Brasil Preso em Jordânia líder de grupo especializado em pornografia infantil

22:51  16 abril  2021
22:51  16 abril  2021 Fonte:   em.com.br

Rei da Jordânia garante ao país que acabou a "sedição" depois de uma crise que abalou o país

  Rei da Jordânia garante ao país que acabou a O rei Abdullah II da Jordânia declarou nesta quarta-feira (7) que chegou ao fim "a sedição" supostamente liderada por seu meio-irmão, o príncipe Hamza, que se encontra "sob sua proteção", no Palácio Real. Alguns postaram fotos de Hamza nas redes sociais na segunda-feira, parabenizando-o, enquanto outros prestaram homenagem ao rei Abdullah II e ao príncipe herdeiro Hussein. Para Ahmed Awad, que dirige o Centro Phenix de Estudos de Economia e Informática, “embora se tenha encontrado uma solução no seio da família real, a verdadeira crise política não acabou e vai continuar (...) enquanto não houver mais reformas democráticas".

Um homem de 25 anos, suspeito de pornografia infantil, foi preso pela Polícia Civil, na cidade de Jordânia, no Vale do Jequitinhonha, no nordeste do estado. Ele mantinha fotos pornográficas de crianças, assim como vídeos, que eram divulgados pelas redes sociais.

Segundo a polícia, o homem preso é apenas um dos integrantes de uma associação criminosa © Prefeitura de Jordânia/Divulgação Segundo a polícia, o homem preso é apenas um dos integrantes de uma associação criminosa

Segundo policiais, moradores da cidade mineira estariam entrando em contato com crianças de Brasília e solicitando imagens pornográficas às mesmas.

A denúncia partiu da Polícia Civil do Distrito Federal, que pediu ajuda à polícia mineira, em Jacinto. A partir daí, detectou-se que esse homem era o responsável pelo contato com as crianças e também seria o líder do grupo.

Levantados os endereços do suposto chefe do grupo, foi emitido, pela Justiça, um mandado de busca e apreensão. Os policiais apreenderam, com o autor, celulares e computadores. O objetivo, agora, para a polícia, é descobrir todos os integrantes da organização.

Processos contra ex-presidentes na América Latina, um desafio para a credibilidade da Justiça .
As investigações de presidentes e ex-presidentes, do México ao Brasil e Argentina, abrem um debate sobre a independência judicial, a impunidade e a perseguiçãoA recente anulação das condenações de Luiz Inácio Lula da Silva, no Brasil, é o exemplo mais recente de uma tendência que põe à prova ou, no pior dos casos, mina a credibilidade dos tribunais. Em toda a região, a premissa geral é o enraizamento da corrupção que por décadas tem convivido com as camadas de poder e corroído o sistema. E que solapou a confiança de sociedades que, cada vez mais divididas, acabam se entregando às suas convicções políticas, dando as costas ao Estado de direito.

usr: 0
Isto é interessante!