Brasil Compare a evolução do número de vacinados no Brasil com a de outros países

14:53  31 julho  2021
14:53  31 julho  2021 Fonte:   poder360.com.br

Alemanha poderá ter menos liberdades para não vacinados

  Alemanha poderá ter menos liberdades para não vacinados Pessoas não imunizadas poderão ser proibidas de entrar em locais como bares, cinemas e estádios esportivos, alertou Helge Braun, principal assessor da chanceler federal da Alemanha, Angela Merkel. © Ying Tang/NurPhoto/picture alliance Vacinação na Alemanha vem desacelerando desde o mês passado, apesar da grande oferta de imunizantes O principal assessor da chanceler federal da Alemanha, Angela Merkel, alertou neste domingo (25/07) que as pessoas não vacinadas poderão ter menos liberdade do que aquelas que decidiram receber o imunizante contra o coronavírus.

Uma fatia de 28% da população mundial está vacinada com ao menos uma dose de imunizantes contra a covid-19. No Brasil, esse percentual é de 48%, colocando o país em 10º lugar do ranking de países analisados pelo Poder360.

Brasil já ultrapassou a marca de 100 milhões de vacinados com a 1ª dose de imunizantes contra a covid-19 © Sérgio Lima/Poder360 Brasil já ultrapassou a marca de 100 milhões de vacinados com a 1ª dose de imunizantes contra a covid-19

O país com o ritmo de vacinação mais acelerado é o Reino Unido, que tem quase 70% da população vacinada com pelo menos uma dose. Na outra ponta, a Rússia tem 24,7% dos habitantes vacinados, abaixo do percentual mundial.

  Compare a evolução do número de vacinados no Brasil com a de outros países © Fornecido por Poder360

Na 6ª feira (30.jul.2021), o Brasil chegou a 100 milhões de vacinados com a 1ª dose, segundo dados da plataforma coronavirusbra1. As vacinas aplicadas no Brasil com duas doses são a CoronaVac, o imunizante da Oxford/AstraZeneca e o da Pfizer. Também está em uso a vacina da Janssen, que requer só uma dose.

Ítalo Ferreira: o campeão olímpico tem passado de superação e quer inspirar a nova geração do surfe

  Ítalo Ferreira: o campeão olímpico tem passado de superação e quer inspirar a nova geração do surfe Parecendo quase voar em um aéreo, o brasileiro levou a maior nota do surfe dos Jogos Olímpicos até aqui . Essa pontuação se deu graças a um aéreo muito alto, não dando chance para o seu adversário. Já na semifinal o brasileiro enfrentou o australiano Owen Wright, que por sua vez se vingou do Brasil ao vencer do Gabriel Medina na disputa pelo bronze. Na final ele enfrentou outro japonês, desta vez foi o Kanoa Igarashi, que derrotou Gabriel Medina nas semifinais. Como revanche pelo colega de delegação, ítalo garantiu o ouro, estreando o pódio do surfe em Tóquio.

Segundo o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a campanha de vacinação no país é um “sucesso”. Entretanto, em seu 1º pronunciamento em rede nacional desde que assumiu o cargo em março de 2021, ele pediu para que a população se dirija aos postos de saúde para receber a 2ª dose das vacinas.

194 DIAS PARA APLICAR 100 MILHÕES

O Brasil levou  194 dias para aplicar 100 milhões de primeiras doses. A 1ª vacina foi aplicada em 17 de janeiro e 193 dias depois chegou à 100 milhões.

O ritmo de aplicação de primeiras doses vem acelerando desde que o Brasil chegou a 50 milhões de primeiras doses. O país levou 19 dias para passar de 40 milhões para 50 milhões. De 50 milhões para 60 milhões foram só 10 dias.

Os últimos 10 milhões de aplicações para chegar a 100 milhões de primeiras doses levaram 11 dias. Eis os números:

  Compare a evolução do número de vacinados no Brasil com a de outros países © Fornecido por Poder360

Covid-19: Empresas punem funcionários sem vacina nos EUA, onde 99% dos mortos por covid não se vacinaram .
Atualmente, quase 70% das pessoas com 12 anos ou mais nos EUA receberam pelo menos uma dose da vacina, de acordo com os últimos dados do Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDC). Mas as taxas de vacinação variam ao redor do país. As regiões Sul e Meio-Oeste, que agora estão enfrentando aumentos de casos de covid-19, têm taxas muito mais baixas. O impacto também é bastante desigual entre quem foi imunizado e quem não foi. Segundo dados divulgados por autoridades americanas, 97% dos hospitalizados por covid e mais de 99% das mortes pela doença são de pessoas que não foram vacinadas.

usr: 10
Isto é interessante!