês. Vale ressaltar que a estação de referência, tanto para a climatologia mensal quanto para o percentual acumulado, é a estação climatológica principal situada no Bairro Santo Agostinho, na Região Centro-Sul.

A previsão para outras regiões de minas não é muito diferente. Hoje, o céu deve ficar nublado a encoberto com pancadas de chuva e trovoadas isoladas no Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba, Oeste e Sul/Sudoeste. No Noroeste, Central Mineira e Metropolitana, o dia deve ser nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas. Demais regiões, parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas. As temperaturas devem ter um pequeno declínio: a máxima deve ser 35ºC e a mínima 14°C.

Para amanhã, a previsão é de céu parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas no Noroeste, Central Mineira, Oeste e Sul/Sudoeste. Demais regiões céu parcialmente nublado. "Haverá uma redução da possibilidade de chuva em todo o estado, incluindo a região metropolitana. Mas isso dura pouco", apontou a meteorologista do Inmet Anete Fernandes. Isso porque já na quarta-feira persiste a instabilidade, com chuvas frequentes, e pancadas no fim de tarde.

Ela explica que este ano deve ocorrer o "veranico" – um fenômeno meteorológico comum nas regiões meridionais do Brasil. Consiste em um período de estiagem, acompanhado por calor intenso, forte insolação e baixa umidade relativa em plena estação chuvosa ou em pleno inverno. "Sendo assim, pode chover acima da média. Mas não deve ocorrer como no ano passado em Belo Horizonte", acrescentou.

Fogo e enchentes podem ter formado manchas de fertilidade da Amazônia .
Processos naturais, em vez da ação humana, seriam os responsáveis pelo surgimento da chamada terra preta amazônicaA presença de artefatos pré-colombianos e sinais de domesticação de plantas descobertos no solo fértil amazônico, comumente chamado de terra preta da Amazônia, significava que práticas agrícolas (incluindo queimadas controladas) dos povos indígenas aumentavam os nutrientes do solo.

usr: 4
Isto é interessante!