Brasil Suspeito de liderar roubos em Araçatuba é preso na fronteira com o Paraguai

10:41  05 outubro  2021
10:41  05 outubro  2021 Fonte:   istoe.com.br

5 perguntas para entender êxodo de haitianos aos EUA

  5 perguntas para entender êxodo de haitianos aos EUA Haitianos enfrentam grave crise migratória, com milhares em um acampamento na fronteira com os Estados Unidos e o México e outros milhares deportados para o Haiti de surpresa.Dezenas de pessoas corriam desesperadas para pegar seus pertences, que foram deixados na pista de pouso e decolagem do aeroporto sem nenhuma identificação.

Reféns foram amarrados a carros durante assalto em Araçatuba Reprodução © Reprodução Reféns foram amarrados a carros durante assalto em Araçatuba Reprodução

A Polícia Federal prendeu no domingo (3), em Ponta Porã (MS), próximo à fronteira com o Paraguai, o integrante de uma quadrilha de roubos a bancos, suspeito de ser o líder do ataque a três agências em Araçatuba, no interior de São Paulo, no dia 30 de agosto. As informações são do UOL.

Anderson Meneses de Paula, conhecido como “Tuca”, era um dos quatro alvos de uma operação contra o tráfico na fronteira entre Ponta Porã e Pedro Juan Caballero, no Paraguai. O criminoso é suspeito de fazer parte da facção PCC (Primeiro Comando da Capital).

Brasileiro morre após levar 13 tiros no Paraguai: 'Não roubar na fronteira'

  Brasileiro morre após levar 13 tiros no Paraguai: 'Não roubar na fronteira' Brasileiro morre após levar 13 tiros no Paraguai: 'Não roubar na fronteira'Rogério é morador da cidade de Araçatuba, no interior de São Paulo, e, segundo a irmã dele informou ao portal de notícias G1, há 2 meses ele havia se mudado para o Paraguai a trabalho e voltaria em outubro para casa.

Ele é suspeito de ordenar assassinatos nos dois municípios, de acordo com a polícia paraguaia. A Operação “Escritório do Crime” envolveu a Polícia Federal brasileira e a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai, e cumpriu mandados de prisão e busca e apreensão nos dois lados da fronteira.

Junto de “Tuca”, no Brasil, também foi preso William Meira do Nascimento, conhecido como “Bruxo”. Os dois suspeitos presos no Paraguai não tiveram suas identidades informadas.

Ainda de acordo com o UOL, também foram apreendidos bens, dinheiro em espécie e munições de gross calibre. Os valores e quantitativos não foram revelados. Eles aguardam audiência de custódia e podem responder pelos crimes de tráfico internacional de drogas e armas de fogo e formação de organização criminosa.

As penas podem ultrapassar os 30 anos de prisão, caso sejam condenados.

Mortes impõem medo e mudam rotina de estudantes de medicina brasileiros no Paraguai .
PEDRO JUAN CABALLERO, PARAGUAI, E PONTA PORÃ, MS (FOLHAPRESS) - Os brasileiros que vivem na fronteira do Paraguai costumam dizer que as balas dos inúmeros atentados ocorridos naquela região têm CPF. A expressão se baseia na crença de que as pessoas que morrem nesse tipo de ocorrência, em geral, estão envolvidas com a criminalidade. Nas últimas semanas, essa percepção foi bastante abalada, com a morte de três jovens estudantes de medicina que acompanhavam um homem que seria o verdadeiro alvo de um desses crimes. A cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero tem mais de 10 mil estudantes brasileiros, boa parte deles de medicina.

usr: 2
Isto é interessante!