Ciência e Tecnologia BC determina suspensão de pagamento por WhatsApp e diz que operação requer aval prévio

00:50  24 junho  2020
00:50  24 junho  2020 Fonte:   reuters.com

Dinheiro apreendido pela PF não tem relação com hospitais de campanha

  Dinheiro apreendido pela PF não tem relação com hospitais de campanha Dinheiro apreendido pela PF não tem relação com hospitais de campanha “Policia Federal prendeu com acessor (sic) do governador rio de janeiro paulo peixoto…dinheiro de hospitais de campanha covid 19”, diz a legenda da postagem feita no Facebook.

. © Reuters .

BRASÍLIA (Reuters) - O Banco Central anunciou nesta terça-feira que determinou que Visa e Mastercard suspendam o uso do aplicativo WhatsApp para iniciação de pagamentos e transferências, para permitir que a autarquia avalie eventuais riscos ao funcionamento adequado do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB).

"A motivação do BC para a decisão é preservar um adequado ambiente competitivo, que assegure o funcionamento de um sistema de pagamentos interoperável, rápido, seguro, transparente, aberto e barato", afirmou o BC em nota.

"O eventual início ou continuidade das operações sem a prévia análise do regulador poderia gerar danos irreparáveis ao SPB notadamente no que se refere à competição, eficiência e privacidade de dados", disse a autarquia, acrescentando que a continuidade das operações sem autorização sujeitará os envolvidos a multa e processo administrativo sancionador.

Na semana passada, o Facebook, dono do WhatsApp, anunciou parceria com instituições financeiras no país para execução de pagamentos por meio do aplicativo.

(Por Isabel Versiani)

_____________________

Fluminense volta a ter salários em dia, faz novo acordo com atletas e respira aliviado .
Clube havia fechado 2019 sem dívidas na CLT; jogadores reduziram o pagamento referente a junho em 25%O LANCE! apurou que os jogadores do Flu aceitaram uma nova redução salarial de 25% em junho. Por isso, como o clube já havia pago 75% dos vencimentos, as dívidas estão zeradas. A folha de julho vence apenas no quinto dia útil do próximo mês, uma sexta-feira, dia 7 de agosto. Além disso foi feito um acordo para funcionários que recebem mais de R$ 4 mil mensais. A redução é em cima do valor excedido aos R$ 4 mil e valerá para os meses de julho, agosto e setembro. Em contrapartida, esse grupo de profissionais terá os empregos assegurados até dezembro.

usr: 1
Isto é interessante!