Brasil: Polícia identifica suspeito da morte da menina Rachel Genofre após quase 11 anos - PressFrom - Brasil

Brasil Polícia identifica suspeito da morte da menina Rachel Genofre após quase 11 anos

16:11  20 setembro  2019
16:11  20 setembro  2019 Fonte:   gazetadopovo.com.br

Polícia prende suspeito de matar homem após golpe do Boa Noite, Cinderela

Polícia prende suspeito de matar homem após golpe do Boa Noite, Cinderela Vítima foi atraída por duas mulheres e dopado. Depois, teve seus pertences roubados e foi espancado até a morte

11 anos depois, polícia identifica suspeito pelo assassinato da menina Raquel Genofre , achada morta em uma mala na rodoviária de Curitiba em 2008. ? Quase 11 anos depois, a Polícia Civil identificou o principal suspeito pelo assassinato brutal da menina Rachel Genofre , em novembro

11 anos depois, polícia identifica suspeito pelo assassinato da menina Raquel Genofre , achada morta em uma mala na rodoviária de Curitiba em Morta Na manhã desta segunda-feira (05), diversas pessoas fizeram um protesto pedindo justiça pela morte da menina Rachel Genofre após 10 anos .

Rachel Genofre foi encontrada morta dentro de uma mala na rodoviária de Curitiba em 2008.© Reprodução Rachel Genofre foi encontrada morta dentro de uma mala na rodoviária de Curitiba em 2008.

Quase 11 anos depois, a Polícia Civil identificou o principal suspeito pelo assassinato brutal da menina Rachel Genofre, em novembro de 2008. O suspeito é Carlos Eduardo dos Santos, de 54 anos, que já está preso no estado de São Paulo. A identificação foi feita a partir da integração da base de dados da Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp) com as forças de segurança de São Paulo e Brasília. "Pode ter certeza de que o caso está encerrado. Não há o que livre ele dessa prisão", destacou o delegado geral adjunto da Polícia Civil, Riad Braga Farhat.

Paraguaio suspeito de crimes em seu país e no Chile é preso por tráfico em BH

Paraguaio suspeito de crimes em seu país e no Chile é preso por tráfico em BH Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico (Denarc) investiga uma organização criminosa especializada no tráfico internacional. Além do paraguaio outros dois foram detidos

Onze anos depois do crime, a Polícia Civil de Curitiba afirma ter identificado o autor do homicídio de Rachel Genofre , 9, que estava sem O corpo da menina foi encontrado envolvido em dois lençóis e nu da cintura para baixo. Ela tinha sacolas plásticas na cabeça e, segundo laudos da polícia , sofreu

Polícia identifica assassino de menina 11 anos após o crime em Curitiba. O suspeito de matar a menina Rachel Maria Lobo Oliveira Genofre , em Curitiba, foi identificado quase 11 anos depois do crime, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Paraná (Sesp-PR).

Segundo a pasta, a análise do material genético teve 100% de compatibilidade, o que faz a secretaria ter certeza de que ele é o responsável pela morte da garota. A descoberta foi feita na tarde da última quarta-feira (18), mas a revelação foi feita apenas nesta quinta em uma entrevista coletiva para a imprensa. Os delegados responsáveis pelo caso pediram desculpas à família de Rachel, que esteve presente durante a revelação.

Veja também:

  • UTI de bebês alaga e mais 2 hospitais são atingidos pela chuva em Curitiba
  • Obra da trincheira no Seminário começa segunda-feira com bloqueio no trânsito
Delegados da Polícia Civil do Paraná apresentam longa ficha criminal do suspeito de matar Rachel Genofre Átila Alberti/Tribuna do Paraná© Átila Alberti/Tribuna do Paraná Delegados da Polícia Civil do Paraná apresentam longa ficha criminal do suspeito de matar Rachel Genofre Átila Alberti/Tribuna do Paraná

Santos está preso em Sorocaba (SP) desde 2016, condenado a 22 anos de prisão, e possui um histórico criminal extenso que inclui crimes que vão desde estupro, atentado violento ao pudor e estelionato até roubo e falsificação de documentos. Com o seu envolvimento no caso Rachel, ele passa a ser acusado de quatro crimes sexuais — sendo dois deles contra menores de idade. Em 1985, ele teria cometido um atentado violento ao pudor contra um garoto em contra uma criança. Além disso, em 2002, teria cometido ainda outros dois estupros em São Paulo.

Assassino confesso diz à polícia que prometeu levar Rachel Genofre na TV antes de matá-la

  Assassino confesso diz à polícia que prometeu levar Rachel Genofre na TV antes de matá-la Assassino confesso diz à polícia que prometeu levar Rachel Genofre na TV antes de matá-laDurante o interrogatório, o suspeito teria relatado o crime com frieza aos policiais, segundo a delegada Camila Cecconello, chefe da ivisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que está dando entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (25).

