Brasil: Marinho: texto da reforma da Previdência é ‘bem diferente’ de minuta vazada - PressFrom - Brasil

BrasilMarinho: texto da reforma da Previdência é ‘bem diferente’ de minuta vazada

21:22  12 fevereiro  2019
21:22  12 fevereiro  2019 Fonte:   poder360.com.br

Casa Civil decidirá se prioridade será Previdência ou pacote anticrime

Casa Civil decidirá se prioridade será Previdência ou pacote anticrime Casa Civil decidirá se prioridade será Previdência ou pacote anticrime O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, disse nesta sexta-feira (8) que a Casa Civil será responsável por decidir se o pacote anticrime do Ministério da Justiça será enviado ao Congresso Nacional em meio à discussão da reforma da Previdência. Líderes de partidos que podem se alinhar ao Palácio do Planalto questionam qual será a prioridade do governo Jair Bolsonaro se o pacote do ministro da Justiça, Sergio Moro, tramitar com a proposta de reforma da Previdência.

Marinho: texto da reforma da Previdência é ‘bem diferente’ de minuta vazada© Pedro França De acordo com o secretário Rogério Marinho, o texto da reforma da Previdência será apresentado ao presidente Jair Bolsonaro assim que o militar tiver alta

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, afirmou que o texto-base da reforma da Previdência está pronto e está “bem diferente, bastante diferente” da minuta vazada à imprensa na semana passada.

Segundo Marinho, 1 único projeto será a apresentado ao presidente Jair Bolsonaro com alguns pontos “para que ele possa tomar sua posição”, mas não quis detalhar quais serão aos jornalistas ao deixar o prédio do Ministério da Economia onde se reuniu com o titular da pasta, Paulo Guedes, na manhã desta 3ª feira (12.fev.2019) para apresentar a proposta final da reforma.

Saiba o caminho da proposta de reforma da Previdência até a assinatura de Bolsonaro

Saiba o caminho da proposta de reforma da Previdência até a assinatura de Bolsonaro Saiba o caminho da proposta de reforma da Previdência até a assinatura de Bolsonaro

Em outras ocasiões, porém, o ministro da Economia já afirmou que a definição da idade mínima –se será igual para homens e mulheres– e o tempo de transição estão entre as variáveis a serem decididas pelo capitão reformado do Exército.

Sobre a data para avaliação do projeto, Marinho afirmou que vão “aguardar a convalescença do presidente para que ele possa opinar sobre o texto em definitivo que será enviado ao Congresso Nacional”. Há expectativa de que o militar reformado retorne a Brasília entre 4ª feira (13.fev) e 5ª feira (14.fev). “Estamos esperando que ele nos convoque”, explicou.

A respeito de quando o projeto será apresentado à sociedade, o secretário afirmou que será “o mais rápido possível”, mas que a decisão caberá ao presidente. Na semana passada, Marinho afirmou que o texto poderia ser encaminhado ao Congresso dia 19 ou 20 ou “até o fim de fevereiro”.

O secretário afirmou que o projeto já contempla considerações de outros ministérios, como Casa Civil e Agricultura, bem como as demais secretarias do Ministério da Economia.

Servidores já se articulam para questionar a proposta de reforma da Previdência.
Servidores já se articulam para questionar a proposta de reforma da Previdência . Representantes de servidores públicos, especialmente os ligados ao Judiciário, já se articulam para questionar pontos da prop entregue pelo governo de Jair Bolsonaro ao Congresso.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 0
Isto é interessante!