Brasil Araraquara tem alta de casos, mas segue 70% abaixo do pico pré-lockdown

21:55  06 maio  2021
21:55  06 maio  2021 Fonte:   poder360.com.br

O centro se move

  O centro se move O centro se move

A cidade de Araraquara (SP) registrou uma alta de casos de covid-19, mas o patamar ainda é 70% inferior ao pico observado na semana anterior ao lockdown adotado pelo município de 21 de fevereiro a 2 de março. Os dados foram divulgados pela prefeitura na 4ª feira (5.mai.2021). Eis a íntegra (2,5 MB).

Cidade do interior paulista entrou em lockdown por 10 dias © Reprodução/Prefeitura de Araraquara Cidade do interior paulista entrou em lockdown por 10 dias

De 25 de abril a 1º de maio de 2021, período equivalente à 17ª semana epidemiológica, foram 396 casos. São 57 a mais do que na semana anterior. O número, entretanto, ainda é 70% menor do que a alta de casos do ápice registrado no município nos 7 dias que antecederam ao lockdown. À época, de 14 a 20 de fevereiro, foram 1.327 diagnósticos, o maior patamar desde o início da pandemia.

Número de casos de Covid-19 fica próximo de recorde na Índia, enquanto mais um estado impõe lockdown

  Número de casos de Covid-19 fica próximo de recorde na Índia, enquanto mais um estado impõe lockdown Número de casos de Covid-19 fica próximo de recorde na Índia, enquanto mais um estado impõe lockdownNOVA DÉLHI (Reuters) - Os novos casos de coronavírus na Índia caíram um pouco neste domingo, mas 3.689 novas mortes por Covid-19 foram contabilizadas, um aumento recorde, enquanto mais um estado anunciou lockdown, já que o sistema de saúde do país tem se mostrado incapaz de lidar com o enorme número de infecções.

Receba a newsletter do Poder360

LOCKDOWN

A medida de restrição, que impediu o funcionamento de comércios e serviços, incluindo atividades consideradas essenciais, ficou em vigor por 10 dias. A prefeitura autorizou a circulação apenas para buscar atendimento médico, comprar medicamentos e embarcar ou desembarcar no terminal rodoviário. O decreto também permitiu serviços como transporte individual por aplicativos de transportes. Eis a íntegra (230 KB).

Com o lockdown, houve uma queda de casos por 6 semanas seguidas. De mais de 1.000 casos antes do lockdown, o município chegou a 398 casos de 28 de março a 3 de abril de 2021.

Depois de um mês do decreto, a queda foi de 57,5% no número de infectados e 39% nas mortes por covid-19.

Mapa da COVID-19 em BH mostra alta exposição em áreas mais pobres

  Mapa da COVID-19 em BH mostra alta exposição em áreas mais pobres Concentração de casos por quilômetro quadrado é maior nos bairros que abrigam mais pessoas com baixa renda, mesmo dentro de uma mesma regiãoÉ o que mostra um levantamento feito pela reportagem do Estado de Minas sobre os bairros contidos pelas maiores manchas de casos de COVID-19 de cada regional da capital mineira, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) de Belo Horizonte cruzados pela extensão territorial de cada bairro segundo a Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel).

Segundo o boletim mais recente do Comitê de Contingência do Coronavírus em Araraquara, publicado na 4ª feira (5.mai), a cidade do interior paulista tem 19.217 pessoas que testaram positivo para o novo coronavírus e 398 mortes pela covid-19. A ocupação dos leitos de UTI é de 90%.

Foram vacinadas 48.285 pessoas com a 1ª dose da vacina contra a doença. Com a 2ª dose, foram 29.023.  O número total de vacinados com ao menos uma dose do imunizante corresponde a 32,43% da população da cidade, segundo o Censo IBGE mais recente, que estima 238.339 habitantes.

  Araraquara tem alta de casos, mas segue 70% abaixo do pico pré-lockdown © Fornecido por Poder360

Apesar da queda de mortes, 13 Estados registram alta de infecções pela covid .
Com flexibilização do isolamento social e vacinação lenta, média elevada de novos casos preocupa especialistas; curva de diagnósticos tem ajudado a prever tendências da ocupação hospitalar. Em algumas regiões, como Pernambuco, taxa já é a maior da crise sanitáriaDados do consórcio de veículos de imprensa mostram que, ao contrário da tendência notada em relação aos óbitos pelo novo coronavírus, os casos têm crescido na última semana. A nova alta sucede o pico registrado no fim de março e início de abril, meses que bateram recorde de letalidade na pandemia e várias redes de saúde entraram em colapso.

usr: 2
Isto é interessante!