Brasil: Frieza e ira de advogado: os detalhes do depoimento do pai de Bernardo - PressFrom - Brasil

BrasilFrieza e ira de advogado: os detalhes do depoimento do pai de Bernardo

12:10  14 março  2019
12:10  14 março  2019 Fonte:   veja.abril.com.br

Começa hoje o julgamento do pai e da madrasta do menino Bernardo

Começa hoje o julgamento do pai e da madrasta do menino Bernardo Começa hoje o julgamento do pai e da madrasta do menino Bernardo

A estratégia do advogado de defesa é bastante clara: se Boldrini for inocentado, acatará a sentença a ser proferida, espera-se, nesta sexta; se pegar cadeia O pai diz ter sido informado pela mulher que, quando retornaram da cidade vizinha, Bernardo teria ido dormir na casa de um amigo chamado Lucas.

Acusado de matar o filho Bernardo Boldrini, então com 11 anos, o médico Leandro Boldrini foi interrogado na tarde desta quarta-feira (13), terceiro dia do

Frieza e ira de advogado: os detalhes do depoimento do pai de Bernardo © João Batista Jr./VEJA Leandro Boldrini, pai do menino Bernardo

O terceiro dia do júri popular sobre a morte de Bernardo, de 11 anos, executado no dia 4 de abril de 2014 por uma superdosagem do sedativo Midazolam, contou com o depoimento de seu pai, o médico cirurgião Leandro Boldrini. Ele é acusado por ser o mentor do assassinato do filho. Sem esboçar emoção, a maior parte do tempo com olhar fixo, ele falou ao longo de três horas. Não se negou em responder nenhuma pergunta elaborada pelos promotores, mas seu advogado, Ezequiel Vetoretti, pediu ao cliente deixar de falar em determinado momento por considerar que a promotoria estava sendo sádica e objetivava tirá-lo do sério. Mesmo assim, os promotores seguiram com as perguntas – sabendo que não seriam respondidas. Uma delas: “O que é ser pai?”

Julgamento do caso do menino Bernardo Boldrini tem início no RS

Julgamento do caso do menino Bernardo Boldrini tem início no RS Julgamento do caso do menino Bernardo Boldrini tem início no RS

O médico Leandro Boldrini, acusado de mandar matar o filho Bernardo , foi interrogado por mais de 3 horas na tarde desta quarta-feira. No depoimento , ele

Deve sair ainda hoje a sentença do julgamento sobre a morte de Bernardo Boldrini, há cinco anos, no interior do Rio Grande do Sul. Nesta quinta-feira, a

Encerradas as perguntas, Vettoreti se levantou e leu um parecer do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, segundo o qual juízes não podem autorizar que promotores façam perguntas quando o réu anuncia o desejo em não responder sob o risco de causar nulidade do julgamento. A estratégia do advogado de defesa é bastante clara: se Boldrini for inocentado, acatará a sentença a ser proferida, espera-se, nesta sexta; se pegar cadeia, entrará com pedido para anular todo o júri.

Quando falou, e falou bastante, Boldrini não conseguiu ser claro em pontos fundamentais. Ele afirma ter ido dormir depois do almoço (tilápia, arroz e salada), portanto, não teria visto a mulher, Graciele Ugulini, deixar a residência com Bernardo. Boldrini se enrolou com a precisão do horário neste dia 4 de abril de 2014, sem conseguir precisar ao certo quando chegou à residência para almoçar e quanto tempo levou para fazer a refeição.

Sedativo, soda cáustica e cova: como o menino Bernardo Boldrini foi morto

Sedativo, soda cáustica e cova: como o menino Bernardo Boldrini foi morto João Batista Jr.Julgamento do caso menino BernardoNo Fórum de Três Passos (RS), Evandro Wirganowicz (de camiseta azul), que teria aberto a cova onde o menino Bernardo foi jogado; o pai do garoto, Leandro Boldrini (de camisa amarela); e a madrasta Graciele Ugoline (de coque e de cabeça baixa)VEJA.com1 Com atraso de três horas e meia, foi iniciado às 13h desta segunda-feira, 11, em Três Passos (RS) o primeiro dia do júri popular dos quatro acusados do assassinato de Bernardo Boldrini, de 11 anos, desaparecido e morto no dia 4 de abril de 2014, uma sexta-feira. A audiência é comandada pela juíza Sucilene Engler.

Um vídeo registrado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) mostra o depoimento na íntegra do jovem Muriell Marshall Madeira, de 24 anos, que

Edir macedo chama jesus de imbecil e jó de ignorante! Dovada ca oameni suntem controlati de catre Satan adica Lucifer care se da drept INGER de LUMINA - Duration: 3:17.

