Brasil Governo quebra cláusula de confidencialidade e divulga contrato com a Pfizer

14:41  08 abril  2021
14:41  08 abril  2021 Fonte:   poder360.com.br

Fluminense recua na contratação de Matheus Babi, do Botafogo; Athletico tem 'caminho livre'

  Fluminense recua na contratação de Matheus Babi, do Botafogo; Athletico tem 'caminho livre' Após recusa do Alvinegro por troca de jogadores com o Tricolor, equipe rival fica sem recursos para prosseguir com a negociação e sai de 'queda de braço' com o FuracãoMatheus Babi e Serra Macaense, dono dos direitos federativos do jogador, haviam gostado da proposta das duas equipes. O Fluminense, contudo, não conseguiu um acordo com o Botafogo: o Tricolor ofereceu uma lista de jogadores, o Alvinegro se interessou por Yuri e Frazan, mas a repercussão negativa nas redes pesou para um recuo.

O governo federal quebrou cláusula de confidencialidade com a farmacêutica norte-americana Pfizer ao publicar na internet o contrato assinado com a empresa para a compra de vacinas contra a covid-19. O documento (íntegra – 931 KB) foi disponibilizado no site oficial do Ministério da Saúde e ficou no ar por pelo menos 10 dias. Já não está mais acessível.

Frascos com vacina contra covid-19 desenvolvida pela Pfizer em parceria com a BioNTech © Marco Verch (via Flickr) Frascos com vacina contra covid-19 desenvolvida pela Pfizer em parceria com a BioNTech

O acordo de compra de 100 milhões de doses do imunizante determina que “informações confidenciais”, como cronograma de entregas e valores das doses, não poderiam ser publicados pelos próximos 10 anos. No documento, é possível ver o valor de US$ 10 por dose, totalizando US$ 1 bilhão.

Por trás do sucesso da vacina Pfizer/BioNTech, uma série de apostas arriscadas

  Por trás do sucesso da vacina Pfizer/BioNTech, uma série de apostas arriscadas Desenvolvida com celeridade, excepcionalmente eficaz contra a covid-19 e produzida em larga escala, a vacina Pfizer/BioNTech representa uma história de sucesso, graças a uma mistura de sorte e decisões criteriosas, o que evitou que os criadores enfrentassem polêmicas, apesar de uma busca desenfreada de rentabilidade. A aposta ousada já parece uma vitória e provocou o esquecimento das polêmicas que surgiram, em um contexto de suspeita de busca implacável por lucros e rentabilidade.

Receba a newsletter do Poder360

O contrato permite que a Pfizer rescinda o acordo caso haja descumprimento das regras. Se a rescisão ocorrer por justa causa, o governo brasileiro precisaria pagar pelas doses sem receber a vacina. As regras ainda indicam que a empresa poderia rescindir o contrato “imediatamente” se violações não fossem sanadas no prazo de 30 dias.

Procurada pelo Poder360, a Pfizer não se manifestou até a publicação desta reportagem. O Ministério da Saúde também não respondeu por que publicou o documento em seu site oficial.

A vacina da Pfizer já tem o registro definitivo da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para uso no Brasil. Tem mais de 90% de eficácia contra a covid-19.

Universal divulga detalhes de sua nova montanha-russa; veja fotos

  Universal divulga detalhes de sua nova montanha-russa; veja fotos Universal divulga detalhes de sua nova montanha-russa; veja fotos - Assine nossa newsletter com dicas semanas de turismo e ganhe um e-book exclusivo com dicas de viagem. A montanha-russa foi concebida e projetada pela equipe da Universal Creative, em parceria com cineastas renomados da Universal Pictures e da Amblin Entertainment. A VelociCoaster irá transportar os visitantes para um ambiente dinâmico inspirado nos filmes de Jurassic World, com a presença de alguns personagens do filme.

A entrega das doses deve ser realizada até o fim do ano. A Pfizer deve entregar 13,5 milhões de doses até junho. As outras 86,5 milhões de doses estão previstas para serem entregues até o fim de setembro.

Atualmente, o Brasil aplica na população as vacinas da CoronaVac, que tem autorização para uso emergencial, e a da AstraZeneca/Oxford, que conta com o registro oficial concedido pela Anvisa. A vacina da Pfizer é aplicada em duas doses, assim como as outras vacinas já utilizadas no PNI (Programa Nacional de Imunização).

Vacina da Pfizer contra Covid-19 foi eficaz em teste com adolescentes, dizem empresas .
Vacina da Pfizer contra Covid-19 foi eficaz em teste com adolescentes, dizem empresasCHICAGO (Reuters) - A Pfizer e a BioNTech disseram nesta quarta-feira que sua vacina contra Covid-19 foi eficaz e segura e produziu uma reação de anticorpos robusta em adolescentes de 12 a 15 anos, o que abre caminho para as empresas solicitarem uma autorização de uso emergencial nos Estados Unidos dentro de semanas.

usr: 0
Isto é interessante!