Brasil: Ronnie Lessa e Élcio Queiroz viram réus pela morte de Marielle Franco - PressFrom - Brasil

BrasilRonnie Lessa e Élcio Queiroz viram réus pela morte de Marielle Franco

00:15  16 março  2019
00:15  16 março  2019 Fonte:   veja.abril.com.br

Acusados pela morte de Marielle Franco têm histórico de suspeitas

Acusados pela morte de Marielle Franco têm histórico de suspeitas Acusados pela morte de Marielle Franco têm histórico de suspeitas

Foram transferidos para o presídio de Bangu, no Rio de Janeiro, o PM reformado Ronnie Lessa e o ex-PM Élcio Queiroz , acusados pela execução da vereadora

Especialistas comentam decisão de enviar processos de corrupção e lavagem de dinheiro à Justiça Eleitoral. Prefeitura realiza reunião técnica para discutir projetos para a capital.

Ronnie Lessa e Élcio Queiroz viram réus pela morte de Marielle Franco © Fotos Ronnie Lessa e Elcio de Queiroz

O juiz Gustavo Kalil, do 4º Tribunal do Júri do Rio de Janeiro, recebeu a denúncia apresentada pelo Ministério Público e tornou réus o sargento reformado Ronnie Lessa e o ex-policial Élcio Queiroz, acusados de executar a vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco e seu motorista, Anderson Gomes.

Kalil também aceitou a transferência dos presos para uma unidade federal de segurança máxima, a ser determinada pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen). A saída dos presos do Rio foi considerada “necessária” para a garantia da segurança pública no estado e para evitar que sejam cometidos novos delitos, “vez que os acusados teriam, como argumentou o MP, ligações com suposta organização miliciana composta por policiais militares da ativa”.

No Facebook, suspeito de morte de Marielle criticava direitos humanos

No Facebook, suspeito de morte de Marielle criticava direitos humanos No Facebook, suspeito de morte de Marielle criticava direitos humanos

O sargento da Polícia Militar reformado Ronnie Lessa e o ex-policial militar Élcio Queiroz , tornaram-se réus na ação que investiga o caso Marielle Na decisão, o juiz Gustavo Kalil, do 4º Tribunal do Júri do Rio, autorizou em caráter urgente e liminar, o pedido de transferência dos acusados para um

Marielle Franco (Portuguese pronunciation: [maɾiˈɛli ˈfɾɐ̃ku], born Marielle Francisco da Silva; 27 July 1979 – 14 March 2018) was a Brazilian politician, feminist, and human rights activist.

O juiz determinou que bens móveis e imóveis nos nomes de Lessa e Queiroz sejam apreendidos para garantir os recursos de indenizações, que podem ser pagas à família de Marielle, caso eles sejam condenados pelo crime.

O magistrado ainda citou, na sua decisão, um depósito de 100.000 reais, feito em dinheiro e na boca do caixa, na conta de Ronnie Lessa em 9 de outubro de 2018. Uma denúncia anônima telefônica, feita em outubro, relatou à Justiça que a morte de Marielle foi encomendada por 200.000 reais.

Dados do sigilo telemático de Lessa indicaram, ainda, que ele teria feito diversas buscas relacionadas ao crime e que manifestavam seu repúdio a determinados políticos e partidos à esquerda. Entre as informações que ele buscou, estão familiares do deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ), aliado de Marielle, a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e dirigentes da Anistia Internacional, entidade que cobra o esclarecimento do assassinato da vereadora.

DEM expulsa filiado suspeito de participar do assassinato de Marielle

DEM expulsa filiado suspeito de participar do assassinato de Marielle DEM expulsa filiado suspeito de participar do assassinato de Marielle

O sargento da Polícia Militar reformado Ronnie Lessa e o ex-policial militar Élcio Queiroz , tornaram-se réus na ação que Um ano após morte , manifestantes homenageiam Marielle no Rio. Na decisão, o juiz Gustavo Kalil, do 4º Tribunal do Júri do Rio, autorizou em caráter urgente e liminar, o pedido de

Ronnie Lessa e Élcio Queiroz deixam a Delegacia de Homicídios, na Barra — Foto: Reprodução/TV Globo. O pedido do MP diz que a medida é necessária para garantir o ressarcimento dos Às 16h59, o celular de Élcio Queiroz é detectado por antenas no condomínio de Lessa , o Vivendas da Barra.

Vídeo: Homenagens a Marielle e Anderson ocorreram no Rio


MP: “Barbárie contra Marielle foi golpe ao Estado Democrático de Direito”.
MP: “Barbárie contra Marielle foi golpe ao Estado Democrático de Direito”

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 0
Isto é interessante!