Uma imagem de câmera mostra madrasta e garoto dentro de uma caminhonete às 12h23, quando ela dirigia o menino rumo à morte na cidade de Frederico Westphalen. O pai diz ter sido informado pela mulher que, quando retornaram da cidade vizinha, Bernardo teria ido dormir na casa de um amigo chamado Lucas. O menino morreu e foi colocado em uma cova vertical às 15h.

Boldrini e a mulher, na noite de sábado, pouco mais de 24 horas após a execução, foram para uma boate na cidade Três de Maio. Boldrini só foi procurar o filho no fim da tarde de domingo, quando foi até o comércio do pai de Lucas saber se a criança estava lá. Depois de contatar amigos e pais de amigos do filho, e de fazer um Boletim de Ocorrência, o pai desligou o celular às 23h58 e o ligou de volta no dia seguinte, às 7h. Acordou e foi fazer uma cirurgia no hospital.

Alguns trechos do depoimento de Leandro Boldrini:

Rumo à morte

“Ela (Graciele) me disse que o Bernardo tinha ido pousar na casa do Lucas, quando voltei do hospital por volta das 20h30, e que teria o levado para Frederico (Westphalen) durante a tarde, onde foi comprar uma TV e um aquário para o Bernardo. Não vi meu filho saindo de casa com ela.”

No 2º dia de júri, testemunhas lembram relação conturbada de Bernardo com o pai

No 2º dia de júri, testemunhas lembram relação conturbada de Bernardo com o pai No 2º dia de júri, testemunhas lembram relação conturbada de Bernardo com o pai

ADVOGADO DE LULA ENCHE O SACO E MORO DÁ UM CORRETIVO AO MESMO EM DEPOIMENTO DE AGENOR MEDEIROS - Продолжительность: 30:00 A MISSÃO TV 548 641 просмотр.

UOL, a maior empresa brasileira de conteúdo, serviços digitais e tecnologia com vários canais de jornalismo e diversas soluções para você ou seu negócio.

O “sumiço do filho”

“No fim da tarde de domingo, eu fui ao hospital ver os pacientes recém-operados. Como o restaurante do pai do Lucas fica ao lado do hospital, passei para pegar o meu filho. Ele não estava lá. Fui até a casa dele (Lucas), onde me contaram que o Bernardo não tinha ido lá desde sexta. Comecei a maratona de ligações e procura. Liguei para outros colegas, pais… fui passando em toda a minha agenda. Fui então até a praça da cidade, onde havia uma festa. A Graciele só dizia: ‘vamos continuar ligando’, ela estava normal como a água é cristalina.”

Estorvo familiar

“O Bernardo estava começando a ficar mais autônimo, definia o que queria fazer, onde queria ir. Ele não era um estorvo, caso contrário eu poderia ter mandado ele (ir morar) para a Tia Juçara, para as avós, um internato…”

“Quero rezar no túmulo do meu filho”

“Eu não mandei matar o meu filho. Podem me decapitar, jurados, mas estarão cometendo um erro. Quem matou foi a Graciele com a Edelvânia. Se eu fui um pai ausente? Fui. Mas só mata quem tem patologia, eu não tenho. Quando sair e tirar as algemas, quero ir direto ao túmulo do meu filho em Santa Rosa, para rezar. Quero retomar a minha vida aqui em Três Passos. Hoje, com certeza, faria as coisas diferentes, trabalharia menos e passaria mais tempo com a família.”

Barraco entre advogado e testemunha interrompe júri do caso Bernardo

Barraco entre advogado e testemunha interrompe júri do caso Bernardo Barraco entre advogado e testemunha interrompe júri do caso Bernardo

O ex-governador do Rio, Sergio Cabral, prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro e, orientado pelos seus advogados , brincou de "Vaca Amarela" com o juiz.

Guilherme de Pádua conta detalhes do assassinato de Daniela Perez ENTREVISTA COMPLETA Fantástico -O depoimento de Elize Matsunaga-20/11/2016 - Продолжительность: 7:39 Maílson Confissão de uma assasino frio que matou Pai e Filho de 8 meses - Продолжительность: 2:04

Infância

“Meu pai teve três filhos, eu fui o único a fazer faculdade. Ele era rude, simples. Eu nunca recebi um beijo, ele nunca me pegou no colo.”

______________________________________________

Vídeo: Em choque, alunos de escola atacada falam à imprensa (Via AFP)

Pai de Bernardo sai da sala e se recusa a ver imagens do cadáver do filho.
Pai de Bernardo sai da sala e se recusa a ver imagens do cadáver do filho

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 7
Isto é interessante!