Esportes Covas abertas em cemitério de SP viram destaque no Washington Post

18:13  02 abril  2020
18:13  02 abril  2020 Fonte:   msn.com

Trump diz esperar que premiê japonês tome "decisão apropriada" sobre Olimpíada

  Trump diz esperar que premiê japonês tome Trump diz esperar que premiê japonês tome "decisão apropriada" sobre Olimpíada"Seremos guiados pelos desejos do primeiro-ministro (Shinzo) Abe, do Japão, um grande amigo dos Estados Unidos e um homem que fez um trabalho magnífico na área olímpica, sobre ir aos Jogos Olímpicos no Japão. Ele tomará a decisão apropriada", disse Trump no Twitter.

Dezenas de covas são abertas no Cemitério da Vila Formosa, em SP André Penner/AP. A alta movimentação por enterros no cemitério da Vila Formosa, que é o maior da América Latina e fica localizado na zona leste de São Paulo, foi destaque no jornal americano The Washington Post

De acordo com funcionários do cemitério , a alta demanda de sepultamentos tem exigido a abertura de cerca de 100 covas por dia, o dobro do habitual antes da pandemia. Cemitério Vila Formosa, em SP , é destaque no jornal americano The Washington Post Reprodução/Reprodução.

Dezenas de covas são abertas no Cemitério da Vila Formosa, em SP © André Penner/AP Dezenas de covas são abertas no Cemitério da Vila Formosa, em SP

A alta movimentação por enterros no cemitério da Vila Formosa, que é o maior da América Latina e fica localizado na zona leste de São Paulo, foi destaque no jornal americano The Washington Post, nesta quinta-feira, 2, que publicou imagem de dezenas de covas abertas para receber vítimas fatais do coronavírus.

Na legenda da foto, o jornal lembrou que Jair Bolsonaro já tratou a doença como uma “fantasia”.

Acompanhe nossa cobertura sobre o coronavírus.
Últimas notícias, perguntas e respostas e como se cuidar.


Diante do aumento de mortes em decorrência do coronavírus na capital paulista, que concentra o maior número de casos confirmados e de óbitos no país, os cemitérios na cidade têm corrido contra o tempo para sepultar as vítimas.

São Paulo vai precisar de pelo menos mil leitos de UTI até o final de abril, diz secretário

  São Paulo vai precisar de pelo menos mil leitos de UTI até o final de abril, diz secretário São Paulo vai precisar de pelo menos mil leitos de UTI até o final de abril, diz secretárioA afirmação foi feita pelo secretário neste sábado, 28, no Hospital Municipal da Brasilândia, na zona norte da capital, onde devem ser oferecidos 150 leitos de UTI em 40 dias e mais 30 leitos de enfermaria para pacientes com o novo coronavírus.

Dezenas de covas abertas à espera de mortos pelo coronavírus na zona leste de São Paulo - Продолжительность: 2:17 Jornalismo TV Cultura 402 775 просмотров. Ressaca atinge o litoral de SP e faz faixas de areia desaparecerem - Продолжительность: 1:29 RIT Notícias 53 568 просмотров.

Na tentativa de acabar com o presidente Jair Bolsonaro, o governador João Doria, expõe covas abertas em cemitério de São Paulo, é destaque no Washington Post . Uma imagem tirado do alto, mostra cetenas de covas abertas de um cemitério da grande São Paulo. O cemitério da Vila

O Vila Formosa é o maior cemitério da cidade com 763 000 metros quadrados. Foram registrados pedidos de contratos emergenciais para a compra de equipamentos de segurança para os funcionários, em função do risco de contaminação nos enterros.

 
Cemitério Vila Formosa, em SP, é destaque no jornal americano The Washington Post © Reprodução/Reprodução Cemitério Vila Formosa, em SP, é destaque no jornal americano The Washington Post

___________________________

 

Coronavírus põe cemitérios de Nova York à prova .
O dobro de cremações e cinco vezes mais enterros: Green-Wood, o maior cemitério de Nova York, atingiu o limite de sua capacidade devido ao fluxo incessante de cadáveres de vítimas do coronavírus. A onda de mortos pela COVID-19 chegou na terceira semana de março neste gigantesco cemitério do Brooklyn criado em 1838, um dos mais bonitos da cidade, com 193 hectares sobre a baía de Nova York. Lá estão os restos mortais do compositor Leonard Bernstein e do pintor Jean-Michel Basquiat. "Começou com as cremações", explicou Eric Barna, vice-presidente responsável pelas operações. Alguns dias, o número excedia "em quatro ou cinco" o volume normal.

—   Compartilhe notícias nas redes sociais

Vídeos temáticos:

usr: 1
Isto é interessante!