Brasil: Resgate na área de desabamento em Fortaleza deve durar pelo menos uma semana - - PressFrom - Brasil

Brasil Resgate na área de desabamento em Fortaleza deve durar pelo menos uma semana

05:11  18 outubro  2019
05:11  18 outubro  2019 Fonte:   estadao.com.br

Conselho recebeu registro de obra no prédio que desabou em Fortaleza na véspera da tragédia

  Conselho recebeu registro de obra no prédio que desabou em Fortaleza na véspera da tragédia Conselho recebeu registro de obra no prédio que desabou em Fortaleza na véspera da tragédiaDe acordo com Maia, a anotação entrou ontem nos registros do Crea-CE em nome de um engenheiro que informava que uma reforma seria executada no prédio, sem especificar em que área seria esta obra.

FORTALEZA - Dois dias e meio após o desabamento de um prédio de sete andares em Fortaleza, os bombeiros mantêm ininterrupta a ação de resgate de sobreviventes da tragédia, que tem cinco mortes confirmadas. A todo momento, os agentes pedem silêncio, na esperança de ouvir ruídos que possam levar a vítimas ainda com vida, sob os escombros. A ação de resgate deve durar, pelo menos, uma semana, contada a partir da data do acidente.

Leia a cobertura completa do prédio que caiu em Fortaleza

Segundo o coronel Eduardo Holanda, comandante dos Bombeiros, estatísticas já mostraram ser possível encontrar sobreviventes em prazos superiores a 48 horas depois do acidente. Para o Corpo de Bombeiros, não é possível precisar o que levou o prédio inteiro ao chão, mas uma das hipóteses é de que a reforma das colunas de sustentação, iniciada na véspera do colapso, provocou o desabamento. Vídeos que circulam na internet, mostram as colunas com a estrutura interna exposta, coberta por sacos plásticos.

Sobrevivente de queda de prédio em Fortaleza fez selfie sob escombros para familiares

  Sobrevivente de queda de prédio em Fortaleza fez selfie sob escombros para familiares Sobrevivente de queda de prédio em Fortaleza fez selfie sob escombros para familiaresSegundo a reportagem, Davi era morador do primeiro andar do prédio e foi a oitava pessoa resgatada sob os escombros do edifício Andrea, no bairro Dionísio Torres, área nobre da capital cearense.

A corporação estima que há pelo menos 500 pessoas, o que inclui bombeiros, voluntários e parentes de vítimas. Os agentes de resgate se concentram em três pontos dos destroços, identificados como os apartamentos 501 e 302, além da área onde era o térreo do prédio.

Mais cedo nesta quinta-feira, 17, um dos bombeiros teve o olho atingido por uma fagulha e precisou ser removido em uma ambulância para uma unidade de saúde. Os pertences maiores das vítimas estão sendo levados para a Prefeitura de Fortaleza. Já os menores, como documentos e fotos, estão sendo catalogados e entregues às famílias. Objetos de valores serão destinados à Polícia Civil.

Além disso, uma casa vizinha ao local do desabamento foi esvaziada. Os moradores foram removidos para outra residência e acompanham os desdobramentos dos trabalhos das autoridades.

Corpo de Bombeiros confirma 1ª morte em desabamento de prédio de Fortaleza

  Corpo de Bombeiros confirma 1ª morte em desabamento de prédio de Fortaleza Corpo de Bombeiros confirma 1ª morte em desabamento de prédio de FortalezaLeia a cobertura completa do prédio que caiu em Fortaleza

Documento aponta que edifício tem 38 anos

No documento de registro do Edifício Andréa consta que o imóvel existe desde 1981, ou seja, tem 38 anos. Na segunda-feira, 14, dia anterior à tragédia, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) do Ceará foi notificado de que o prédio iria passar por reformas.

