Brasil 'Queremos desenvolver produtos no Brasil', diz italiana Leonardo

14:16  04 dezembro  2021
14:16  04 dezembro  2021 Fonte:   ansabrasil.com.br

O Brasil perdeu toda a credibilidade

  O Brasil perdeu toda a credibilidade A UE quer vetar a importação de produtos de áreas desmatadas, e agricultores brasileiros têm pouco o que fazer. Pois na COP26 o país perdeu o pouco de credibilidade que lhe restava para ser levado a sério em negociações. © Marcelo Sayao/dpa/picture alliance Madeira está na lista de produtos que seriam afetados por proibição da UE Poucos dias depois do fim da última Conferência do Clima da ONU, a COP26, a Comissão Europeia apresentou um projeto de lei que propõe proibir a importação para a União Europeia (UE) de todos os produtos provenientes de áreas desmatadas.

(ANSA) - Presente no Brasil há mais de 40 anos, a empresa Leonardo vem investindo para ampliar sua presença no país e promover um portfólio que vai de soluções para cidades inteligentes até caças militares de última geração.

O exemplo mais recente é a inauguração de um centro de manutenção de helicópteros em Itapevi, na Grande São Paulo, fruto de um aporte de cerca de R$ 60 milhões e cujo objetivo é dar suporte operacional e logístico aos clientes do grupo.

"É uma obra muito importante porque é um testemunho de como a Leonardo acredita muito no Brasil", conta Francesco Moliterni, presidente da multinacional italiana no país, em entrevista à ANSA.

Santos vence o Fortaleza por 2 a 0 e fica bem próximo de se livrar do rebaixamento

  Santos vence o Fortaleza por 2 a 0 e fica bem próximo de se livrar do rebaixamento Na noite desta quinta-feira (25), o Santos venceu o Fortaleza por 2 a 0 na Vila Belmiro, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O triunfo fez com que o Peixe chegasse aos 45 pontos. Agora, a equipe fica bem próxima de garantir a permanência na Série A, estando, neste momento, oito pontos à frente da zona de rebaixamento. O Santos começou o jogo com tudo. Logo no primeiro minuto, Vinícius Zanocelo fez um passe no meio para Diego Tardelli, que bateu colocado. A bola saiu com perigo, à esquerda do gol de Marcelo Boeck. A pressão santista continuou aos 7 minutos, em cruzamento rasteiro de Ângelo, que Marcos Guilherme não alcançou.

Ao mesmo tempo, a empresa trabalha para fortalecer seu centro de manutenção de helicópteros no Rio de Janeiro, que dá suporte à Marinha brasileira, e seu escritório em Brasília, responsável por coordenar as atividades na América Latina.

"A pandemia não atrapalhou nossos projetos, a gente está avançando muito", acrescenta Moliterni, que tem viajado por todo o Brasil para conhecer de perto sua base industrial e promover o portfólio da Leonardo.

O nome da empresa, aliás, não é coincidência: antiga Finmeccanica, a companhia foi rebatizada em janeiro de 2017 para homenagear o gênio renascentista Leonardo da Vinci, que, mais do que um pintor virtuoso, foi um polímata cujos interesses abarcavam os mais diversos campos do conhecimento.

Marcos Leonardo brilha na Vila, faz dois gols e Carille expõe cautela com atacante: “o negócio é pesado”

  Marcos Leonardo brilha na Vila, faz dois gols e Carille expõe cautela com atacante: “o negócio é pesado” Nesta quinta-feira (25), o Santos encarou o Fortaleza na Vila Belmiro e em noite inspirada do atacante Marcos Leonardo, venceu por 2 a 0, com dois gols do jogador, que abriu fez o primeiro em cobrança de pênalti e depois balançou as redes mais uma vez depois de tabelar com Gabriel Pirani. Após a partida, Marcos Leonardo concedeu entrevista e se declarou aliviado. “É uma sensação inexplicável, muito boa, de poder fazer o gol, alívio para a torcida, para o nosso grupo. Nem queria estar nesse momento, mas a gente fez, a gente vai tirar. Trabalhamos bastante por isso. Agora, bastante alívio.

Atualmente, a Leonardo possui cinco divisões (helicópteros, aviões, estruturas aéreas, eletrônica e segurança cibernética), com uma ampla gama de produtos e soluções para os setores de defesa, aeroespacial e de segurança.

A principal delas é a de helicópteros, responsável por cerca de 30% do faturamento em 2020 e com mais de 15 mil unidades entregues desde 1950. Dessas, mais de 500 estão em operação atualmente na América Latina, sendo 190 no Brasil , das quais 120 em São Paulo.

Viagens pelo Brasil

No entanto, apesar do poderio no setor de helicópteros, Moliterni diz que seu objetivo é desenvolver todo o portfólio da Leonardo no Brasil, que é visto pelo grupo italiano como uma base industrial para toda a América Latina.

