Brasil: Compartilhar vídeos e imagens dos mortos no massacre em Suzano é crime - PressFrom - Brasil

BrasilCompartilhar vídeos e imagens dos mortos no massacre em Suzano é crime

01:26  14 março  2019
01:26  14 março  2019 Fonte:   huffpostbrasil.com

Aluna ferida no massacre em Suzano tem alta nesta quarta

Aluna ferida no massacre em Suzano tem alta nesta quarta Dois alunos seguem internados no Hospital das Clínicas, na capital, após ataque que deixou 10 mortos na Grande SP

Compartilhar Polícia investiga adolescente como terceiro envolvido no massacre em Suzano . Caixas de som foram colocadas ao lado do local do ato; assista ao vídeo . Morto em 2014. Compartilhar Madrasta diz que menino Bernardo morreu após ingerir remédios sozinho.

Cinco adolescentes e três adultos morreram em decorrência do ataque a tiros em Suzano , cidade na região metropolitana de São Paulo, na manhã Mais cedo, a polícia chegou a divulgar, erroneamente, que estavam entre os mortos os alunos João Vitor Ramos Lemos e Pablo Henrique Rodrigues, mas

Compartilhar vídeos e imagens dos mortos no massacre em Suzano é crime © ASSOCIATED PRESS Police officers and investigators stand outside the Raul Brasil State School in Suzano, the greater Sao Paulo area, Brazil, Wednesday, March 13, 2019. The state government of Sao Paulo said two teenagers, armed with guns and wearing hoods, entered the school and began shooting at students. They then killed themselves, according to the statement. (AP Photo/Andre Penner)

O massacre que aconteceu na manhã desta quarta-feira (13) em Suzano, na Grande São Paulo, mostrou toda a crueldade humana em suas diversas faces ― e uma delas está nas redes sociais.

TUDO SOBRE O ATAQUE EM ESCOLA DE SUZANO

Ao escrever “vídeo” na busca do Twitter, lá estão os termos mais buscados: “video escola”, “video suzano”, video atiradores”, entre outros.

Polícia diz que jovem investigado queria participar de ataque em Suzano

Polícia diz que jovem investigado queria participar de ataque em Suzano Polícia diz que jovem investigado queria participar de ataque em Suzano

Usuários do Twitter querem assistir ao vídeo dos mortos em Suzano . No Google, não é diferente: “ video escola suzano ” é um Não é apenas um desrespeito compartilhar vídeos e fotos das vítimas na cena do crime , já sem vida e com sangue. Esse tipo de postagem também pode configurar crime

A APEOESP vem a público expressar sua profunda consternação pela tragédia ocorrida na manhã desta quarta-feira, 13 de março, na Escola Estadual Professor Raul Brasil, na cidade de Suzano Compartilhar vídeos e imagens dos mortos no massacre em Suzano é crime .

Compartilhar vídeos e imagens dos mortos no massacre em Suzano é crime © Twitter/Reprodução Usuários do Twitter querem assistir ao vídeo dos mortos em Suzano.

No Google, não é diferente: “video escola suzano” é um dos termos mais procurados nesta quarta-feira.

Nessas rápidas buscas, é fácil encontrar vídeos de poucos segundos que mostram adolescentes caídos no chão, rodeados por poças de sangue. Em outras imagens, é possível ver o rosto dos adolescentes e profissionais já sem vida, na escola, enquanto outros corriam para se esconder.

Além de serem compartilhados livremente, estes vídeos não têm qualquer filtro ou tarja que escondam a identidade das vítimas.

E não são só usuários das redes sociais; grandes veículos de comunicação também exploram as imagens sem qualquer filtro a não ser a advertência “Atenção, cenas fortes”. Essa chamada acaba, na verdade, aumentando a curiosidade de seus leitores e conseguindo mais “cliques”.

Famílias de mortos em escola de Suzano serão indenizadas em R$ 100 mil

Famílias de mortos em escola de Suzano serão indenizadas em R$ 100 mil Famílias de mortos em escola de Suzano serão indenizadas em R$ 100 mil

No massacre de Suzano , os assassinos eram ex-alunos da escola. Um dos mortos era tio de É preciso fazer essa investigação para dar segurança às pessoas, pois ainda não sabemos a motivação do crime e como eles tiveram acesso a armas, por exemplo” O massacre em Suzano em VÍDEOS .