Conforme documento divulgado pelo órgão, a Anotação de Responsabilidade Técnica (Art) mostra que a obra foi estimada em R$ 22,2 mil. Ainda segundo a declaração, a reforma seria concluída em exatamente dois meses.

A Perícia Forense do Ceará, responsável por apurar as causas do acidente, vai iniciar a análise após a finalização do resgate. Segundo o órgão, “ainda é prematuro afirmar as reais causas do desabamento do Edifício Andréa”.

Conforme a Defesa Civil de Fortaleza, o prédio não tinha o Certificado de Conclusão de Edificação, conhecido como Habite-se, documento que comprova a execução de uma obra conforme o projeto aprovado no Alvará de Construção e autoriza o uso da edificação.

'Ele já acordou nos escombros', diz irmão do sobrevivente que tirou selfie após desabamento

  'Ele já acordou nos escombros', diz irmão do sobrevivente que tirou selfie após desabamento 'Ele já acordou nos escombros', diz irmão do sobrevivente que tirou selfie após desabamentoAté o início da noite desta quarta-feira, 16, o Corpo de Bombeiros do Ceará confirmava três mortes e informava estar à procura de sete desaparecidos. "O desabamento foi logo depois que os meus pais saíram pra trabalhar", diz Rômulo, que é técnico de enfermagem e recebeu a notícia em Cratéus, no interior do Estado, onde vive. Davi fez o registro para tranquilizar a mãe, que estava desesperada após saber da queda do edifício.

A Polícia Civil instaurou inquérito policial para apurar as circunstâncias do desabamento do Edifício Andréa. Oito testemunhas já foram ouvidas e as apurações estão em andamento.

Lei de 2012 prevê inspeção predial em Fortaleza

Em 2012, foi aprovada, no município de Fortaleza, a Lei de Inspeção Predial, mas até hoje não resultou em inspeções de imóveis na capital que garantam a segurança das edificações para evitar tragédias semelhantes à que ocorreu no Edifício Andréa. Desde 2017, a Inspeção Predial se tornou obrigatória para os estabelecimentos.

A Lei Nº 9913/2012 afirma que “fica estabelecida a obrigatoriedade de vistoria técnica, manutenção preventiva e periódica das edificações e equipamentos públicos e privados no âmbito do Município de Fortaleza”. Mas, segundo o presidente da Comissão de Direito Municipal da seção cearense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Wilson Vicentino, “em maio de 2017, o prazo de cumprimento da Lei de Inspeção Predial foi sucessivo e prorrogado pelo Decreto 14023, deixando a Prefeitura de Fortaleza de exigir e cobrar a aplicação do dispositivo legal”.

Ainda de acordo com o advogado, “o texto da lei é claro e atual, abrangendo edificações com três ou mais pavimentos, sejam elas residenciais, comerciais, industriais, educacionais, religiosas, mistas, coletivas, públicas e privadas, além de todas as outras que, destinadas a qualquer uso, possam causar riscos à coletividade”.

Pela Lei da Inspeção, estão previstas multas para edificações que não cumpram o estabelecido. As multas variam de mil a R$ 5 mil, e podem atingir R$ 10 mil em caso de reincidência. Os laudos de inspeção devem ser realizados por engenheiros habilitados, com registro no Crea, descrevendo detalhadamente o estado geral da edificação, as medidas saneadoras dos vícios de conservação e prazos de conclusão. Os custos de elaboração dos laudos serão arcados pelos respectivos proprietários.

______________________

Bombeiros resgatam corpo de síndica de prédio que desabou em Fortaleza .
Bombeiros resgatam corpo de síndica de prédio que desabou em FortalezaO Corpo de Bombeiros resgatou neste sábado, 19, o corpo da síndica Maria das Graças Rodrigues, de 53 anos, a nona e última vítima do desabamento do Edifício Andréa, no bairro Dionísio Torres, em Fortaleza. Após a localização do corpo, os bombeiros encerraram a operação de buscas.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 5
Isto é interessante!