O executivo cita como exemplo de sucesso o caça de ataque AMX, desenvolvido na década de 1980 em conjunto com a Embraer. "É um motivo de grande orgulho e uma prova de que o italiano sabe trabalhar muito bem com o brasileiro", diz.

Mais de R$ 55 milhões viram assunto no Santos e time fecha acordo de patrocínio com a Binance

  Mais de R$ 55 milhões viram assunto no Santos e time fecha acordo de patrocínio com a Binance Na noite da última quinta-feira (25), com direito a dois gols de Marcos Leonardo, o Santos venceu o Fortaleza, na Vila Belmiro, e conseguiu se distanciar da zona de rebaixamento. Com a importante conquista contra o Leão do Pici, o Peixe chegou aos 45 pontos e abriu oito pontos para o Bahia, primeiro colocado dentro do Z-4. As notícias boas para o torcedor santista não param por aí. O clube paulista conseguiu fechar uma importante parceria para atrair investimentos financeiros para os cofres. Através de seu site oficial, o Peixe informou que fechou um acordo com a Binance, maior corretora de ativos digitais do Mundo, como seu novo patrocinador.

Moliterni conta que tem viajado muito pelo Brasil para conhecer seu parque industrial, além de universidades e centros de pesquisa - a Leonardo investe 15% de sua receita anual em pesquisa e desenvolvimento.

Apenas nos últimos meses, o presidente já passou por São José dos Campos, Porto Alegre, Bahia, Recife, entre outros. "O Brasil é gigantesco", brinca. De acordo com o executivo, ele ficou "muito impressionado" com o alto nível de capacidade visto na indústria brasileira e com a qualidade dos centros de pesquisa.

"Estamos avançando muito para ter vários parceiros, porque queremos desenvolver produtos aqui no Brasil. A Leonardo está disponível para fazer parcerias com empresas brasileiras em vários setores, porque não somos só defesa. A Leonardo é segurança, é espaço, é saúde, é meio ambiente", ressalta.

Produtos e soluções

Em suas apresentações pelo Brasil, a Leonardo tem promovido produtos como o C-27J, um avião tático que pode ser usado em combate a incêndios e outras missões de proteção civil. A aeronave opera na América Latina há bastante tempo e integra a Força Aérea do Peru, que a usou para transportar doentes durante a pandemia de Covid-19.

Santos visita o Internacional neste domingo pelo Campeonato Brasileiro

  Santos visita o Internacional neste domingo pelo Campeonato Brasileiro SANTOS, SP (UOL-FOLHAPRESS) - A três rodadas do fim do Brasileiro, o Santos visita o Internacional neste domingo (28), às 19h, no Beira-Rio, em partida válida pela 36ª rodada. Aliviado por ter alcançado 45 pontos ao vencer o Fortaleza por 2 a 0 na Vila Belmiro, na quinta (25), e ter dado um passo importante na luta contra o rebaixamento, o time paulista ainda pode brigar até mesmo por uma vaga nas primeiras fases da Libertadores. O duelo contra o Internacional é decisivo, já que a equipe gaúcha soma 47 pontos e é a nona colocada do Nacional (atualmente, até o oitavo colocado se garantiria no torneio sul-americano).

Além disso, a empresa fez recentemente um workshop para bombeiros do Distrito Federal para apresentar o conceito de um centro operacional para prevenção de emergências. Essa solução utiliza sistemas integrados de comando, controle e comunicação para garantir a coordenação entre aviões, helicópteros e satélites, bem como dos vários atores envolvidos em ações do tipo.

Outra aposta da Leonardo é no conceito de cidades inteligentes. Em junho passado, a empresa assinou um memorando de cooperação com outras duas gigantes italianas - TIM e Enel X - para levar essa ideia aos municípios brasileiros.

Um projeto-piloto já está em curso em Maricá (RJ) e mira transformar a cidade em um laboratório de tecnologias de ponta e soluções para áreas como mobilidade urbana, conectividade, transformação digital, serviços financeiros, energia, segurança e saúde.

"Estamos apresentando o conceito de cidade inteligente para várias prefeituras e vários governos", diz Moliterni, que prevê novidades para o ano que vem. Maricá também vai ganhar em breve o maior teleporto da América Latina, cujas obras já foram iniciadas pela Telespazio, subsidiária da Leonardo. (ANSA)

Ciência do Brasil visível no mundo .
Por Fabrício Marques em Revista Pesquisa FAPESP - Divulgado anualmente pela empresa Clarivate Analytics, uma lista de cientistas cujos artigos foram extraordinariamente citados na década anterior evidencia um paradoxo da pesquisa brasileira: apesar do crescimento constante da nossa produção científica, poucos papers do país conseguem alcançar grande visibilidade internacional. Na edição de 2021 dessa lista, anunciada no dia 16 de novembro, apenas 21 dos 6.602 autores desse pelotão de elite pertencem a instituições do Brasil (0,3% do total). Em 2020, eram 19 nomes.

usr: 7
Isto é interessante!