Vídeos . Busca. Catraca Livre. Cidadania. Agenda. Vídeos . Um dos cinco estudantes mortos no massacre de Suzano (SP), Samuel Melquiades de Oliveira, de Atentado na Nova Zelândia: crimes transmitidos nas redes sociais. Mais um atentado terrorista chocou o mundo nesta sexta-feira, dia 15.

Não é apenas um desrespeito compartilhar vídeos e fotos das vítimas na cena do crime, já sem vida e com sangue. Esse tipo de postagem também pode configurar crime, pois ocorre o vilipêndio do cadáver, conforme determina o artigo 212 do Código Penal.

“Todo crime tem por trás de si um bem. No homicídio, se protege a vida. No vilipêndio, se protege o sentimento religioso das pessoas, dos familiares”, explica o advogado Eduardo Reale Ferrari, doutor em Direito Penal pela USP e professor da FGV em São Paulo.

Reale destaca ao HuffPost que o vazamento de vídeos do cantor Cristiano Araújo, morto em 2015 vítima de um acidente de carro, gerou condenações judiciais.

“Quando você expõe na mídia um corpo de uma pessoa que faleceu, isso é uma humilhação e atinge a família”, conclui.

Portanto, para não causar mais sofrimento às famílias e dar o devido respeito às vítimas desta tragédia, não poste, não busque e nem compartilhe estas imagens.

Quem são os oito mortos no massacre de Suzano

Quem são os oito mortos no massacre de Suzano Quem são os oito mortos no massacre de Suzano

A publicação mostra imagens de presidiários e de um policial morto , seguida da seguinte frase: “Neste dia dos pais Luiz Henrique de Castro, que completaria 26 anos no próximo sábado, compartilhava imagens de armas de fogo em MASSACRE EM SUZANO : — Silêncio de Bolsonaro é perturbador.

Compartilhar vídeos e imagens dos mortos no massacre em Suzano é crime . Massacre em Suzano foi o quarto em escolas do Brasil nos últimos 8 anos. Sandy e Junior confirmam turnê 'Nossa História' em comemoração aos 30 anos de carreira.

Massacre em Suzano

Guilherme Taucci Monteiro e Luiz Henrique de Castro eram ex-alunos da Escola Estadual Raul Brasil. O mais jovem tinha sido expulso em 2018 do colégio após ter “problemas”, segundo o secretário de Segurança Pública de São Paulo, general João Camilo de Campo.

Escola de Suzano reabre para atendimento psicológico de funcionários e alunos

Escola de Suzano reabre para atendimento psicológico de funcionários e alunos Escola de Suzano reabre para atendimento psicológico de funcionários e alunos

Quando soube do massacre na escola Um vídeo feito por câmera de segurança mostra o momento em que os dois criminosos chegam à Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano , na manhã desta quarta. Há 4 horas Mogi das Cruzes e Suzano . Douglas voltou para buscar a namorada e foi morto .

O adolescente negou participação no crime e foi liberado ao final do depoimento. O massacre em Suzano em VÍDEOS . Veja imagens que ajudaram a identificar atirador no caso Marielle. Polícia comparou vídeos do braço do atirador durante tocaia com outro dele em estande de tiro.

Entre as vítimas que morreram, estão 5 estudantes: Kaio Lucas, Cleiton Antônio Ribeiro, Caio Oliveira, Samuel Melquíades Silva de Oliveira e Douglas Murilo Celestino - este último morreu a caminho do hospital. As idades não foram divulgadas, mas os jovens teriam entre 15 e 17 anos.

Também foram assassinadas a coordenadora-pedagógica da escola, Marilena Ferreira Vieira Umezo, e a agente de organização escolar Eliana Regina de Oliveira Xavier.

Vídeo: Em choque, alunos de escola atacada falam à imprensa (Via AFP)

Meses antes do massacre de Suzano, suspeito detalhou ação pelo Whatsapp.
Meses antes do massacre de Suzano, suspeito detalhou ação pelo Whatsapp

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 717
Isto é interessante!