Brasil Justiça aceita denúncia contra técnica de enfermagem por falsa vacinação

15:22  23 fevereiro  2021
15:22  23 fevereiro  2021 Fonte:   poder360.com.br

Vereador denuncia falta de condições para vacinação em BH

  Vereador denuncia falta de condições para vacinação em BH Wilsinho da Tabu (PP) diz que denunciará à Comissão de Saúde as longas filas e falta de postos para atender idosos de 86 a 88 anos na capital mineira Filas, poucos pontos de vacinação contra o novo coronavírus e falta de acessibilidade detectados em alguns centros de saúde de Belo Horizonte serão alvo de denúncia do vereador Wilsinho da Tabu (PP) à Comissão de Saúde da Câmara Municipal.

O TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) aceitou a denúncia do MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) contra a técnica de enfermagem Rozemary Gomes Pita, acusada de simular a vacinação contra a covid-19 em um idoso. A mulher de 42 anos agora é ré por peculato, por ter se apropriado de um bem público, e por crime contra a saúde pública.

Rozemary Gomes Pita se tornou ré na Justiça do Rio de Janeiro, mas vai esperar seu julgamento em liberdade por não representar risco para a ordem pública © Tânia Rêgo/Agência Brasil Rozemary Gomes Pita se tornou ré na Justiça do Rio de Janeiro, mas vai esperar seu julgamento em liberdade por não representar risco para a ordem pública

Na denúncia, o MP-RJ também pediu a prisão preventiva de Rozemary. A Justiça, no entanto, entendeu que não há necessidade da medida já que a mulher foi demitida da Prefeitura de Niterói e não pode mais participar de campanhas de vacinação. Assim, não existem “riscos para a ordem pública“.

Capitais paralisam vacinação contra covid-19; prefeitos cobram do governo

  Capitais paralisam vacinação contra covid-19; prefeitos cobram do governo Falta vacina em 4 capitais. Vacinação suspensa em duas. Prefeitos aguardam novas dosesNa 2ª feira (15.fev), o prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), utilizou a sua conta no Twitter para informar que a vacinação na cidade seria suspensa nesta 4ª (17.fev) por falta de doses. Ele afirmou que esperava um novo carregamento do imunizante. “Só precisamos que a vacina chegue. Nova leva deve chegar do Butantan na próxima semana”.

Se for condenada, a profissional de saúde pode ser presa por até 13 anos e 4 meses. Até seu julgamento, ela ficará em liberdade, mas precisará comparecer à Corte uma vez por mês e não poderá sair do Estado por mais de 15 dias sem autorização da Justiça.

Receba a newsletter do Poder360

As medidas cautelares, segundo a decisão, são necessárias pela gravidade dos crimes pelos quais Rozemary é acusada. “Os fatos narrados na denúncia são graves, sobretudo porque, em tese, praticados por uma profissional de saúde, durante pandemia que se abate sobre o país e o mundo e contra idoso de 90 anos de idade“.

O CASO

A falsa vacinação aconteceu em 12 de fevereiro, em Niterói. A técnica de enfermagem fingiu aplicar a vacina contra a covid-19 em um idoso de 90 anos. Como um parente do idoso estava filmando, a fraude foi descoberta e denunciada às autoridades.

Brasil consegue vacinar 60 milhões por mês contra covid-19; só falta a vacina, diz fundador da Anvisa

  Brasil consegue vacinar 60 milhões por mês contra covid-19; só falta a vacina, diz fundador da Anvisa Segundo Gonzalo Vecina Neto, país poderia concluir imunização contra covid-19 neste semestre, se governo federal tivesse negociado com antecedência compra de vacinas, como fez o Chile. Cinco capitais suspenderam vacinação por falta de doses.Segundo o médico sanitarista Gonzalo Vecina Neto, professor da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), se o Brasil tivesse negociado e comprado mais doses antecipadamente, teria estrutura para concluir a vacinação de toda a população brasileira com mais de 18 anos até o meio do ano.

Na investigação policial que se seguiu, a dose da vacina e a seringa que deveriam ter sido utilizadas no idoso não foram encontradas. Para o MP-RJ, há provas suficientes para provar que os crimes foram intencionais e representam risco para a saúde pública, por terem sido praticados durante uma pandemia.

Rozemary enfrenta ainda um processo por negligência, imperícia ou imprudência e irregular conduta ética no Coren-RJ (Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro). Caso seja considerada culpada no procedimento interno, seu registro de enfermagem pode ser cassado.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio investiga ainda outro caso de falsa vacinação. O caso teria ocorrido em Copacabana, quando uma idosa de 85 anos foi enganada por uma técnica de enfermagem. A profissional foi afastada na última 5ª feira (18.fev.2021) e o caso segue em investigação na Polícia Civil.

RJ: Polícia indicia técnica de enfermagem que aplicou ‘vacina de vento’

  RJ: Polícia indicia técnica de enfermagem que aplicou ‘vacina de vento’ RJ: Polícia indicia técnica de enfermagem que aplicou ‘vacina de vento’O crime de peculato é definido como aquele em que o funcionário público se apropria de “dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio.

FALSA VACINAÇÃO

Diversas imagens registraram falsa aplicação da vacinação em idosos contra covid-19. O Poder360 compilou vídeos que mostram profissionais de saúde aplicando o imunizante, mas sem o conteúdo na seringa ou sem “empurrar” para aplicar a dose da vacina contra o coronavírus.

Em um dos casos, o familiar de uma idosa grava a cena e afirma que a seringa estava vazia. O profissional de saúde retorna e aplica o imunizante. A idosa diz que não iria prestar queixa contra quem aplicou porque precisava se “recuperar” e disse que “com isso não se brinca”.

Assista ao compilado (2min31seg):

Servidores do Hemominas de BH protestam por vacinas contra a COVID-19 .
Funcionários do hemocentro da capital, que paralisaram atividades por uma hora nesta terça-feira (02/3), denunciam terem ficado de fora dos planos de vacinação contra a COVID-19 A manifestação ocorreu entre as 10h e 11h na porta do laboratório, localizado no Bairro Santa Efigênia, região Central da capital. Servidores do Hemominas de BH protestam por vacinas contra a COVID-19Segundo os manifestantes, o HBH é o único hemocentro da rede estadual que não vacinou seus trabalhadoreshttps://t.co/mjVmIBEyeM pic.twitter.

usr: 2
Isto é interessante!