Brasil Covid-19: DF começa a vacinar adolescentes de 14 e 15 anos

17:01  15 setembro  2021
17:01  15 setembro  2021 Fonte:   redetv.uol.com.br

BH: semana começa com vacinação de adolescentes com comorbidades e grávidas

  BH: semana começa com vacinação de adolescentes com comorbidades e grávidas Adolescentes de 12 a 15 anos precisam estar acompanhados dos pais ou responsáveis para receberem a primeira dose da vacina contra COVID-19Os adolescentes de 12 a 17 anos que receberão a primeira dose nesta semana têm de ter completado a idade até o dia em que forem se vacinar e devem ser, exclusivamente, moradores de Belo Horizonte. Além disso, o público de 12 a 15 anos só poderá receber a vacina caso esteja acompanhado dos pais ou responsáveis legais.

Previsão é de que haja cerca de 90 mil jovens nessa faixa

divulgação/governo do estado de são paulo © Fornecido por RedeTV! divulgação/governo do estado de são paulo

O Distrito Federal (DF) começa a vacinar, nesta quarta-feira (15), adolescentes de 14 e 15 anos. O avanço para novas faixas etárias foi feito após o recebimento de 77,2 mil doses da vacina Pfizer para a primeira dose.

Com o que ainda resta nos postos de vacinação, pouco mais de 20 mil doses, no total serão mais de 100 mil disponíveis. A estimativa do governo do Distrito Federal é que haja cerca de 90 mil adolescentes nessa faixa etária.

As pessoas com 16 e 17 anos podem continuar indo aos postos para a imunização, bem como faixas de maior idade. Os pontos de vacinação estão disponíveis no site da Secretaria de Saúde do DF.

Suicídio é segunda causa de morte entre adolescentes

  Suicídio é segunda causa de morte entre adolescentes Suicídio é segunda causa de morte entre adolescentes e jovens brasileiros de 15 a 29 anos, e por que num país onde há mais sol que dias nublados muitos tiram a própria vida? Suicídio é uma palavra difícil de se pronunciar. Não porque ela exige uma habilidade fonética mais elaborada do locutor, mas pelo fato de carregar peso, dor e uma pergunta que parece não ter resposta: por quê? Enfrentar a morte abrupta de uma pessoa não é algo que o ser humano tenha recursos fáceis para lidar.

Para a segunda dose, o DF vai seguir o calendário dos retornos previstos, com adiantamento até o dia 24 de setembro. Em semanas anteriores, a Secretaria de Saúde adiantou a conclusão do ciclo vacinal pela disponibilidade de doses.

Em entrevista coletiva segunda-feira (13), o subsecretário de Vigilância à Saúde do DF, Divino Valero, afirmou que caso a capital receba mais doses poderá ser anunciado novo adiantamento até o fim desta semana.

Também na entrevista, o secretário de Saúde, general Pafiadache, destacou a importância da conclusão do ciclo vacinal e de sensibilização das pessoas que receberam a primeira dose para que tomem a segunda nos casos da Coronavac, Pfizer e Oxford/AstraZeneca.

“A gente sempre pede para que pessoas que têm consciência da importância da vacina levem, incentivem quem está em dúvida. É extremamente importante termos uma cobertura vacinal completa”, destacou Pafiadache.

Queiroga diz que partiu de Bolsonaro orientação para rever vacina de adolescentes

  Queiroga diz que partiu de Bolsonaro orientação para rever vacina de adolescentes Em transmissão nas redes sociais, ministro da Saúde contou sobre apelo do presidente; governo federal orientou suspender imunização de jovens sem comorbidades, o que contrariou especialistas e gestores locaisO ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta quinta-feira, 16, que partiu do presidente Jair Bolsonaro a orientação para rever a vacinação de adolescentes. Mais cedo, a pasta recomendou a interrupção da aplicação de doses em pessoas de 12 a 17 anos sem comorbidades, como diabete, problema cardíaco ou deficiência física. A Anvisa, porém, manteve a autorização do imunizante da Pfizer para essa faixa etária.

Segundo Valero, o início da aplicação da dose de reforço pode ocorrer ainda nesta semana, quando está prevista a chegada de uma remessa de doses específica para essa finalidade.

Até o momento, o DF aplicou 2 milhões da primeira dose, o que equivale a 79,4% da população adulta da capital e a 67% do conjunto dos moradores. Quanto à segunda dose, foram aplicadas 964,5 mil, correspondendo a 39,32% das pessoas com mais de 18 anos ou a 33,2% do conjunto da população.

Veja também!

>>> Fiocruz volta a entregar doses da vacina contra covid-19

>>> Governo lança programa habitacional para profissionais de segurança

>>> Gabriel Medina conquista título do Circuito Mundial de Surfe

Assista aos vídeos e inscreva-se no canal da RedeTV! no YouTube

Vacinação aumentou com exigência de passaporte no Rio, diz Paes .
População adulta está 99,7% vacinada com a 1ª dose; com a 2ª, percentual é de 64,6%“A gente tinha empacado em mais ou menos 95%, 96% [da população adulta vacinada], com o passaporte a gente foi para quase 100%”, disse o prefeito. “Tinham uns 4% ou 5% mais rebeldes que entenderam a importância da vacina e foram se vacinar.

usr: 1
Isto é interessante!