Brasil Ao falar de tratativas com Pfizer, Bolsonaro defende responsabilidade em compra de vacina

04:20  15 maio  2021
04:20  15 maio  2021 Fonte:   reuters.com

Mais 629.000 doses da vacina da Pfizer chegam ao Brasil nesta 4ª feira

  Mais 629.000 doses da vacina da Pfizer chegam ao Brasil nesta 4ª feira Lote chega em Campinas (SP). Receberá as doses semanalmente. Sempre às quartas-feirasO 1º lote de um milhão de doses, que chegou ao Brasil na semana passada, veio da Bélgica. Ainda no 1º semestre, serão 15,5 milhões. No 2º semestre=serão mais 85,5 milhões.

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro defendeu nesta sexta-feira que é preciso ter responsabilidade com a eventual compra de uma vacina "ainda desconhecida" ao falar com apoiadores sobre as negociações para a compra do imunizante contra Covid-19 da Pfizer um dia após o depoimento do ex-presidente da companhia no Brasil Carlos Murillo à CPI da Covid.

Presidente Jair Bolsonaro © Reuters/UESLEI MARCELINO Presidente Jair Bolsonaro

"Tem que ter responsabilidade com uma vacina ainda desconhecida. Tinha ainda governador e prefeito que achava que tinha que ser obrigatória", disse ele, em gravação pelas redes sociais.

Como será o armazenamento das vacinas da Pfizer em Minas

  Como será o armazenamento das vacinas da Pfizer em Minas Imunizantes chegaram ao estado na segunda-feira (3/5). Equipamentos em BH têm capacidade para armazenar até 200 mil doses em ultra-baixa temperaturaA SES explica que a Central Estadual da Rede de Frio de Minas Gerais, que fica no Bairro Itaipu, Região do Barreiro, em Belo Horizonte, passou a contar com dois ultrafreezers. Os equipamentos custaram cerca de R$ 80 mil e têm capacidade de refrigeração de -80°C e -56°C. Cada um deles pode armazenar 100 mil doses da vacina.

Apesar de Bolsonaro defender cautela na compra da Pfizer, o governo brasileiro firmou no ano passado contrato para a compra de vacinas da Oxford-AstraZeneca, ainda em desenvolvimento, muito antes de o imunizante ter autorização para uso no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Em seu depoimento á CPI, Murillo disse que a primeira oferta de vacinas ao Brasil ocorreu em agosto do ano passado, mas o país só acertou a compra do primeiro contrato, de 100 milhões de doses do imunizante da Pfizer, em março deste ano. Nesta sexta-feira, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou a assinatura de um novo contrato, para outras 100 milhões de doses.

GARIMPO

A apoiadores, Bolsonaro disse que não considera ser justo criminalizar garimpeiros no Brasil.

"Não é porque meu pai garimpou por um tempo, estou defendendo a memória dele, não tem nada a ver. No Brasil é muito bacana o pessoal de paletó e gravata dar palpite em tudo o que acontece no campo", afirmou.

O presidente também fez críticas aos europeus pelo que esperam dos indígenas em seu governo.

"A gente quer deixar eles plantarem à vontade. Sabia que o índio é discriminado, né? Eles estão plantando e a Europa não aceita o produto deles porque interessa ficar como qualquer coisa, menos um ser humano", disse.

(Reportagem de Ricardo Brito)

10 elogios de Bolsonaro a Pazuello, que presta depoimento mais aguardado na CPI da Covid .
Ex-ministro da Saúde fala aos senadores nesta quarta após ganhar na Justiça o direito a não responder questões que possam incriminá-lo.Pazuello é a testemunha mais aguardada para ser ouvida pela Comissão Parlamentar de Inquérito, que analisa possíveis omissões de autoridades no combate à pandemia.

usr: 3
Isto é interessante!