Brasil Lula diz ver Brasil encalacrado e cobra aliados na trincheira de sua campanha em 2022

00:37  09 dezembro  2021
00:37  09 dezembro  2021 Fonte:   folha.uol.com.br

Ponte Preta tem 21 jogadores em fim de contrato e já começa a planejar 2022

  Ponte Preta tem 21 jogadores em fim de contrato e já começa a planejar 2022 A Série B acabou e os times começam a se planejar para 2022. A Ponte Preta, por exemplo, garantiu a permanência na competição por mais um ano, mas terá mudanças dentro e fora de campo. Uma das mais importantes será a do novo presidente, após reunião hoje, e só então serão definidos os jogadores que podem ficar. De acordo com o GloboEsporte.com, a nova direção conversará com o técnico Gilson Kleina em breve, sob a maior possibilidade de continuar o trabalho, já que foi ele um dos responsáveis por evitar o rebaixamento para a Série C, além do prestígio com a chapa MRP - Movimento Renascer Pontepretano, que venceu as eleições.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse nesta quarta-feira (8) que a situação do Brasil está "encalacrada", ao citar dados sociais e da economia. Ele falou em "podridão" no país, atacou as elites e se colocou como pré-candidato com "disposição".

O petista disse que não poderá voltar ao Planalto para fazer menos do que fez em suas primeiras gestões (2003-2006 e 2007-2010), sem citar os dois mandatos da ex-presidente Dilma Rousseff (2011-2014 e 2015-2016).

Lula participou de um congresso organizado pela Força Sindical, em São Paulo. O evento contou com a presença das principais centrais sindicais do país. Em seu discurso, pediu aos sindicalistas que estejam na trincheira da campanha eleitoral de 2022 e em um eventual novo mandato seu na Presidência da República a partir de 2023.

Alckmin elogia acordo de partidos rivais na Alemanha, e presentes veem aceno a Lula

  Alckmin elogia acordo de partidos rivais na Alemanha, e presentes veem aceno a Lula BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Em reunião com lideranças sindicais nesta segunda-feira (29), Geraldo Alckmin (de saída do PSDB) fez uma leitura do contexto político da Alemanha que soou aos presentes como referência positiva à possibilidade de ser vice em chapa presidencial encabeçada por Lula (PT) em 2022. O ex-governador disse que o Brasil precisa de acordos e coligações, e citou o acerto a partir do qual Olaf Scholz, do SPD, foi escolhido como sucessor da primeira-ministra Angela Merkel, CDU. Os partidos são rivais. Em outro momento, Alckmin falou das diferenças nas trajetórias do Brasil e do restante da América do Sul, que se dividiu em países menores.

Na mesma fala, sempre de improviso, o petista cobrou seus aliados a disputarem as eleições no ano que vem. Segundo ele, se os trabalhadores não entrarem em campanha, os empresários é que serão eleitos para o Congresso Nacional.

"Quem tiver condições de se eleger deputado não pode se negar a ser candidato. Por que se você que representa os trabalhadores não quer ser candidato, quem é eleito é o empresário", afirmou o petista.

Lula pediu ainda união entre as centrais sindicais na oposição ao governo Bolsonaro e nas eleições de 2022.

O Solidariedade, presidido pelo deputado Paulo Pereira da Silva, foi um dos primeiros partidos a defender abertamente o impeachment de Dilma Rousseff, em 2016. O parlamentar, que esteve presente no evento dessa quarta, é uma das principais lideranças da Força Sindical.

Com futuro incerto no Santos, Danilo Boza atrai interesse de clube do exterior

  Com futuro incerto no Santos, Danilo Boza atrai interesse de clube do exterior Zagueiro está emprestado pelo Mirassol ao Peixe apenas até o final do anoDanilo Boza tem 23 anos e chegou ao clube da Baixada Santista em junho deste ano por empréstimo junto ao time do interior paulista. Pelo Santos, foram 20 jogos, mais da metade como titular. O empresário do jogador, João Paulo Tardim, em contato com o LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE, confirmou que há clubes interessados em contar com o jogador.

No mesmo discurso aos sindicalistas, o petista atacou o ministro Paulo Guedes (Economia), criticou a reforma trabalhista em discussão no Congresso com apoio do governo federal e cobrou um Estado forte que possa proporcionar benefícios à população e à classe trabalhadora.

"Não pensem que esse Guedes tem preocupação com vocês. Não se iludam. Esse Guedes jamais imaginou fazer algum benefício para o trabalhador. O problema dele é atender aos interesses do sistema financeiro. É fazer com que haja mais facilidade para os banqueiros ganharem dinheiro", disse o petista.

​Lula também criticou o presidente Jair Bolsonaro (PL) pela recusa em implantar o passaporte da vacinação no país. O petista questionou ainda a presença de um militar, o general Eduardo Pazuello, no comando do ministério da Saúde durante a pandemia.

"Se a lei não permite colocar no papel, a lei não proíbe colocar na nossa língua. Esse nosso presidente é um genocida, responsável por parte de, pelo menos, metade das pessoas que morreram'', afirmou o líder petista.

"Se ele não gosta dele, dos seus filhos, se eles não se respeitam, eles precisam criar responsabilidade e permitir que as pessoas sejam obrigadas a apresentar o teste de vacinação para proteger a sociedade brasileira".

Um dia antes, o governo decidiu exigir uma quarentena de cinco dias de viajantes não vacinados que entrarem no Brasil. Pela nova regra, quem apresentar o certificado de imunização contra a Covid e teste negativo poderá cruzar a fronteira sem passar pelo período de isolamento.

A mudança contraria o discurso negacionista de Bolsonaro. Hora antes, em evento no Palácio do Planalto, o presidente comparou o passaporte da vacina a uma coleira.

Polido, Hulk deseja retorno do Cruzeiro à Série A do Brasileirão .
O atacante do Atlético-MG comentou sobre a fase do rival e ainda elogiou o América-MG, outro clube mineiro da Série AE, com a boa fase do Galo, inevitavelmente vem à mente do torcedor as comparações com o rival Cruzeiro, que teve hegemonia estadual por algum tempo, além de destaque nacional em algumas temporadas.

usr: 3
Isto é interessante!