Brasil: Defesa põe Forças Armadas à disposição para combater manchas de óleo - - PressFrom - Brasil

Brasil Defesa põe Forças Armadas à disposição para combater manchas de óleo

05:55  23 outubro  2019
05:55  23 outubro  2019 Fonte:   poder360.com.br

Golfinho é encontrado morto com manchas de óleo em praia de AL

  Golfinho é encontrado morto com manchas de óleo em praia de AL Mais uma consequência ambiental do vazamento de óleo no Nordeste. Um golfinho foi encontrado morto neste domingo em Feliz Deserto, no litoral sul de Alagoas, com manchas no corpo. A informação foi divulgada pelo Instituto Biota de Conservação, que recolheu o animal para realizar a necropsia. Este foi o primeiro mamífero a surgir morto desde o início do vazamento, no começo de setembro. De acordo com o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis), 13 tartarugas e uma ave já morreram no litoral nordestino por causa do óleo.No entanto, ainda não é possível saber a causa da morte do golfinho e se há relação com o óleo.

Vazamento de óleo em praias é lamentável e inusitado, disse o ministro da defesa e confirmou disponibilidade do exército.

Defesa põe Forças Armadas à disposição para combater manchas de óleo . O ministro da Defesa , Fernando Azevedo e Silva, informou hoje (22), durante entrevista coletiva com o As principais forças políticas da Catalunha entraram em acordo nesta terça-feira para continuarem a defender no

Manchas já atingiram o litoral dos 9 Estados do Nordeste© Secom/Sergipe (via Fotos Públicas) Manchas já atingiram o litoral dos 9 Estados do Nordeste

O ministro Fernando Azevedo e Silva (Defesa) disse nesta 3ª feira (22.out.2019) que o presidente Jair Bolsonaro autorizou a participação do Exército no combate às manchas de óleo que atingem praias da Região Nordeste.

O chefe da pasta da Defesa concedeu entrevista à imprensa junto ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PT). Durante sua fala, ele afirmou que o vazamento de resíduos de óleo no litoral nordestino 1 “fato lamentável e inusitado”.

De acordo com o ministro, o recrudescimento das manchas justificou o emprego dos militares no combate ao desastre. “A Marinha está debruçada sobre isso [derramamento de origem desconhecida] desde o início de setembro. Todo o efetivo possível está sendo utilizado. O Plano Nacional de Contingência está sendo seguido. No início, as manchas eram pequenas, mas as ações estão sendo tomadas”, declarou Azevedo.

Ministro do Meio Ambiente sobrevoa áreas com manchas de petróleo no litoral da Bahia

  Ministro do Meio Ambiente sobrevoa áreas com manchas de petróleo no litoral da Bahia Ministro do Meio Ambiente sobrevoa áreas com manchas de petróleo no litoral da BahiaEm mensagem no Twitter, Salles disse que o sobrevoo visa "acompanhamento das manchas e equipes de recolhimento" e acrescentou que irá visitar também "outras localidades" afetadas.

Defesa põe Forças Armadas à disposição para combater manchas de óleo . Economia 19:45. Alcolumbre, para o governo: o A expectativa de aprovação da reforma da Previdência, após oito meses de tramitação, levou o Índice Bovespa a bater novos recordes nominais nesta terça-feira.

As Forças Armadas atuam sob a direção superior do Ministério da Defesa (MD), que tem a incumbência de orientar, supervisionar e coordenar as atividades desenvolvidas por essas instituições. Em ações conjuntas, atuam sob a coordenação do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas

Entenda

A presença da manchas de óleo no litoral nordestino foi notada no fim de agosto. A primeira localidade onde, segundo o relatório do Ibama, a contaminação foi comunicada, fica na Praia Bela, em Pitimbu (PB), onde os fragmentos de óleo foram avistados no dia 30 de agosto. A partir daí, a substância escura e pegajosa se espalhou pelos nove estados do Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe).

A PF (Polícia Federal), a Marinha e os órgãos ambientais do Brasil tentam esclarecer como o material chegou às águas territoriais brasileiras e poluiu trechos do litoral nordestino.

De acordo com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, entre as hipóteses estão 1 possível vazamento acidental em alguma embarcação ainda não identificada; um derramamento criminoso do material por motivos desconhecidos ou a eventual limpeza do porão de um navio.

Ao participar de uma audiência pública na Câmara dos Deputados, na semana passada, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que análises laboratoriais confirmaram que a substância não provém da produção da estatal petrolífera.

Com informações da Agência Brasil

__________________________________

Bolsonaro diz que 'diminuiu bastante' possibilidade de encontrar culpado por mancha de óleo .
Bolsonaro diz que 'diminuiu bastante' possibilidade de encontrar culpado por mancha de óleo"Ninguém sabe a origem ainda. Diminuiu bastante a possibilidade de se encontrar e ter um responsável. Não temos nada de concreto. De modo que nada podemos anunciar", afirmou, na saída do Palácio do Planalto. "Os órgãos do governo estão empenhados”, afirmou.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 4
Isto é interessante!