Brasil Bolsonaro: 'A ideia é que os futuros servidores não tenham estabilidade'

16:33  02 novembro  2019
16:33  02 novembro  2019 Fonte:   correiobraziliense.com.br

Exonerado, Queiroz continua indicando caminhos para nomeações no legislativo

  Exonerado, Queiroz continua indicando caminhos para nomeações no legislativo Exonerado, Queiroz continua indicando caminhos para nomeações no legislativoEm nota para o jornal, Queiroz admitiu que mantém influência nas indicações porque contribuiu de forma significativa na campanha de muitos políticos no Estado do Rio de Janeiro. Já Flávio Bolsonaro nega que tenha aceitado indicações e que mantenha contato com ele.

O presidente Bolsonaro reiterou que pretende acabar com a estabilidade dos futuros servidores .

O texto deve propor o fim da estabilidade automática para futuros servidores públicos. A ideia seria definir um tempo para atingir a estabilidade , de acordo com Sobre a reforma tributária, Bolsonaro disse que o governo deve apresentar uma proposta contemplando mudanças nas regras apenas dos

  Bolsonaro: 'A ideia é que os futuros servidores não tenham estabilidade' © Mauro Pimentel/AFP

O presidente Jair Bolsonaro comentou na manhã deste sábado, (2/11), sobre a reestruturação das carreiras do serviço público prevista na reforma administrativa. "A ideia é que os futuros servidores não tenham estabilidade ", reiterou. O governo avalia contratar os novos servidores pelo regime da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), para que só após um prazo, que pode ser de dez anos, eles atinjam a estabilidade do cargo.

Bolsonaro disse novamente que não vai cumprimentar o presidente recém eleito na Argentina Alberto Fernandez. "Quem faz aquele sinal (o L com a mão em sinal de Lula livre) não merece ",  afirmou.  Não vai mandar representante mas também não impedirá "quem quiser ir". Fernandez toma posse como presidente da Argentina no dia 10 de dezembro.

No dia da eleição, Fernández postou uma selfie em uma rede social fazendo o sinal de apoio ao ex-presidente Lula, o que Bolsonaro considerou uma afronta à democracia do Brasil. Lula está preso desde 7 de abril de 2018 na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR).

Bolsonaro e aliados avaliam os efeitos de eventual saída do PSL .
Bolsonaro e aliados avaliam os efeitos de eventual saída do PSLUma conversa entre Bolsonaro e a cúpula governista está programada para amanhã, onde é possível que a pauta sobre o novo partido seja debatida. “Terça-feira acho que ele vai ambientar a gente, mas ainda não é nada certo”, afirma um interlocutor. No mesmo dia, há a possibilidade de o Planalto encaminhar à Câmara a proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma administrativa, que vai apresentar novas regras para o funcionalismo, entre elas, o fim da estabilidade a futuros servidores públicos, preservando, assim, o direito adquirido dos atuais.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 1
Isto é interessante!