Rachel Genofre : suspeito de assassinato é identificado : https Caso Victor: polícia avança nas investigações e prende suspeito - Продолжительность: 28:19 CidadeAlertaRecord 158 267 просмотров. Caso Victor: família busca por jovem de 20 anos que desapareceu em Cotia (SP)

O Delegado Geral Adjunto da Polícia Civil do Paraná, Riad Braga Farhat, fala sobre como a polícia chegou ao assassino de Raquel Genofre . Após 11 anos , polícia identifica assassino de menina no Paraná - Продолжительность: 2:46 SP no Ar 1 960 просмотров.

Já no ano da morte de Rachel, em 2008, ele morava em Curitiba e era segurança em São José dos Pinhais, na região metropolitana, segundo informou a Sesp. As investigações apontam que ele não tinha nenhum vínculo com a menina, mas que morava perto do caminho que Rachel usava para ir à escola, no Centro da capital paranaense.

Com a identificação do suspeito, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná espera trazê-lo para o estado para poder interrogá-lo e tentar reconstruir a cena do crime. O material genético de Santos foi coletado há cerca de uma semana e, de acordo com a Sesp, o cruzamento de banco de dados foi fundamental na identificação. "Se já existisse esse cruzamento em 2016, quando ele foi preso, já teríamos descoberto seu envolvimento no caso Rachel na época", frisou Farhat.

A Polícia Civil informou que vai enviar ainda nesta quinta-feira um pedido para a 2ª Vara de Execuções Penais de Sorocaba para que o suspeito seja transferido para o Paraná para que ele seja ouvido pelo delegado responsável pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Marcos Fernando da Silva Fontes.

Heleno defende Bolsonaro por não comentar morte de Ágatha e questiona versão de motorista da Kombi

  Heleno defende Bolsonaro por não comentar morte de Ágatha e questiona versão de motorista da Kombi Heleno defende Bolsonaro por não comentar morte de Ágatha e questiona versão de motorista da Kombi BRASÍLIA – O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, defendeu nesta quinta-feira, 26, o fato de o presidente Jair Bolsonaro não ter dado nenhuma declaração sobre a morte da menina Ágatha Félix, de 8 anos, atingida na semana passada, por um tiro no Complexo do Alemão, zona norte do Rio. Para ele, quem tem de se manifestar sobre o caso é o governador do Estado, Wilson Witzel.

O caso O corpo da menina Rachel Maria Lobo Oliveira Genofre foi encontrado na Rodoferroviária Laudos técnicos da Polícia Científica do Paraná comprovaram que Rachel sofreu violência sexual. O principal responsável pela elucidação do crime que estava há 11 anos sem solução foi o esforço

Quase 11 anos depois, morte de Raquel Genofre tem reviravolta. 2 minutos de leitura. Com apenas nove anos de idade, Rachel foi morta em circunstâncias desconhecidas na madrugada de A suspeita é de que a menina tenha sido raptada enquanto seguia pelo trajeto que liga o colégio no

Relembre o caso

O corpo da menina Rachel Genofre, de 9 anos, foi encontrado dentro de uma mala na rodoviária de Curitiba no dia 5 de novembro de 2008, dois dias depois de a menina desaparecer, na saída do Instituto de Educação, escola onde a garota estudava no Centro de Curitiba. Rachel foi posta na bolsa envolvida em dois lençóis. Havia sacolas plásticas na cabeça e a menina estava nua da cintura para baixo. Laudos técnicos comprovaram que Rachel sofreu violência sexual e diversas agressões.

Nas investigações ao longo dos anos, a Polícia Civil chegou a prender diversos suspeitos. Cerca de 100 exames de confronto de DNA foram realizados, mas todos deram negativo. Investigadores chegaram a viajar a quatro estados para interrogar suspeitos.

____________________

Vídeo: Vale adia investimento em Nova Caledônia (AFP)

Receba notícias pelo
Messenger
Leia notícias pelo celular com
nosso app
Assine nossa
newsletter


Polícia do Rio investiga morte de três jovens na Baixada Fluminense .
Polícia do Rio investiga morte de três jovens na Baixada Fluminense RIO - A Polícia Civil do Rio investiga a morte misteriosa de três jovens em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Na madrugada deste sábado, 28, os irmãos Fabrício Victor Veiga da Silva, de 15 anos, e Luís Felipe da Silva Mesquita, de 17, foram encontrados mortos junto com um primo, Breno da Silva Pimentel, de 18, num terreno abandonado. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense instaurou um inquérito para investigar o crime. No enterro dos rapazes, familiares relataram perplexidade.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 19
Isto é interessante!