Brasil CDL/BH consegue autorização para funcionamento do comércio aos domingos

03:30  11 maio  2021
03:30  11 maio  2021 Fonte:   em.com.br

COVID-19: maio começa com alerta e incertezas

  COVID-19: maio começa com alerta e incertezas Depois de um mês com recorde de mortes e casos de COVID-19 em BH, queda da temperatura pode pressionar ainda mais o sistema de saúde por conta das virosesIsso porque as viroses sempre tendem a ser mais transmissíveis durante essas estações, portanto há ameaça de um novo sufocamento do sistema de saúde, que hoje permanece com seus leitos de UTI na zona crítica.

Associados da CDL/BH poderão abrir seus estabelecimentos aos domingos © Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press Associados da CDL/BH poderão abrir seus estabelecimentos aos domingos A Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) teve o pedido do mandado de segurança acolhido pela Justiça, permitindo o funcionamento do comércio de seus associados também aos domingos.

A decisão, disponibilizada nesta segunda-feira (10/5), é do juiz Maurício Leitão Linhares, da 1ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública Municipal.

O magistrado considerou a norma da prefeitura de limitar o funcionamento do comércio aos domingos ilegal e abusiva, já que, segundo ele, não está embasada em nenhuma outra lei ou decreto em vigor.

Pandemia impulsiona comércio eletrônico

  Pandemia impulsiona comércio eletrônico Estudo da ONU registra aumento exponencial das compras online no ano passado, com a imposição de lockdowns em muitos países para conter a covid-19. Setor faturou o equivalente a 30% do PIB mundial em 2019. © Imago Images/Cavan Images Estudo da ONU revela O comércio online viveu ume explosão em meio à pandemia de covid-19. No ano passado, o percentual das vendas online no comércio global aumentou de 16% para 19%. segundo um relatório da Conferência da ONU sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) divulgado nesta segunda-feira (03/05).

“Em primeiro lugar, merece registro o fato de que os decretos editados pela ilustre autoridade impetrada, visando ao combate ao surto do SARS-CoV-02, são, como já registrado em várias decisões neste juízo, ilegais e, portanto, abusivos, por não se embasarem em qualquer lei, municipal ou federal, que esteja em vigor, sendo que o decreto principal nesse conjunto de decretos abusivos é o de número 17.328/2020, que estabeleceu a possibilidade de suspensão de ALFs, mesmo não havendo qualquer lei a permita no ordenamento jurídico municipal, não sendo demais lembrar que também a Lei Federal n° 13.979/2020 não dá suporte a tal pretensão”, diz um trecho da decisão.

De acordo com a liminar, a Prefeitura de Belo Horizonte não poderá multar os associados da entidade que abrirem os seus estabelecimentos, que poderão funcionar sem restrição de dias e horários. É importante ressaltar que a decisão não abrange bares e restaurantes.

Kalil convoca coletiva: veja o que ainda não abriu as portas em BH

  Kalil convoca coletiva: veja o que ainda não abriu as portas em BH Prefeito Alexandre Kalil fará, nesta quinta-feira (6/5), balanço do enfrentamento da COVID na capital e pode anunciar menos restrições de algumas atividades

O magistrado reforça, ainda, que os protocolos de prevenção a COVID-19 continuam obrigatórios e devem ser cumpridos pelos estabelecimentos comerciais, sob pena de serem aplicadas as penalidades legais.  “A gente gostaria que essa decisão não precisasse ser tomada pelo Judiciário. Porém, a CDL/BH tentou todas as formas de diálogo com a prefeitura e sequer tivemos resposta. Ontem, Dia das Mães, vimos o comércio, bares, restaurantes, funcionando em todas as cidades do entorno da capital”, disse o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva.

Segundo ele, por uma decisão equivocada da prefeitura, em BH, os comerciantes foram proibidos de funcionar.

“Já são de conhecimento público, estudos e pesquisas que indicam que é muito mais perigoso o contágio em reuniões familiares do que em estabelecimentos que estão respeitando todos os protocolos. Ontem, com a decisão da prefeitura de proibir o funcionamento em Belo Horizonte, nós vimos o deslocamento de milhares de pessoas para as cidades vizinhas. Esperamos que a prefeitura não recorra e respeite a decisão do judiciário”, finalizou.

A decisão não é definitiva e pode ser objeto de recurso.

Procurada pela reportagem, a prefeitura afirmou que ainda não foi intimada da decisão.  *Estagiária sob supervisão do editor Álvaro Duarte

CDL/BH vai recorrer da decisão da Justiça sobre funcionamento do comércio .
TJMG suspendeu a liminar que autorizava a abertura das lojas filiadas à entidade aos domingos, em Belo Horizonte A Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) vai recorrer da decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que suspendeu a decisão proferida pelo Juiz da 1ª Vara dos Feitos da Fazenda Municipal, que permitia a abertura do comércio aos domingos para os estabelecimentos comerciais associados à entidade.

usr: 6
Isto é interessante!