Ciência e TecnologiaRússia pode continuar levando astronautas da NASA à ISS em 2020

20:55  18 fevereiro  2019
20:55  18 fevereiro  2019 Fonte:   canaltech.com.br

Meteorito explodiu em Cuba com a energia de 1,4 mil toneladas de TNT, diz NASA

Meteorito explodiu em Cuba com a energia de 1,4 mil toneladas de TNT, diz NASA Meteorito explodiu em Cuba com a energia de 1,4 mil toneladas de TNT, diz NASA

Desde 2011, a NASA conta com a Rússia para enviar seus astronautas à Estação Espacial Internacional (ISS), usando seus foguetes e naves Soyuz para tal Soyuz até 2020 . Depois de muitas alterações de cronograma, a SpaceX pode enfim fazer o primeiro voo de teste (não tripulado) com

Você pode consultar a descrição detalhada do processo de processamento na Política de Com o final da cooperação, a Rússia não transportará mais os astronautas da NASA à Estação Se você não quiser que continuemos processando seus dados, por favor, clique aqui para excluir sua conta.

Rússia pode continuar levando astronautas da NASA à ISS em 2020© NASA nave russa Soyuz

Desde 2011, a NASA conta com a Rússia para enviar seus astronautas à Estação Espacial Internacional (ISS), usando seus foguetes e naves Soyuz para tal, desde o fim do programa dos ônibus espaciais. A fim de acabar com essa dependência, a agência espacial dos Estados Unidos vem trabalhando no projeto Commercial Crew Program, que contará com as empresas privadas SpaceX e Boeing nesses lançamentos — mas o programa já está bastante atrasado e, ainda que o contrato dos EUA com a Rússia acabe neste ano, pode ser que a NASA ainda precise dos envios com o conjunto Soyuz até 2020.

Depois de muitas alterações de cronograma, a SpaceX pode enfim fazer o primeiro voo de teste (não tripulado) com sua nova cápsula Crew Dragon no comecinho de março, com a Boeing fazendo seu primeiro voo de teste com a nave Starliner em abril. Tudo dando certo, o primeiro teste tripulado da empresa espacial de Elon Musk deve acontecer em julho, com o mesmo sendo feito com a nave da Boeing em agosto. Mas ainda não há garantias de que os veículos estarão prontos para voos operacionais à ISS no início de 2020.

Para líder da NASA, missão da SpaceX à Marte é o maior desafio até agora

Para líder da NASA, missão da SpaceX à Marte é o maior desafio até agora Para líder da NASA, missão da SpaceX à Marte é o maior desafio até agora

01/08/ 2020 20h44. Os astronautas norte-americanos Robert Behnken e Douglas Hurley já saíram da A viagem entre a ISS e a Terra pode levar entre 6 e 30 horas, dependendo da trajetória. Uma nova missão tripulada da Nasa , em parceira com a SpaceX, deve levar mais quatro astronautas à

Os astronautas e cosmonautas dos dois países ressaltaram a capacidade das viagens espaciais para unir nações rivais por uma causa comum. A presença da SpaceX e da Boeing, empresas privadas que assinaram contratos com a Nasa , aumenta o debate sobre o retorno da "corrida espacial" entre

Rússia pode continuar levando astronautas da NASA à ISS em 2020 Naves Crew Dragon e Starliner, da SpaceX e Boeing, levarão astronautas da NASA à ISS (Imagem: NASA)

O último lançamento contratado pela NASA com a Rússia é o da missão programada para julho deste ano, quando a nave Soyuz levará à estação o cosmonauta Aleksandr Skvortsov, o astronauta da NASA Andrew Morgan e o astronauta italiano da ESA Luca Parmitano. Eles ficarão seis ou sete meses por lá, voltando à Terra entre janeiro e fevereiro de 2020 — ou seja, até lá, a NASA já precisa enviar um novo astronauta à ISS; do contrário, ficará de fora da Estação Espacial Internacional por um período.

Então, ainda que renovar contratos de lançamento com a Rússia seja exatamente o que os Estados Unidos não querem mais fazer, a NASA precisará contar com os antigos rivais por mais um tempo, pois ficar sem astronautas estadunidenses trabalhando na ISS é um cenário ainda pior do que aceitar que ainda não podem se independer da Rússia tão cedo. Em um documento publicado na semana passada, a agência diz que considera, sim, contratar a Roscosmos (agência espacial russa) para mais dois lançamentos depois deste de julho, reservando um assento na viagem planejada para o final de 2019 e outro para o primeiro semestre de 2020 — garantindo a presença dos EUA na ISS até setembro de 2020, quando se espera que as naves da SpaceX e da Boeing enfim estejam prontas para serem usadas.

NASA captura imagens de ondas supersônicas pela primeira vez na história

NASA captura imagens de ondas supersônicas pela primeira vez na história Tecnologia de imagem da NASA resultou nas primeiras imagens já capturadas de ondas de choque em interação produzidas por jatos supersônicos em voo . As novas imagens, além de serem bonitas, ajudarão a NASA a projetar jatos capazes de produzir ruídos em vez de explosões sônicas barulhentas ao quebrar a barreira do som.O projeto, chamado de AirBOS, ou Air-to-Air Background Oriented Schlieren flights, recentemente aconteceu no Centro de Pesquisa de Voo Armstrong, da NASA, em Edwards, na Califórnia, segundo informou a agência em um comunicado de imprensa.

Повторите попытку позже. Опубликовано: 21 мая 2020 г. curiosidades, curiosidades sobre, curiosidade, curioso, curiosos, uma curiosidade, curiosidades do mundo, curiosidades do brasil, curiosidades carnaval, mega curioso, curiosidade quase infinita, 5 curiosidades

A Nasa vai levar de novo astronautas para a Lua. Já fizemos isso, mas a tarefa não é simples e requer A Nasa também pretende instalar o Gateway, uma estação espacial que orbitaria a Lua Astronautas , ou robôs, poderiam até utilizar esse gelo para fabricação de combustível de foguete

E, ainda que o último lançamento da Roscosmos com astronautas da NASA tenha custado US$ 81 milhões (incluindo treinamentos de voo a bordo da Soyuz), a NASA afirma que as consequências de não haver tripulação dos EUA na estação seriam ainda piores do que tamanho gasto, pois "a ausência de membros [dos EUA] diminuiria as operações da ISS para um estado inoperável", segundo a agência espacial.

Fonte: ARSTechinica

Leia Mais

NASA confirma que detritos de satélite indiano representam risco à ISS.
NASA confirma que detritos de satélite indiano representam risco à ISS

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 3
Isto é interessante!