Brasil Humorista viraliza no Instagram com vídeo sobre vacinas da “Pifaizer”

10:51  11 junho  2021
10:51  11 junho  2021 Fonte:   pipocamoderna.com.br

Justiça encerra ação por corrupção de menores contra Felipe Neto

  Justiça encerra ação por corrupção de menores contra Felipe Neto Justiça encerra ação por corrupção de menores contra Felipe NetoLEIA TAMBÉM: Paulo Betti detona Regina Duarte: “Ser amargurado”

  Humorista viraliza no Instagram com vídeo sobre vacinas da “Pifaizer” © Instagram/Esse Menino O humorista mineiro Esse Menino viralizou nas redes sociais nas últimas 24 horas com um esquete sobre os 57 e-mails da Pfizer ignorados pelo governo Bolsonaro.

Tudo começou na noite de quarta (9/6), quando alguns artistas repostaram o vídeo. Em um dia, a página do Instagram do humorista saltou de 40 mil seguidores para 220 mil e os curiosos seguem subindo.

No vídeo hilário, Esse Menino transformou a omissão do governo em piada, assumindo a personalidade da “Pifaizer”, enquanto digita e-mails e fica cada vez mais sentido ao ser ignorado por Bolsonaro. O grau de comédia aumenta conforme se estende a falta de respostas a seus apelos para disponibilizar sua vacina no Brasil.

Precisaremos de reforço da vacina contra a covid?

  Precisaremos de reforço da vacina contra a covid? Precisaremos de reforço da vacina contra a covid?

A inspiração para o surto engraçadíssimo foi a raiva. Ao lado do vídeo, Esse Menino assumiu sua revolta com a situação.

“O desgoverno Bozo ignorou 57 e-mails da Pfizer ano passado. Eles queriam fazer o Brasil de vitrine para imunização, até ofereceram as vacinas pela metade do preço quando não viam sinais de resposta. Era pra gente tá vacinado, muitas pessoas morreram e estão morrendo por capricho desse bost*”, ele escreveu, em protesto.

Veja abaixo o post original, que já foi linkado, copiado, repostado e reproduzido milhares de vezes.

Ver essa foto no Instagram

Lentidão da vacinação contra a covid-19 na Argentina pressiona o Governo em meio à crise econômica .
A escassez de imunizantes contra a covid-19 centra o debate político diário quando somente cerca de 7,5% dos argentinos receberam as duas doses. No Brasil, segunda dose foi aplicada em 10,69% da populaçãoA Argentina sofre uma gravíssima crise econômica. Mas o debate político, muito acirrado, gira em torno de algo ainda mais urgente: a falta de vacinas contra a covid-19. E principalmente a da Pfizer, que por enquanto não chegou ao país.

usr: 4
Isto é interessante!