Brasil ‘Meu filhinho deve ter sofrido muito’, diz pai do menino Henry

15:45  08 abril  2021
15:45  08 abril  2021 Fonte:   istoe.com.br

EXCLUSIVO: Gabriel Menino fala sobre temporada, futuro e pressão de ser um dos melhores do Palmeiras

  EXCLUSIVO: Gabriel Menino fala sobre temporada, futuro e pressão de ser um dos melhores do Palmeiras Titular e fundamental nas conquistas do Verdão no primeiro ano como profissional, o meia contou sua trajetória ao NOSSO PALESTRA/LANCE!>> Sorteio dos grupos da Libertadores rende memes na web; Corinthians e Flu foram os principais alvos

O engenheiro Leniel Borel de Almeida, pai de Henry Borel, comentou sobre a prisão da ex-mulher, Monique Medeiros, e do namorado dela, o vereador Dr. Jairinho. Ele chegou a dizer que estava passando mal após saber da notícia. As informações são do G1.

“Esta infeliz matou meu filho. Meu filhinho deve ter sofrido muito”, disse Leniel para o repórter Carlos De Lannoy, da TV Globo. Antes da prisão do casal, Leniel postou uma homenagem ao filho, que morreu no último dia 8 de março.

“Henry, 30 dias desde que te dei o último abraço. Nunca vou esquecer de cada minuto do nosso último final de semana juntos. Deixar você bem, cheio de vida, com todos os sonhos e vontades de uma criança inocente. Desculpe o papai por não ter feito mais, lutado mais e protegido você muito mais”, diz trecho da postagem.

Kyra Gracie lamenta morte do menino Henry e alerta para relacionamentos abusivos

  Kyra Gracie lamenta morte do menino Henry e alerta para relacionamentos abusivos Kyra Gracie se emocionou ao recordar a morte do menino Henry, há 1 mês, nesta quinta-feira (8), quando foram presos sua mãe e seu padrasto, acusados pelo crime. 'Não tem como não sofrer', afirmou a lutadora, alertando sobre riscos de relacionamentos abusivos"Queria desabafar sobre esse caso do Henry. Essa família mora o bairro onde moro aqui no Rio de Janeiro (Barra da Tijuca, Zona Oeste). Recebo (a notícia) com muita tristeza e imagino a dor desse pai.

Monique e o namorado, o vereador Dr. Jairinho, foram presos nesta quinta-feira (8) após terem a prisão temporária de 30 dias decretada. De acordo com a polícia, os dois teria tentado atrapalhar as investigações da morte da criança. Os investigadores da 16ª DP (Barra da Tijuca) afirmam ainda que o garoto foi assassinado.

Conforme as investigações, o vereador teria praticado pelo menos uma sessão de tortura contra Henry semanas antes da morte da criança. Ainda conforme os investigadores, a mãe de Henry sabia das agressões. Jairinho teria se trancado no quarto para bater no menino no último dia 12 de fevereiro.

A polícia ouviu ao menos 18 testemunhas desde o dia 8 de março e reuniu provas técnicas que descartam a hipótese de acidente, que foi levantada pela própria mãe de Henry. As investigações apontam ainda que o casal apagou conversas em seus celulares após o início das investigações, e suspeita que eles tenham trocado de aparelho.

Pai de Henry Borel se manifesta após prisão da mãe e Dr. Jairinho

  Pai de Henry Borel se manifesta após prisão da mãe e Dr. Jairinho Leniel Borel, pai de Henry Borel se pronunciou pela 1ª vez após a prisão de Monique Medeiros, mãe da criança, e do vereador Dr. JairinhoMensagens entre babá e mãe de Henry revelam série de agressões

Conforme o G1, a perícia do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) usou um software israelense, o Cellebrite Premium, para recuperar o conteúdo.

Relembre o caso

Henry passou o final de semana do último dia 7 de março com o pai Leniel Borel de Almeida e voltou para casa da mãe por volta das 19h30. Monique relatou que a criança vomitou ao chegar no local, mas não estranhou o estado, por tratar como algo normal quando o filho chorava muito.

De acordo com a mãe, na madrugada do dia 8, ela e Jairinho estavam em um quarto assistindo televisão, enquanto o filho dormia no quarto do casal. No depoimento de Dr. Jairinho e Monique, ambos confirmaram que após, segundo eles, o menino apresentar uma queda de temperatura e dificuldade para respirar, o levaram para o hospital.

No entanto, as três médicas pediátricas que atenderam Henry no Hospital Barra D’Or, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, disseram que a criança já chegou morta ao centro médico. O laudo da necropsia apontou que Henry foi vítima de uma hemorragia interna e laceração hepática, além de lesões como equimoses, hematomas, edemas e contusões pelo corpo.

Filhos de ex-namoradas de Dr. Jairinho relatam maus-tratos .
Filhos de ex-namoradas do vereador Dr. Jairinho, suspeito de envolvimento na morte de Henry Borel Medeiros, relataram à polícia episódios de violência.Hoje com treze anos, uma garota prestou depoimento na Delegacia da Criança e do Adolescente e relatou ocorridos muito semelhantes ao caso de Henry.

usr: 1
Isto é interessante!