Brasil COVID-19: profissionais da educação serão vacinados em Coronel Fabriciano

08:59  05 março  2021
08:59  05 março  2021 Fonte:   em.com.br

PEC do auxílio recebe enxurrada de críticas e votação deve ser adiada

  PEC do auxílio recebe enxurrada de críticas e votação deve ser adiada Lideranças cobram a apresentação de um novo parecer mais enxuto sem os itens mais polêmicos, como o fim dos pisos de gastos com saúde e educação foi "sepultado" antes mesmo da apresentação do relatório oficial pelo senador Marcio Bittar (MDB-AC). Mesmo assim, o relator protocolou o parecer com o dispositivo nesta terça-feira, 23. © Alex Silva/Estadão Outras duas parcelas pelo menos estão previstas.

A partir da próxima segunda-feira (8/3), os profissionais da educação que tenham mais de 50 anos de idade, e que estejam lotados nas escolas de Coronel Fabriciano, serão vacinados contra a COVID-19. O anúncio foi feito pelo prefeito de Coronel Fabriciano, o médico Marcos Vinicius da Silva Bizarro (PSDB), conhecido no meio político com "Dr. Marcos Vinícius", aos dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Coronel Fabriciano (Sintimcelf).

O prefeito de Coronel Fabriciano, Dr. Marcos Vinicius, se reuniu com o Sintmcel na noite da última quarta-feira (03/2) e acertou os detalhes da vacinação dos profissionais da educação © Divulgação PMC O prefeito de Coronel Fabriciano, Dr. Marcos Vinicius, se reuniu com o Sintmcel na noite da última quarta-feira (03/2) e acertou os detalhes da vacinação dos profissionais da educação

Rio retoma vacinação contra a covid-19 nesta quinta-feira

  Rio retoma vacinação contra a covid-19 nesta quinta-feira A imunização estava suspensa por falta de imunizantes; a prioridade será de idosos com 82 anos pic.twitter.

A imunização será feita nas escolas da rede pública e privada, com agendamento feito pela Secretaria de Governança da Saúde. Também serão vacinados profissionais com comorbidades pré-existentes, como    e hipertensão, abaixo desta faixa etária.   Além dos professores, serão vacinados vigilantes, auxiliares de serviços gerais, cantineiras, administrativos, entre outros que estão em atividade dentro das escolas e se encaixam nesses critérios.     O prefeito de Coronel Fabriciano, Marcos Vinicius da Silva Bizarro (PSDB), justificou a inclusão dos profissionais da educação como grupo prioritário para receber as doses, alegando que o município quer garantir a segurança de toda a comunidade escolar, e que essa é uma preocupação constante e imprescindível para a retomada das aulas presenciais.    "A priorização desta categoria se deve pelo contato com maior número de pessoas, levando em conta também os critérios de idade e comorbidades. Com isso, protegemos os profissionais e também nossos alunos e seus familiares”, disse.   Para garantir o máximo de transparência, a prefeitura mapeou os profissionais que enquadram nestes critérios com base no cadastro que está disponível no site institucional (www.fabriciano.mg.gov.br) e no banco de dados das Secretarias de Governança da Educação e da Saúde.    Segundo o prefeito, parte do lote de vacinas recebido esta semana (com 1.420 doses) será direcionado para a vacinação dos profissionais da educação.    “Infelizmente, as doses que chegam aos municípios não são suficientes para vacinar todos de uma só vez. Por isso, vamos dá prioridade para os grupos de risco, como idade e comorbidade, o que significa proteger mais 26% desta categoria. Mas a nossa expectativa é chegar a 100% dos profissionais da educação até o final de março”, afirmou.

O que é o coronavírus

Vacinação avança mais rápido para trabalhadores da saúde e idosos asilados

  Vacinação avança mais rápido para trabalhadores da saúde e idosos asilados Presidiários recebem menos vacinasA campanha nacional do Ministério da Saúde prioriza num primeiro momento 27 grupos, como trabalhadores da saúde, idosos, portadores de comorbidades, indígenas e membros das Forças Armadas. Essas categorias foram definidas com o objetivo de, segundo a pasta, garantir a “preservação do funcionamento dos serviços de saúde, a proteção dos indivíduos com maior risco de desenvolvimento de formas graves e mortes por covid-19, a proteção dos indivíduos com maior risco de infecção e a preservação do funcionamento dos serviços essenciais”.

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Opinião: Que venha o passaporte da vacinação na UE!

  Opinião: Que venha o passaporte da vacinação na UE! Por que não seguir exemplo de Israel, permitindo que vacinados retornem à vida normal? Europeus tropeçam na própria teia de complexidades e debates e fracassam numa questão simples, opina Bernd Riegert. © Fleig/Eibner-Pressefoto/picture alliance Carteirinha de vacinação pode ser substituída por passaporte eletrônico Se tem algo que a pandemia nos ensinou é que é preciso agir de forma rápida e determinada. É necessário ser mais rápido que o vírus e tomar as decisões certas antes da próxima onda.

Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus.

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Com longa espera e congestionamento, SP inicia vacinação de idosos entre 80 e 84 anos

  Com longa espera e congestionamento, SP inicia vacinação de idosos entre 80 e 84 anos Em média, os carros demoravam quase 3 horas para chegar no ponto de vacinação; idosos que se dirigiram ao posto a pé não foram imunizadosAlguns motoristas relataram discussões e tentativas de furar a fila entre os mais exaltados. Idosos que se dirigiram ao posto a pé não foram vacinados (o atendimento foi apenas drive thru ). “Moro perto e vim caminhando. Só agora soube que não posso ser vacinado sem carro neste posto”, disse um idoso que preferiu não se identificar.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

  • Gráficos e mapas atualizados: entenda a situação agora

  • O que é o pico da pandemia e por que ele deve ser adiado
  • Veja onde estão concentrados os casos em BH
  • Coronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa

  • Animais de estimação no ambiente doméstico precisam de atenção especial

  • Coronavírus x gripe espanhola em BH: erros (e soluções) são os mesmos de 100 anos atrás

Coronavírus: Brasil vacinou 7,9 milhões de pessoas com 1ª dose .
Representa 3,7% da população. 2ª dose: 2,6 milhões de injeções. Em uso: CoronaVac e AstraZenacaO número de vacinados com a 1ª dose no país representa 3,7% da população brasileira. Os vacinados com as duas doses são 1,2%. Os dados são do CoronavirusBot, que compila dados das secretarias estaduais de saúde.

usr: 1
Isto é interessante!