Esportes Mattos indica que coronavírus pode tirar força do Atlético no mercado: 'Sampaoli precisa entender'

12:16  10 abril  2020
12:16  10 abril  2020 Fonte:   mg.superesportes.com.br

Lista de reforços de Sampaoli faz Mattos montar "barca" com 5 nomes no Galo

  Lista de reforços de Sampaoli faz Mattos montar Para ter condições financeiras para buscar reforços de peso para Jorge Sampaoli, Alexandre Mattos montou uma lista com 5 nomes que devem deixar o Galo nas próximas semanas

Mattos conversa com Sampaoli e o gerente Gustavo Cupertino © Bruno Cantini/Atlético Mattos conversa com Sampaoli e o gerente Gustavo Cupertino

Nas negociações para contratar o técnico Jorge Sampaoli, o presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, prometeu que reforçaria o elenco para o restante da temporada. A busca por contratações está mantida. Porém, é possível que os reflexos financeiros da pandemia do novo coronavírus tirem a força do clube no mercado de transferências.

Ao comentar o tema, o diretor de futebol Alexandre Mattos - que foi contratado pelo Atlético dias após Sampaoli - disse que o treinador argentino “precisa entender” a mudança de cenário no clube por conta da paralisação dos jogos em função da Covid-19. “Sampaoli é bastante inteligente para entender que isso faz parte de um processo que fugiu ao nosso controle. E ele precisa entender isso”, disse, em entrevista à Band.

Com grupo 'inchado', Atlético trabalha durante a pausa para diminuir elenco

  Com grupo 'inchado', Atlético trabalha durante a pausa para diminuir elenco Clube conta com 30 jogadores no elenco principal; algumas peças podem sairO Atlético busca quatro contratações ainda em 2020: um zagueiro, um meio-campista, um atacante de beirada e um centroavante. O clube já iniciou as negociações com alguns nomes, mas só fechará com os novos atletas quando acabar a paralisação do futebol brasileiro, interrompido há duas semanas em função da pandemia do novo coronavírus.

Mattos disse que a própria expectativa em relação a contratações e ao momento financeiro do Atlético mudou após a paralisação das atividades do futebol. “Assim como eu vim com uma expectativa, hoje eu tenho que entender que ela é outra e me enquadrar nessa expectativa. O Sampaoli e qualquer outro profissional vão se enquadrar nessa expectativa”, prosseguiu.

Por enquanto, Sampaoli tem se mostrado compreensivo sobre mudanças financeiras no clube. O treinador elogiou a atitude da diretoria alvinegra de, durante a paralisação, reduzir em 25% os salários de todos os funcionários e colaboradores - incluídos jogadores, comissão técnica e dirigentes - que recebessem mais de R$ 5 mil, medida que afetou ele próprio.

Sampaoli durante treinamento na Cidade do Galo © Bruno Cantini/Atlético Sampaoli durante treinamento na Cidade do Galo

“Ninguém se salva sozinho. Isso acontece no mundo, em uma sociedade, em uma equipe ou em um clube. A realidade indica que um momento de entender o que está acontecendo e colaborar. Decidimos diminuir nosso salário. Isso vai além de ser solidário ou não: existe uma situação no planeta que se reflete na situação do clube e, como sou privilegiado, posso contribuir para tentar superá-la da melhor maneira”, disse o treinador.

Diretor do Atlético diz que desvalorização do real pode atrapalhar em negociações

  Diretor do Atlético diz que desvalorização do real pode atrapalhar em negociações Clube busca quatro contratações para a sequência da temporada 2020Nesta sexta-feira (3 de abril), o dia começou com o euro custando R$ 5,69. Já o dólar custa R$ 5,27. A disparidade pode atrapalhar o alvinegro em busca de reforços de peso pedidos pelo técnico Jorge Sampaoli.

Dificuldade de contratar?

Mattos não entrou em detalhes sobre busca por contratações. O dirigente reforçou que o clube não gastará com reforços durante a paralisação, especialmente em respeito aos funcionários que tiveram salários reduzidos. Ele demonstrou, ainda, preocupação sobre a capacidade financeira do Atlético mesmo quando as atividades forem retomadas.

Na busca por contratações, o Atlético costuma contar com aporte de investidores. Tem sido assim há alguns anos. Mattos fez questão de ressaltar que eventualmente alguns desses parceiros podem não demonstrar a mesma possibilidade de auxiliar o clube na retomada das atividades, justamente por conta dos reflexos da pandemia na economia mundial. Para isso, citou a MRV, principal parceira em negociações.

“Isso passa pelas empresas. O nosso grande investidor, o nosso grande parceiro, a MRV, também tem as suas dificuldades, também tem as suas preocupações. Talvez vá mudar alguma rotina pós-vírus. É óbvio que vamos fazer todo o possível, dentro da realidade, sem fazer loucura, para que não prejudique o Atlético no futuro. É o que a gente sofre hoje. Muitos dos problemas financeiros que o Atlético sofre hoje vieram do passado. E a gente não quer fazer a mesma coisa agora”, disse.

“Tem uma possibilidade de investidores investirem? Sim. Investidores que já investiram ano passado, este ano... Contrataram Arana, Savarino, Allan... Já tem muito dinheiro investido no Atlético”, completou Mattos.

Jorge Sampaoli rebate declarações de presidente do Santos .
O técnico argentino rebateu as declarações de Peres, de que teria entrado em contato com jogadores do Santos

—   Compartilhe notícias nas redes sociais
usr: 4
Isto é interessante!