Brasil Taxa de transmissão da covid-19 volta a subir no Brasil

22:10  23 novembro  2021
22:10  23 novembro  2021 Fonte:   catracalivre.com.br

Provável novo governo da Alemanha planeja novas restrições a não vacinados

  Provável novo governo da Alemanha planeja novas restrições a não vacinados Proposta é divulgada no dia em que país tem novo recorde na taxa de incidência de casos. Projeto prevê que não imunizados só poderão usar transporte público ou ir ao trabalho com teste negativo para covid-19. © FrankHoermann/SVEN SIMON/picture alliance Plano prevê obrigatoriedade de certificado de vacinação ou teste negativo para covid-19 no transporte público A Alemanha registrou nesta segunda-feira (15/11) um novo recorde na taxa de incidência de covid-19.

A taxa de transmissão do novo coronavírus no Brasil voltou a subir nesta semana e está em 1,06, de acordo com a última atualização do Imperial College de Londres, realizada na segunda-feira, 22. Na semana passada, o índice havia ficado em 0,99.

Uso de máscaras é flexibilizado ao ar livre a partir desta quarta-feira (03) no Distrito Federal. © Marcelo Camargo/Agência Brasil Uso de máscaras é flexibilizado ao ar livre a partir desta quarta-feira (03) no Distrito Federal.

A atual taxa quer dizer que cada 100 pessoas infectadas transmitem o vírus para outras 106. Pela margem de erro das estatísticas, essa taxa pode ser maior (de até 1,12) ou menor (de 0,78).

A menor taxa registrada no país desde o início da medição, em abril de 2020, foi em outubro deste ano, quando foram registrados 11.060 mortes pela doença.

Europa coloca na mira os não vacinados contra a covid-19

  Europa coloca na mira os não vacinados contra a covid-19 Vários países só permitirão a entrada de pessoas imunizadas em locais públicos e pretendem impor a vacinação obrigatória à toda a população a partir de 2022Aviso aos leitores: o EL PAÍS mantém abertas as informações essenciais sobre o coronavírus durante a crise. Se você quer apoiar nosso jornalismo, clique aqui para assinar.

Apesar de a taxa de transmissão voltar a subir, o Brasil tem mantido a tendência de queda no número de casos e óbitos pela covid.

Cuidados devem ser mantidos

Dados mais recentes do Ministério da Saúde mostram que foram aplicadas 297,9 milhões de vacinas contra a covid-19 em todo o Brasil, sendo 157,3 como primeira dose, 128,4 como segunda dose ou dose única e 11,5 como dose de reforço.

Com isso, quase 61% da população brasileira está totalmente imunizada contra com o esquema vacinal completo. Porém, os especialistas alertam que os cuidados, como o uso de máscaras e distanciamento, não devem ser abandonados.

Preocupação com o Carnaval

A diretora-geral adjunta de acesso a medicamentos e produtos farmacêuticos da Organização Mundial da Saúde (OMS), a médica brasileira Mariângela Simão, manifestou preocupação com o futuro da pandemia no Brasil, principalmente por conta das discussões em curso sobre o Carnaval.

Discussão sobre vacinação obrigatória ganha força na Alemanha

  Discussão sobre vacinação obrigatória ganha força na Alemanha Enquanto alguns líderes regionais defendem a medida como necessária diante do avanço da quarta onda de covid-19 e da taxa de imunização estagnada, ministro da Saúde manifesta ceticismo. © Michael Kappeler/dpa/picture alliance O ministro Jens Spahn afirmou que a variante delta do coronavírus é altamente contagiosa, Com a taxa de vacinação contra a covid-19 praticamente estagnada em 68% e infecções em forte alta pressionando o sistema hospitalar, a discussão sobre a vacinação obrigatória contra a covid-19 ganha força na Alemanha.

“Me preocupa quando vejo no Brasil a discussão sobre o Carnaval. É uma condição extremamente propícia para aumento da transmissão comunitária. Precisamos planejar as ações para 2022”, alertou.

Ela reforçou que ao vírus continua evoluindo com variantes mais transmissíveis e lembrou que a vacinação reduz as hospitalizações, mas não interrompe a transmissão da doença.

“O aumento da cobertura vacinal não influencia na higiene pessoal, mas tem associação com diminuição do uso de máscaras e distanciamento social. Além disso, há desinformação, mensagens contraditórias que são responsáveis por matar pessoas”, apontou a diretora-geral adjunta da OMS.

Veja também: OMS diz que mundo está entrando na quarta onda da covid-19

Brasil é país com menor rejeição à vacina na América Latina, diz Banco Mundial .
Dado indica que declarações de Jair Bolsonaro que desqualificam imunizantes contra covid-19 não encontraram aderência nem mesmo entre os eleitores do presidente.É o que concluiu uma pesquisa feita em parceria pelo Banco Mundial e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a partir de ligações telefônicas periódicas a domicílios de 24 países da América Latina. Os dados da segunda fase do levantamento foram apresentados nesta segunda-feira (29/11) em Washington.

usr: 1
Isto é interessante!