Brasil Cães farejadores identificam droga desconhecida em Correios do Paraná

16:56  15 setembro  2021
16:56  15 setembro  2021 Fonte:   poder360.com.br

A catastrófica reação em cadeia à seca do rio Paraná

  A catastrófica reação em cadeia à seca do rio Paraná Segundo maior rio da América Latina tem diminuição histórica em suas águas, afetando navegabilidade, pesca e geração de energia.Por trás dessa imagem, contudo, uma série de eventos catastróficos começam a acontecer em cadeia, como num efeito dominó.

Receita Federal apreende droga desconhecida em Correios do Paraná © Divulgação/Receita Federal Receita Federal apreende droga desconhecida em Correios do Paraná

A Receita Federal do Paraná apreendeu 1,2kg de uma droga desconhecida da literatura científica durante operação de rotina no Centro Internacional dos Correios em Pinhais (PR). O pacote, que veio da Holanda, tinha como destinatário o Estado de São Paulo.

O material foi considerado suspeito depois de passar por um scanner. Cães farejadores foram acionados pelos funcionários dos Correios, que confirmaram a presença de uma substância sólida compactada em tom amarelado.

O conteúdo foi encaminhado para análise no Laboratório Multiusuário de Ressonância Magnética Nuclear, na Universidade Federal do Paraná. O laudo apontou que a substância correspondia a uma espécie de canabinoide sintético, ainda não identificado pela literatura científica.

A UFPR e a Receita Federal possuem um projeto de operacionalização em parceria para análises de materiais suspeitos apreendidos no Centro de Distribuição dos Correios. A universidade utiliza um método de ressonância magnética nuclear (RMN), de alta e baixa resolução.

A Receita Federal não divulgou informações sobre as identidades do remetente e do destinatário.

K4: o que se sabe sobre a droga desconhecida da ciência apreendida pela polícia no Paraná .
Agentes da Receita Federal apreenderam 1,2 kg de uma substância amarela compactada e fracionada em cinco pacotes, em Pinhais, no Paraná. Vinda da Holanda e com destino em São Paulo, a droga desconhecida seria a K4, popularmente conhecida como maconha sintética. O composto é formado por substâncias que têm uma reação parecida, porém 100 vezes mais intensa, com a do THC, um dos princípios ativos da planta medicinal. Após análise feita pelo Laboratório Multiusuário de Ressonância Magnética Nuclear, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), a K4 foi identificada.

usr: 0
Isto é interessante!